terça-feira, maio 27, 2008

segunda-feira, maio 26, 2008

Cansada e animada

Actualizar os registos e escrever neste blog, é algo que não me faz dispender muito tempo.
Mas ultimamente nem mesmo desses 5 minutos disponho.
Ando sem tempo, cansada, mas felizmente muito animada.
  • Afinal o perdão foi "induzido" por mim...e afinal o JP ainda não perdoou muito bem. A educadora diz que nesta idade é normal não se esquecerem. (Bolas?)
  • O JP está a ficar um menino crescido. Consciente. Vontade de colaborar.
  • Engraçadinho e palerma.
  • Reguila, malandro...bonzinho e conscencioso...e bem humorado. Felizmente.

quarta-feira, maio 21, 2008

O JP anda chateado com o seu melhor amigo

Deixa-me de coração apertado. Sei que andam com uma zanga. Infelizmente o JP não consegue comunicar como deve ser o que se passou.

Só sabe dizer que já não gosta do J. (o maior amigo e compincha).

Na escola não sabem o que aconteceu, mas eu sei que foi na segunda -feira.

Deixa-me de coração partido pensar que tão pequenino já tem decepções nas amizades. Eu também as tenho no alto dos meus 34 anos, muitas... (e custa taaaaaaaaaaaaaanto !)

Adenda: Afinal o amiguinho que se apressa a ir buscar tudo o que ele quer, tratou de lhe "rapinar" um brinquedo...acabamos por lhe arrancar, por perguntas.
Já lhe disse para esquecer porque o amiguinho gosta muito dele e não fez por mal...aprende, filho...mas não endureças o teu coração.

domingo, maio 18, 2008

Fim de semana em Fotos


Tivemos um excelente fim de semana.
Fizemos o habitual e brincámos muito.
O JP está numa idade tão gira !

Quer estar todo o dia a brincar, brincar, brincar...
Tem mais uma nova paixão: o Panda.

Adora o bichinho que cozinha no seu canal e ganhou esse peluche neste fim-de-semana.


Dá-lhe toneladas de beijinhos e faz-lhe muitas festinhas. Delicioso.

As pessoas como elas são

Se há coisa que gosto é de fazer com o JP tudo aquilo que fazem todas as crianças e que ele também adora. Parque infantil, festas de aniversário, centros comerciais...

Muitas vezes ele passa despercebido na multidão. Outras nem por isso. Todas as pessoas são diferentes, mas acho que posso dividir em três grupinhos quanto à sua reacção perante nós:

- As que estão ansiosas por meter conversa e incomodam, esquecendo que o JP está ali e a entender tudo. São por regra pessoas desinteressantes e que perderam uma boa oportunidade de estar caladas. Tudo lhes parece uma tragédia e deixam-me a pensar como reagiriam se uma situação assim lhes batesse à porta (porque todos os destinos são imprevisíveis).

-As que ficam caladas, embora que com uma pontinha de curiosidade e um sorriso pronto e que à menor necessidade de ajuda, estão atentas e colaborantes. Destas as que chegam a falar, têm sempre algo de positivo a registar e uma palavra animadora.

-As tão indiferentes e concentradas no seu próprio umbigo que nunca chegam a incomodar. (o mundo está cheio destes).

Como eram bom que houvesse mais pessoas do 2º tipo.
O terceiro não me desagrada, mas sei que a longo prazo são os menos apreciarei.

segunda-feira, maio 12, 2008

Sonhos


Filho
A palavra filho enternece o meu coração. Enche o silêncio de melodia. Há nela implicitamente muito amor.
Ser a tua mãe é o que faço com mais alegria na vida.
A vida é grande filho! E é bom ser pequeno diante dela.
Em cada dia me conquistas e encantas.
E como gostaria de perpetuar a tua alegria de viver e a tua ingénua simpatia de criança de bem com a vida.
Quero muito que sejas feliz por seres como és, pela tua história.
Quero que tenhas orgulho dela.
Tu também me mostras o que tenho de bom, e que em cada dia dou o melhor de mim.
Pela noitinha, quero ter sempre aquela sensação de cansaço grande, mas de dever cumprido, que tanto me faz feliz.

Se ela soubesse quantas vezes já sonhei assim !

Obrigado C.

quinta-feira, maio 08, 2008

Prenda Ansiada

Já sabia que o JP andava a prepará-la...
E desconfiei que não iria receber no dia previsto.
O JP está fora 3 manhãs e faz com que seja mais dificil de concluir as suas actividades atempadamente.


Hoje quando me entregou, deliciei-me...
O ar orgulhoso e tão feliz dele !

A linda caixinha de chás e um belo postal.

As lágrimas vieram-me aos olhos...
Adorei, filho.

quarta-feira, maio 07, 2008

Mais uma vez as voltas da Vida...

Precisamos tanto que os ventos soprem a nosso favor...
Quando pensamos que estamos encaminhados, logo vêem mais obstáculos.
Não vamos desistir. Mais uma vez teremos de ter calma e preserverança, meu filho.
Deve estar escrito algures que só assim vivemos esta nossa vida. Acredito que havendo saúde, tudo se compõe. Quem sabe na próxima volta, os ventos mudam de direcção?
Novidade : A propósito de ventos - Já sopramos bolinhas de sabão à maneira !!!
P.S: Gostei muito dos comentários deixados aqui.
Como esperava alguns dos nossos problemas são comuns a grande parte das mamãs, embora que a uma escala diferente.

terça-feira, maio 06, 2008

Obrigado

A quem já deu já deu o seu contributo para concretizar o nosso sonho, um grande obrigado.
Deixem uma mensagem no nosso mail para que possamos agradecer convenientemente.

domingo, maio 04, 2008

A propósito do Dia da Mãe

Há dias atrás aconteceu algo que me mostrou mais uma vez que ser mãe é uma aprendizagem diária.
Nunca fui muito maternal, mas quando pensei em ser mãe, preparei-me muito para ter um filho. Li livros, troquei ideias com outras mamãs experientes e até pesquisei na net como dar banho, as rotinas, as comidas e o desenvolvimento.
A teoria ajuda, mas quem me ensina mesmo a ser mãe, é o meu JP!
E há demasiadas coisas que não vêem nos livros.
Temos que aprender a lidar com os dissabores, a rejeição e a exclusão que nosso filho eventualmente sofre por parte de outras crianças...ou até mesmo de adultos! Bem sei que isto acaba por acontecer com todas as crianças e não só com o JP.
Isso é o mais difícil de aprender, pois como mãe-galinha que sou, só me ocorre retaliar com quem maltrata meu filho!

No outro dia no parque infantil, chegou uma menina da idade do JP.
Começou por olhar para ele, depois rodeou-o, brincou...meteu-se com ele (sempre com olhar curioso) e depois foi contar à Mamã em alto e bom som:
- Mãe, aquele menino não anda !!!

O JP estava bem-disposto , mas percebi que não gostou de ouvir. Ficou repentinamente com uma cara mais séria e despedaçou meu coração.
Aqui a mãe-galinha corrigiu e disse para o JP:
-" Ainda não, filho...mas certamente chegarás lá. Vamos com calma."

A vontade de proteger, de amparar, de não deixar que nada de mal aconteça, de não deixar que ninguém despreze e maltrate nosso filho, é mais forte do que tudo.
Sei que ao longo de sua vida ele terá decepções, nem sempre as coisas serão cor-de-rosa, nem sempre ele será amado e mimado e minha função como mãe, é prepará-lo pra isso.

É fazê-lo forte pra seguir em frente, para levantar e continuar.
É só assim que a gente aprende. Vivendo a vida e tendo sempre uma visão positiva.
É dar-lhe amor, mas também deixá-lo viver as suas experiências.
Em cada dia aprendo a ser mãe.
Tentando sempre que a minha Mãe maravilhosa que está no Céu se orgulhe de mim.