quarta-feira, novembro 26, 2008

Um pequeno Canto de Amigos

O meu coração tem andado enternecido.

No meio da azáfama diária, os papás deixam os seus filhos no colégio, correm para o trabalho, voltam a buscar os seus filhotes, vão para casa.
Todos enfrentamos um dia a dia nem sempre fácil.

No meio do frenesim não sobra grande tempo para nos dedicarmos a causas e muito menos para observar as crianças da escolinha.
Alguns pais nem nunca tinham reparado na existência de um menino com PC lá no nosso cantinho.
Após um apelo da direcção do colégio para a participação dos pais no TT, muitos pais aderiram, outros sugeriram mais actividades, empenharam-se e tomaram iniciativas.

E não dá para expressar (mas não dá mesmo), a gratidão e um enorme sentimento de companhia nesta luta.

Hoje pelo JP,
Amanhã, por quem mais precisar.

Acho que a partir de agora, não sou só eu quem tem uma maravilhosa sensação de Apoio.
P.S: E graças a uma maravilhosa mãe e a uma agência de Viagens, já temos passagens para Cuba para o JP.
Já agora: Quem quer comprar uma rifa para o nosso maravilhoso Cabaz de Natal ?

terça-feira, novembro 25, 2008

Malandrices

Ontem lá fomos ao Centro de saúde.
Nada de grave. Uma pequena inflamação do ouvido em fase de resolução.
A partir da tarde ele já dizia que não doia o ouvido.
E via-se pela sua boa disposição que estava bem.
Fiquei com ele em casa por precaução.
Hoje de manhã, nos preparativos da ida para a escolinha, voltou a coçar a orelha.
Perguntei-lhe de imediato se lhe doía o ouvido e respondeu-me que sim. (???)
Confrontando com a boa disposição matinal achei no mínimo estranho.
Na escola, voltei a perguntar se lhe doía e voltou a confirmar, com um ar subitamente sofrido.
A educadora prontamente repetiu a pergunta e ele respondeu-lhe que não (olhando para mim de soslaio e sorrindo com ar gozão...)
Estaria porventura deliberadamente a enganar-me e a querer mais um dia de balda ???
Já se faz isso com 4 anos ??? Não posso crer !!!

domingo, novembro 23, 2008

Em 2 Pontos

No fim de semana fomos à festinha do amigo e o JP estava tão feliz !

Hoje queixoso do ouvido. Ficamos resguardados em casa e esteve tão chochinho como não o via há muito.
Amanhã lá teremos de visitar a pediatra que já não vemos felizmente há largos meses.
Mesmo assim, esteve sempre com muita vontade de brincar e explorar.


E agora cada vez mais passa mais tempo a brincar assim de joelhinhos...

quinta-feira, novembro 20, 2008

Ambiguidades

Dou por mim a pensar em como estás crescido...
Ficas longe da mãe e sem medos , "conversando" animadamente com pessoas que mal conheces, dando gargalhadas e brincadeira em troca. Fazes os teus amigos, miúdos e gráudos. Pessoas que te adoram mas nem conhecem a mamã.
Ficas tão solto e à-vontade, sem pressas que a mãe volte.
Deixas aos poucos de ser o meu menino...para seres cada vez mais tu próprio.
E tens agora medo de sentar no colo do Pai Natal !?!

terça-feira, novembro 18, 2008

A sua primeira festa de Anos

É já no Sábado, a sua primeira festa de anos (fora da escola) com um colega da sua sala !

Foi com tanta satisfação que ajudou a comprar a prendinha.

Escolheu como se fosse para ele, de tal maneira que depois ficou amuadinho de não poder brincar com a mesma...

Dias Bons e Dias Maus...

Há fases mais difíceis do que outras, na vida de toda a gente.
Estes dias mais difíceis para nós, tem a ver com muita incerteza e mudanças que faremos na nossa rotina (que tanto prezávamos) e com o fim de uma terrível constipação que nada ajuda a sentirmo-nos felizes.
Este blog não serve para registar só factos bons.
Não tem o intuito de desabafar, mas é natural que um dia ou outro registe algum desalento ...porque a vida é assim mesmo.
As palavras de apoio, têm realmente esse efeito: Apoio.
E apoio quando vem , nunca é demais. E sabe sempre bem.
Seja no mundo real, ou no virtual.
Obrigado (em especial às priminhas que pouco se manifestam, mas estão sempre atentas e prontas a dar muito incentivo!).
O meu filho ontem estranhava uma mãe com menos energia e mais distraída.
Não quero estar assim hoje. Nem amanhã.
Hoje estou novamente positiva.
Tenho de estar e quero estar.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Há dias em que o copo está definitivamente meio-vazio

A minha vida tem sido uma montanha russa de emoções.

Já é difícil gerir todo este turbilhão de pensamentos...e por vezes tenho a sensação de que tudo se conjuga para não nos ajudar.
Neste momento só quero uma vida pacata, normal e monótona...
Não quero o bem para mim, nunca foi para mim.

Quero-o para o meu filho.

Quero tanto poder dar-lhe alguma qualidade de vida.

Por regra não gosto nada de lamentações e desabafos, mas por vezes é mesmo muito difícil esquecer que há um copinho meio-vazio...
Não estou a conseguir dominar toda a situação. Nunca consegui, mas começa a piorar. Por vezes não sei se fiz as escolhas certas e ponho tudo em causa. As inevitáveis mudanças naturalmente destabilizam-me. Fico à deriva.

Entre as surpresas menos boas, sempre surgem outras perspectivas mais optimistas, mas mesmo assim este não deixa de ser um daqueles dias muito difíceis...
Preciso mesmo de mais um sinal positivo !!!

sábado, novembro 15, 2008

É para isto que os criamos !

Esta foi uma semana particularmente exigente.
Tivemos os Aniversários da Vovó e do Pai-Grilinho.

Inevitavelmente os jantares estenderam-se até mais tarde do que o desejável.
E custa-me bastante que o JP não descanse adequadamente, pois por vezes faz gazeta às sestas na escola, mesmo que ande cansado.

Entretanto os papás ficaram doentes. Felizmente o JP safou-se até agora.

Como hoje não pude fazer as actividades habituais (natação) , o JP só pedia para ir para a avó. Acho que o tédio de ter ambos os papás agarrados aos lenços e aos cházinhos de limão apoderou-se dele e quando chegou à avó, fez um "xau "descarado e feliz da vida.

A propósito de estímulos


A propósito deste Post que coloquei aqui e porque sou muito fã do que este Raymundo Veras escreve, aqui fica mais uma passagem:


"Se pegarmos uma criança normal, nascida no mesmo dia que uma criança de cérebro lesado, e a colocarmos no mesmo ambiente de privação dos sentidos, onde se costuma colocar uma criança de cérebro lesado, vamos ver que, no fim de alguns anos, teremos a criança "normal" num grau bem inferior ao da chamada normalidade, em situação igual a da criança de cérebro lesado.

Ela não terá condições de falar, de ouvir ou de entender bem as coisas, pois foi colocada num ambiente pobre em estímulos. Ela poderá se diferenciar da criança de cérebro lesado pela fisionomia, já que não terá os traços da lesão, mas suas atitudes, gestos, linguagem, maneira de se portar e tudo o mais serão idênticos.


Chamo muita atenção dos pais para esta situação: é um ambiente inadequado, um ambiente anormal, que faz com que a criança de cérebro lesado realmente se transforme em anormal.É natural que uma criança normal possa, dentro de um ambiente pobre, se desenvolver normalmente. Mas uma criança de cérebro lesado dentro de um ambiente assim é mais pobre ainda, e nunca chegará a normalidade. No entanto, se esta criança for colocada num ambiente superior, terá muito mais chances de ser uma criança normal.

Nosso objetivo não é transformá-la num gênio. Apenas levá-la para normalidade devida, procurando dar à criança de cérebro lesado uma situação de pleno desenvolvimento de suas potencialidades. "

"MINHA MENSAGEM AOS PAIS É QUE, ANTES E ACIMA DE TUDO ACREDITEM NOS SEUS FILHOS DE CÉREBRO LESADO!”
Raymundo Veras

domingo, novembro 09, 2008

Convidados da Festa de anos

Por vezes o JP surpreende-nos com coisas, que não podemos dizer que estejam adquiridas. Como por exemplo o facto de com 7 meses ter gatinhado por diversas vezes.


Anda agora numa época de grande explosão comunicativa. E espero que não seja passageira.
Hoje em conversa para o adormecer à tarde , falei-lhe que faltavam 3 semanas para o seu aniversário e iríamos fazer uma festinha (se ele se fosse portando bem, claro).
Depois perguntei-lhe se já sabia quem queria convidar para a sua festa e eis que o moço me surpreende com uma lista (quase parecia organizada por nível de preferência), sem interrupções e sem pestanejar:
-"abó" (avó)
-"mainha"(madrinha)
- Abô" (Avô)
-"ia" (Tia- não sei qual porque nem o interrompi, mas admito que todas)
-"imos" (Primos)
-Ah, muito bem, tens isso tudo pensado... (digo eu). Olha e amigos ? Queres convidar ?
- iiiiimmmm" (Sim) -responde o JP.
-"aime" (Jaime),
- "i-i " (Educadora),
- "ão" (João),
e mais uma espanholadas que já não percebi , mas percebi que a lista é extensa.

Ok, estás no teu direito, querido.
Agora até tenho medo de te fazer a pergunta com a tabela da comunicação aumentativa por perto...

Está um crescido !

É a frase que mais tenho ouvido nas últimas semanas.
Está de facto a ficar mais sereno e colaborante.
Continua a ter desejos muito fortes e a debater-se para os concretizar, mas o "não" e o "tens de esperar", vão sendo melhor aceites que antigamente.
Dizem-me que esta teimosia e perseverança o ajudará muito se for bem direccionada.
Vamos ver se conseguiremos "direccionar" para o lado certo !
Deixo-o sempre tranquilo e bem disposto na escolinha. No fim do dia não quer voltar para casa.
Á noite conta-me sobre os amiguinhos e educadora, ao que brincou, do que gostou e do que não gostou.


Mas adora os fins de semana e sempre que lhe falo que é sexta-feira grita de alegria...

(ele e eu !)

Espreitem o novo espaço de partilha :
http://www.partilha-entre-maes.blogspot.com/

Continuamos com as mesmas actividades

As nossas semaninhas estão estruturadas há aninhos !
Fará em Janeiro 3 anos que o JP pratica hipoterapia e bem sabe que depois desta sessão , vem o fim de semana !
Quase desde que nasceu, ao Sábado há a hidroterapia que ele adora.
Está como um peixinho na água, mergulhando com o maior dos à-vontades, batendo pernas e braços para a mamã quando está solto na água ! Fica sempre mais motivado quando há joguinhos dentro de água e adora fazê-los. Esta semana viu os números e seguindo o dedo da terapeuta em cima de cada um, contou até 10 de forma minimamente perceptível (para os mais esforçados ;-) )
Adora a Fisioterapeuta e todas as pessoas que trabalham com ele.
Na comunicação aumentativa está tudo a correr lindamente. Na escolinha está feliz e apoiado.
É de facto um caminho realmente longo, duro e muito mais difícil do que julguei, mas aqui estamos para o percorrer. Com a alegria que o JP merece, pois é um menino fantástico.

terça-feira, novembro 04, 2008

Comunicar

Esta semana na escolinha, os meninos e as meninas prepararam um trabalho para falar sobre a sua família.
Fizemos um pequenino Dossier com a descricção da família, tradições Natalícias e das férias.

Foi divertido organizar fotos, contar as nossas pequeninas e comuns tradições, como seja o Tio T. mascarar-se de papá-Natal e entrar pela Varanda com sacos, perto da meia-noite, perante os olhos pasmados dos miúdos.
O JP apesar de não falar, adora comunicar.
Vai ser uma alegria ele apresentar a família dele aos coleguinhas.

Todas as noites pegamos nas fotos dos amiguinhos da escola e nos nos símbolos SPC e fico a saber o que comeu, quais as actividades que desenvolveu, quem brincou com ele, quem se portou mal, quem se zangou com quem, de quem ele mais gosta. Enfim, ele adora contar tudinho !!! E no meio desta conversa esforça-se bastante e solta os nomes dos amigos e outras palavrinhas.

Nunca quer acabar esta conversa com os papás. Adora fazê-lo. Já no adiantar do serão, tenho de terminar a conversa e deitá-lo, mas sei que ficaria até o sono vencê-lo.

Nunca que a comunicação aumentativa atrasa a oralidade dos meninos, como já temi.
Nem pensar e muito pelo contrário: ajuda-os na alegria de comunicar...e puxa sem dúvida, por novos progressos nesta àrea.