quarta-feira, setembro 30, 2009

O meu tesourinho

Apesar de não falar, conversa tanto com com os seus papás e faz-se perceber ! Ele lá se desenrasca. Pelos vistos na escola também...
Vi um cartaz afixado no Cantinho dos Amigos que é suposto ter sido ele a transmitir do que gosta.
Eu não ajudei em nada e estava lá escrito:

"Sou o JP G. e tenho 4 anos.
- Gosto de batatas fritas
- Gosto de brincar com o computador
- Gosto do Avô"

Foi mesmo ele que transmitiu. Não tenho dúvida !!! É mesmo disto que ele gosta.

Dinis- Aproveitamento !

Fraude e Roubo de Identidade
ATENÇÃO!ISTO É MUITO SÉRIO:Recebi este mail dos pais do Dinis«O DINIS ESTÁ A SER ROUBADO.
Alguém pegou numa série de informação que saiu nos jornais, e “montou” um esquema de pedido de ajuda…. Mas colocou um NIB que não pertence ao Dinis.
Soubemos deste acontecimento através de um Senhor que nos alertou.
Para que não sobrem dúvidas…. O NIB do Dinis pertence ao Banco Português de Negócios – BPN, banco na qual a mãe do Dinis trabalha, daí a razão de se ter escolhido este banco.
Não voltaremos a anunciar o n.º do NIB do Dinis através de email, caso pretendam ajudar o Dinis, por favor façam-no através da consulta do seu NIB que está na página principal do Site dele: www.dinis.webnode.comDivulguem por favor este email por todos os vossos contactos…
URGENTEMENTE - é uma vergonha o que estão a fazer com o nosso menino
UMA VEZ MAIS AJUDEM-NOS.
Paulo, Sofia, Gonçalo e Dinis.»
POR ISSO É QUE É IMPORTANTE CONFIRMAR TODAS AS SITUAÇÕES DE PEDIDOS DE AJUDA...
MESMO QUE TENHAM FOTOGRAFIAS DE CRIANÇAS!
MESMO QUE FALEM EM DESAPARECIMENTOS OU DOENÇAS GRAVES...
O APELO DA GENEROSIDADE É MARAVILHOSO, MAS CONFIRMEM ANTES DE AJUDAR!

segunda-feira, setembro 28, 2009

Sentimentos contraditórios

Devia sentir-me aliviada. Mas sempre ouvi que depois de um grande susto, as pessoas deixam-se ir abaixo. Acho que está acontecer um pouco por aqui.
A notícia de que o meu problema de saúde não seria tão grave, não foi tão comemorada quanto devia porque:
  1. Só quando for operada terei a certeza dos factos.
  2. Porque no dia seguinte soube de um caso próximo, de longe mais grave do que o meu. A pessoa em questão é da minha idade e sinto um enorme sentimento de revolta.
Sobre o JP: à medida que o tempo passa aceito melhor a condição dele, sem deixar de batalhar por melhores condições de vida.
Mas fico triste ao ver o fantástico nível de compreensão dele e apenas se expressar por símbolos, e alguns balbucios, ficando tanto por conversar. Por outro lado confio que essa mesma inteligência vai possibilitar-lhe alcançar metas consideradas difíceis.
Sei que devo estar grata pela sua consciência, mas gera em mim um enorme receio das suas frustrações.
Por outro lado, este ano ainda não defini a rotina. E eu também preciso muito dela.
Para o ano o meu "bebé" vai ingressar numa escola pública e estou (já) a sofrer por antecipação. Será que se vai dar bem ? Será que a equipe que o vai acompanhar vai dar-lhe condições para se continuar a desenvolver como até agora?
Por outro lado, por vezes deixo apenas as preocupações de lado e aproveito o seu sorriso e os gritos de alegria e divertimento....deixando o tempo passar.
Mas efectivamente ando instável e sensível. Mas não devia...devia estar a aproveitar cada minutinho bom desta vida. Infelizmente nem sempre controlamos os nossos pensamentos e sentimentos.


sábado, setembro 26, 2009

Uma semana ansiosa

Foi assim que andei a maior parte do tempo.
A leste. Esperando por um telefonema. Agarrando a minha Santa Rita.
Na quarta feira acabei por ter as tão esperadas notícias. Dos 2 cenários que tinha, aconteceu o melhor. Pedi uma segunda opinião e foi coincidente. Intervenção cirúrgica muito simples.
Sinto-me como se me tivessem dado uma segunda oportunidade. Aproveitar este milagre chamado vida que é tão curto. E nunca sabemos quão curto pode ser...
Aproveitar bem.É o que temos que fazer. Todos os dias. Obrigado Santa Rita.

Educadora do ensino especial

Já conheci a educadora de ensino especial que vai acompanhar o JP este ano.
Gostei dela.
Ela ainda não conhece o JP e a reunião foi na sede do agrupamento de escolas. Pediu-me então que o descrevesse. Será só para mim difícil resumir o meu filho a algumas características ?
Se as crianças de 4 anos são todas muito parecidas, acabei por o descrever como um excelente negociador. Gosta mais de fazer o que quer e se sente motivado, tendo de ser "comprado" quando tem de fazer algo que não gosta tanto.
Ela achou natural.
Eu por vezes acho que ele exagera. É extremamente determinado e teimoso para fazer o que gosta. Mas na vida temos de fazer muitas coisas que não gostamos...
A rotina do pré-escolar está a motivar muito o JP. Anda feliz e extremamente bem-disposto.
Almoçar num grande refeitório é para ele tranquilo. Lida bem com as rotinas que exigem mais maturidade.
Há quem diga que é da cadeira.
Eu acho que ele se sente muito crescido. E fica feliz com isso.


segunda-feira, setembro 21, 2009

Os telefonemas e as coincidências

O meu telemóvel passa o dia a tocar. De cada vez que não reconheço um número o meu coração salta. Que não vai dar boas noticias, já eu sei. Vão marcar uma consulta para discutir o meu caso. 35 anos. Mais uma reviravolta na vida que dispensava. Destabilizou-me a muitos níveis.
Porque que nunca foi a minha vida fácil ?
Perdi uma mãe adolescente. Da pior maneira: Cancro. Quando mais precisava dela.
Tive um filho maravilhoso. Mas que faz com que a minha vida seja uma montanha russa de emoções, de incertezas e de correria. Nunca soube o que eram coisas banais.
E agora. Tenho 35 anos e muita vontade de viver. Muita vontade de criar o meu filho e quem sabe outro que poderia vir (que ainda não tinha pensado nisso)...
Agarro-me ao positivo: a um marido fantástico, ao sorriso do meu filho e à sua gargalhada contagiante e às pessoas que passaram a ser unha com carne comigo. À possibilidade de poder ainda viver muitos anos. Agarro-me a tanto que ainda tenho de bom.
Mas tanta gente há que nada lhes acontece...
Estarei a fazer-me de coitadinha ???? Tendo pena de mim própria? Talvez.
Mas estou revoltada. E triste.
Mas talvez este seja uma outra experiência para me levar a outras novas aventuras.
Sempre que Deus fecha uma porta, abre uma janela. Continuo a acreditar nisso.
Quero ainda contar um episódio curioso. A minha amiga Sisa esteve ontem em Fátima com o Principezinho. E eu estive com o JP. Não sabíamos e não nos encontrámos. Estive pouco tempo por lá, mas procurei uma medalhinha de Santa Rita (que ninguém sabia que eu gostava de ter), só que não encontrei.
Hoje a SisaRita ofereceu-me essa medalhinha e um livro sobre a vida da Santa.
coincidências ?
Já a tenho ao peito. Não demorei 1 hora para comprar um fio e colocá-la junto de mim a tempo inteiro. É a Santa das causas impossíveis/indefinidas? ! Obrigado amiga.

domingo, setembro 20, 2009

Regresso à Hidroterapia


Um daqueles Sábados que eram e voltarão a ser a rotina. Hipoterapia de manhã cedo (agora sempre pelo meio do bosque, que cansa ainda mais o JP e a mim própria), subindo pelo meio da vegetação em contacto com a natureza, até visionar uma vista lindíssima do Rio Tejo e descer em seguida já com alguns gemidos de cansaço do JP e com a sua mãe a sentir todos os músculos do corpinho também. Depois uma relaxante Piscina seguida de um jacuzzi que nos deixou nas nuvens.
Deixámos de ir em Março, antes de ir para Cuba.
Mas o JP lembrava-se perfeitamente da sua terapeuta Ritinha e divertiu-se muito. Os mergulhos estão ainda mais radicais e cada vez ele gosta mais.
Agora vamos para todo o lado na sua nova cadeira.
Em casa as brincadeiras de eleição continuam a ser os volantes, o comboio Thomas e a nova cadeira de baloiço, onde passa bons bocados a exercitar o equilíbrio.
Eu. Psicologicamente com altos e baixos. Sabendo que esta será uma semana muito reveladora e determinante da nossa vida e futuro.
Gostei muito de ler o relato da terapeuta Rita Ortigão. E ela ainda guarda um mergulho que o meu computador "perdeu" quando o JP tinha apenas 8 mesinhos !!! Leiam aqui e espreitem o video(vale mesmo a pena), para ver como um pequenino bebé consegue mergulhar tanto...

quarta-feira, setembro 16, 2009

Depois do choque

Acalmei.
Fiz uma terapia de "libertação". Costumo ser muito reservada e neste caso, falei, falei, falei...
Ainda falo e falo.
Dos medos.
Dos cenários.
Sou uma chata para os amigos e amigas. Mas tranquiliza-me.
Dizem que as crianças absorvem tudo. Estava com medo que o JP me sentisse em baixo. Mas ele anda feliz. Feliz da vida com a sua nova rotina de pré-escolar. Sente-se super-importante. Sente-se um crescido e com responsabilidade para aprender. Não julgo que esteja a sentir a minha ansiedade.
Ficou feliz com a cadeira nova. Fica bem posicionado. A voz projecta-se melhor.
De manhã faz questão em repetir o pratalhão da papa (não gosta de cereais). O estômago dele é gigantesco e não sei o que faz aquelas calorias todas. E eu sempre com imensa pressa...e ele pede "ais" (mais) !!!

Mais uma semana e já devo saber mais qualquer coisa sobre o meu exame.

terça-feira, setembro 15, 2009

Vacina Gripe A

Acho que não.
O JP pertence a um grupo de risco. Posso vaciná-lo assim que a vacina estiver disponível.
Apesar disso, vaciná-lo pelo que estou a perceber é um risco ainda maior.
Ele tem-se safado bem estes invernos. Vamos ficar optimistas e acreditar que mesmo que apanhe, possa desenvencilhar-se. Porque esta vacina ainda é uma grande desconhecida...


Obrigado pelos mimos. Tento aguardar serenamente pelos resultados dos meus exames. Não estou positiva, nem negativa. Tento estar serena.

More people died from the vaccination than from swine flu.
500 cases of GBS were detected.
The vaccine may have increased the risk of contracting GBS by eight times.
The vaccine was withdrawn after just ten weeks when the link with GBS became clear.
The US Government was forced to pay out millions of dollars to those affected.Read more:
http://www.dailymail.co.uk/news/article-1206807/Swine-flu-jab-link-killer-nerve-disease-Leaked-letter-reveals-concern-neurologists-25-deaths-America.html#ixzz0RBH8m4HW

sexta-feira, setembro 11, 2009

Hoje



É hoje, é hoje...Vamos buscar a cadeira.
Hoje começa a espera ansiosa pelo resultado de um exame.
Seja qual for, já sabemos que não é bom.
Há pouco dei graças a Deus de me permitir ter adormecido o meu filho contando uma história.
Dei graças de o meu pai o ter levado o JP à fisioterapia pela manhã. Dei graças a todos os telefonemas preocupados e carinhosos.
Dei graças ao meu marido me ter dado a mão com força até ter de ficar mesmo só.

Hoje vou rezar à Santa Rita que a minha amiga Aninhas tanto fala...e que me foi oferecida por uma mamã de um menino muito especial. Confio que ela nos vai ajudar.





terça-feira, setembro 08, 2009

Volta de 180 º

Acontece. Quando menos esperamos.
Temos de dar graças a Deus à nossa saúde. Todos e todos os dias.
Peço a Deus, com muita força poder criar o meu filho até ter 20 anos. Se não. O máximo que conseguir. Peço a Deus que eu possa acompanhar o meu marido nesta caminhada, sempre unidos.

Peço a Deus que me continue a dar muita saúde. Quero viver. Para o criar. Se não for pedir muito.
P.S: Não, não estou com problemas matrimoniais...
É saúde que quero ( a de todos, mas preocupa-me agora a minha...)

segunda-feira, setembro 07, 2009

A segunda terapeuta do JP - A HIDROTERAPEUTA RITA

Tinha o JP uns 4 mesinhos quando descobri uma piscina que aceitava bebés desde os 3 meses. Uma piscina fantástica, toda preparadinha para meninos muito pequeninos. O JP sentia-se bem na água, mas quando ia ao colo dos monitores (que logo faziam algumas manobras de mudanças de direcção, etc)...chorava. Chorava, é um termo muito suave. BERRAVA mesmo. 4 mesinhos de gente a berrar (que pulmões!!!). Não queria ninguém senão a sua mamã.

Já pelo verão, deveria ter os seus seis mesinhos, uma monitora a quem chamamos "Ritinha" aproximou-se dele....e ele teve uma reacção muito diferente. Gostou de ir ao seu colo. Encantou-se com o seu sorriso. Jogava charme. Acalmou. Ganhou confiança com as manobras na água. E nunca vou esquecer que nem 8 meses tinha, quando o submergiram num primeiro longo e profundo mergulho. A Rita não estava insegura. Sabia que ele reagiria bem. E acertou. Tinha até registos video desse mergulho....mas agora resta-me uma foto, só.


Na altura a Rita era recém formada em psicomotricidade. Daí até cá, muitas voltas a vida deu. Mas nós acompanhámos a Ritinha. Uma profissional dedicada. Sempre cheia de vontade de aprender e de ensinar- Partilhar ! Com as crianças, com os pais...com tudo o que se lhe oferecia. O meu JP tem paixão por ela. Mas isso não é difícil. Difícil é não gostar dela e do seu trabalho, que reune tanto a motricidade como a parte cognitiva, tudo num ambiente fantástico e num clima de cumplicidade e amizade.


Nós temos sorte de a ter a acompanhar-nos há 4 anos !!! Pertence a esta equipe maravilhosa que reuni. E logo, logo, estaremos juntos novamente. Bem hajas Rita. E quando fores super-famosa, lembra-te sempre dos primeiros alunos !!!


Para quem se interessar:Psicomotricidade no meio aquático !

quinta-feira, setembro 03, 2009

9 anos de Casamento

Em cada aniversário do 3 de Setembro queria fazer algo mais especial.
Mas hoje, mais um dia de semana. Daqueles de acordar muito cedo. Mais um dia cheio de responsabilidades. Certamente mais uma vez, uma quinta feira extenuante. Não devo chegar a casa antes das 20 h. Obrigações profissionais. Há anos que posso fazer excepções....neste nem pensar !
Uma roupa para um casamento no Sábado ainda por escolher. E só depois das ditas 20 h...ou quem sabe deixar mesmo para o último dia.
No meio disto: 9 anos para comemorar. 9 anos de vida em comum.
Sentimentos confusos. Estou a deixar o casamento cair na monotonia ? Sei lá, mas não posso simplesmente deixar tudo para trás. O nosso casamento não se resume a um dia só. Resume-se a toda uma vivência.
Desde que o JP nasceu obviamente o casamento deu uma reviravolta. Se nos unimos muito por um lado, o poder esgotante de uma adorável criancinha cheia de energia, apesar de todas as limitações, deixa-nos com menos disponibilidade para nos deliciar com os nossos pequenos gostos comuns.
Os dias especiais sempre me deixaram ansiosa.
Não. Não consigo tudo. Não consigo ser super-mãe, super-profissional, nem super-esposa. O marido vai ter de me desculpar por isso.
Fico intermédia nos diversos campos. Mas tento dar o melhor: Isso prometo que tento.
Então fico com esperança que o meu amor grande se lembre de tudo o que já passamos juntos.
O nosso namoro de 9 anos; o dia do Casamento que toda a gente sabe que foi "Sui generis"; o amealhar durante os primeiros anos para passarmos umas férias fantásticas juntos, para realizarmos alguns dos nossos sonhos. Quatro anos depois, a minha barriga grávida, que ele acariciava e falava para o JP.
O assumir: Vamos ter este filho e vamos amá-lo como for.
Estes 4 anos e meio de uma vida diferente da que imaginávamos. Uma vida demasiado dedicada ao miúdo. Sabemos disso e não conseguimos evitá-lo...
Mas um amor maior....a três. Talvez menos tradicionalmente romântico. Com menos jantares às luzes das velas.
No entanto prometo que haverão muitos e bons dias, a dois ou a 3 , com tranquilidade, romantismo e menos stress. Foram 9 anos de namoro. Fazemos 9 anos de casados...
Gostaria de mais 9 anos !!! Mais bons 9 anos !
Mas para mim o mais importante é ir aproveitando cada um desses dias. Mesmo que nem todos sejam como gostaríamos que fossem. Fazemos hoje 9 anos de casados. Temos saúde, estamos juntos e felizes como vamos sabendo estar...Parabéns a nós.


terça-feira, setembro 01, 2009

Ai !!! O 1º Dia do Pré-escolar do JP

Foi o que disse esta manhã a directora do Cantinho quando lá chegámos !!! E é verdade. O JP estava emocionado. Mochila nova do CARS... vaidoso...
Sabia que alguns colegas seriam novos, outros não. Sabia que ia mudar de educadora. Sabia que ia mudar de sala e esta manhã só gritava de contente e entusiasmo.
Mais uma nova etapa, meu amor. Vais aprender muito, vais brincar, vais assimilar ritmos de trabalho e acredito que ainda te divirtas muito...
Que tenhas muito sucesso, meu príncipe !

Definitivamente uma nova etapa na tua vida !!! Vais superá-la...vais integrar-te bem. Vamos fazer por isso. Estamos todos a torcer por ti....

A cadeira chega dia 9. E vai ajudar muito.