sexta-feira, março 27, 2009

Em Stress mas muito FELIZ

Preparativos de última hora. Sobrecarregada de trabalho.
Tanta coisa. Tantos receios, mas muita animação. Falta pouco. Pena não podermos ficar 3 meses em tratamento. Não chegou o dinheiro para tanto e mesmo em termos profissionais podia ser não ser fácil . Talvez numa próxima vez ou ainda arranjemos entretanto... Quem sabe ?

Nestes 4 anos rodeei-me de pessoas maravilhosas. Fiz novos amigos que considero família.
Sim, estou a falar para ti, Ana, Aninhas, Sílvia...e Sobrinhos do coração (Joãozinhos, Martim e Francisco, Pedro serrano e Inês) e muitas outras amigas : algumas são mães especiais- Alda, Claúdia, Cristina, Dina (a mae da Ariana), Salomé, Patrícia Evang.) Rosângela, Marcia, Maria Poeiras, Nea , Célia, Cristina (terapeuta), Ritinha, Adriana, Paula, Raquel, Teresa e tantas (toda a minha familia e em especial a prima Sónia)... outras não são mães especiais no mesmo sentido que o meu, com quem adoro falar sobre tudo. Infelizmente a amizade não tem coisas só boas. Também sofro com os vossos problemas. A Amizade é assim, mas compensa.



Também sinto que o colégio do JP somos uma enorme família. No fim de semana passado estivemos na gincana, foi tão gira !!!
A directora Isabel, a Clara, as educadoras Lili, Carla, Sandrinha e as auxiliares, um ambiente tão acolhedor e inclusivo ...a motorista Tina. Os outros papás que me apoiam tanto- Inês, Guida e muitos, muitos (tantos) mais !!!
Este fim de semana teremos um curso de Parental Coaching comparticipado pelo próprio colégio. Eu vou , quero estar sempre a aprender e dar o melhor que souber como mãe.


As pessoas querem-nos bem. A maioria das pessoas são boas, ou têm pena quando vêem o meu filho, tão alegre, tão esperto e tão feliz, mas tão limitado.
As que não são assim e olham-nos de lado e não me interessam.
Podem magoar-me e meter-me receio que magoem futuramente o JP, mas tal como eu aprendi, quero também ensinar-lhe a desvalorizar esses aspectos que fazem parte da nossa sociedade. Quem sabe damos o nosso contributo para desmistificar ?

A todos os que nos têm acompanhado por aqui, deram-nos imenso incentivo a continuar. Não é uma história de ter vergonha, nem pena. Somos felizes, mas ambicionamos o melhor para o nosso filho. Continuem connosco. Continuem sempre a dar o vosso apoio. Os vossos comentários dão-me muita força. A divulgação também. Beijooooooooooos Felizes !
Divulguem nos vossos blogues ( carreguem neste link que tb está no topo da página, introduzam sobre formato código HMTL) na barra lateral para nos continuar a divulgar e ajudar.
Queremos estar mais tempo. Queremos continuar a lutar. Beijos
Quem não conseguir colocar através deste link mande um mail para mim mae_grilinha@yahoo.com.br que eu explico. Obg

quinta-feira, março 26, 2009

Corações que nos tocaram em 3 longos anos

O blogue fará 3 anos no próximo dia 6 de Abril. Em vésperas de partida não vou conseguir escrever nada do que idealizei, porque cada vez mais o tempo me escorrega entre os dedos.
Nesta época de reflexão quero escrever sobre uma coisa especial:
Há corações que nos tocam. Histórias minhas e de outras mães que se cruzaram. Pelas mesmas razões ou por outras totalmente diferentes.
Histórias através de blogues. Amizades feitas por mail, msn ...são tempos diferentes estes.
Amizades Virtuais mas muito reais. Muita gente se tornou real e são hoje os meus grandes amigos. Como disse a Cristina (viver Devagar), farejo as boas pessoas e rodeio-me delas.
Houve apenas um caso em que tive um desentendimento mas ainda hoje acredito que iremos inverter a situação e acredito que um dia nos riremos dela.

A pessoa que me tocou muito hoje, adivinhei-a desde que li o seu primeiro post. Senti-a...
Não a conheço, mas temo-nos ajudado mutuamente (e as nossas situações são radicalmente diferentes). Moramos longe, mas penso muito nela, queria muito abraçá-la e agora agradecer o seu gesto. Outras e aqui incluindo a minha família, não há simplesmente palavras para exprimir o que me fazem sentir...
Adenda: Não refiro aqui a pessoa em questão, para manter a privacidade dela, mas ela sabe quem é, não sabes M. ?

terça-feira, março 24, 2009

Ser diferente é Bom

A autora ofereceu-nos gentilmente este livro.

Talvez possa ser um livro polémico, espreitem no site.

Talvez nem toda a gente goste. Nós adorámos porque somos assim: não gostamos de julgar ninguém , nem de preconceitos. E porque ser diferente é realmente bom. Podemos e devemos ser felizes, mesmo que tenhamos situações pouco comuns. Interessa é haver amor e alegria em viver.

Muito obrigado Sónia Pessoa, pela oferta e principalmente por teres a ousadia de escrever assim para crianças !

quarta-feira, março 18, 2009

Sucesso !!!

Hoje não resisti em saber as novidades de ontem com todos os detalhes.
Esta manhã um telefonema demorado para a UTTAC, pois quem o levou ontem foi o Avô...que não é amigo que contar tudo com muitos pormenores, como eu gosto. lol.
O JP quando entrou na sala, começou por dizer que não era dia de estar ali. E que não queria estar ali. A educadora A. explicou-lhe que era uma demonstração para uns senhores do estrangeiro - americanos, franceses e espanhois ligados a diversas fundações.
Também estavam srs da PT. Depois podia ir dar uma volta com o avô.
O JP quis saber o nome de cada um. E cumprimentou-os com um sorriso. (que educação !!!)
Depois decorreu tudo magnificamente. Mostrou muitas coisas que sabia, incluindo letras, números, comunicar e expressar-se.
Consta que os investidores ficaram encantados com ele e com o coleguinha André. A educadora felicitou-me porque o JP está muito crescido, desenvolvido e que o trabalho que decorreu este ano foi impecável.
Poucas sessões terá antes de irmos para Cuba, mas até eu estou muito admirada com as aquisições feitas.
Vamos continuar. Educar uma criança não acaba nunca. É um trabalho diário.
O JP é obviamente um caso especial e um desafio maior. Mas algumas batalhas vão sendo ganhas. É o que interessa ! E estou feliz por isso.
(DESCULPEM OS RIOS DE BABA)

terça-feira, março 17, 2009

O meu traquinas mudou

O JP não se portava bem na comunicação aumentativa.
Começou com 17 meses revelando bastante inteligência e boa vontade mas com o tempo foi-se desmotivando. Colaborava pouco e chegaram-me a dizer que tinha um feitio díficil. Estamos a falar de um menino com pouco mais de 2 anos.
Empenhei-me em mudar as coisas e foi com muita alegria que percebi que agora foi seleccionado (juntamente com o seu amigo Principezinho) para fazer uma demonstração de como se trabalha na UTTAC para alguns investidores.
Porquê ? Entre tantos, se tinham de escolher só 2, porquê o JP ? Não era bom para ele porque implicava não dormir a sesta e estar provavelmente bastante rabujento.
Fizeram questão: Porque se porta bem, é pequenino , engraçadinho...mesmo sem dormir, tinha de ser ele.
Esta tarde lá vai. Espero que corresponda às expectativas, por isso não deito foguetes antes da festa, mas que este assunto deu uma grande reviravolta...isso deu ! Fico já um pouco mais descansada.
Esta manhã fiquei a saber pela directora do colégio que o pré-escolar do colégio do Cantinho dos Amigos ficará equipado com computadores para todas as crianças. Resultará daí uma melhor integração do JP. Assim não será o único e no fundo acho uma medida muito interessante, pois hoje em dia há software para todas as idades e todas as crianças. Porque não começar já de pequeninos ?
Deixando o tempo passsar, sempre empenhadas a fazer o bem e confiantes.
A paciência é a àrvore que dá os frutos mais doces.
ADENDA ÀS 20 H: Correu 5 estrelas !!!
ADENDA 2: Conheço um sitio novo para mandar fazer bolinhos de aniversário e outros miminhos!!! Espreitem...

sexta-feira, março 13, 2009

Chorei de emoção

A ver um anúncio publicitário...
Adorei. Toquei-me.
Partilho convoosco.

http://www.youtube.com/watch?v=tzc3FFJDKU8


Não consigo embebê-lo no post, mas espreitem. Vale mesmo a pena !!!

Frenéticamente

Este período que passarei em Cuba com o JP irá "lavar-me" a alma deste ritmo louco, exigente, frenético e desgastante do dia a dia. Refiro-me ao lado profissional. Ainda para mais que tenho de passar a pasta de forma impecável.
Lá terei outros desafios, outras exigências. Será uma experiência diferente. E sei que dura.
Mas esta é a história da nossa vida.
Acredito em Deus e Deus quis que fosse assim e nós aqui faremos o nosso dever e o que o coração nos diz: experimentar, trabalhar, não desistir.
Quando voltar acredito que terei saudades do meu trabalho, assim mesmo como ele é: desgastante, arreliante....mas muito compensador. Adoro desenvolver os projectos e levá-los até ao fim apesar de todos os contratempos e dificuldades que se deparam. No fim é uma realização ver tudo a funcionar e a fazer parte de uma vila, cidade...
E é bom que assim seja, porque este ano não terei mais férias....
Tudo com muito sacríficio, mas temos de pensar em todos, ainda para mais numa altura de crise como esta.

terça-feira, março 10, 2009

Tolerâncias

Gosto da idade que tenho, principalmente porque gosto da sabedoria e alguma tranquilidade que a idade traz. Só isso.
Em tempos fui injusta com algumas pessoas.
Por exemplo, escrevi um post sobre uma festa da escola que não devia, pois devia ter-me informado melhor.
Porque estou muito longe de ser perfeita e se me sinto desapontada posso reagir irrefletidamente.
Quando me apercebi, apaguei o post e apresentei um pedido de desculpas a quem devia.
Essas pessoas são bem formadas e entenderam o meu ponto de vista e o meu desconforto, apesar de terem ficado magoadas com o que escrevi.
São as mesmas pessoas que depois se voluntariaram para angrariar dinheiro para a ida do JP a Cuba. São pessoas que todos os dias nos acolhem com carinho.
Erramos, muitas vezes. Magoamos sem real intenção.
Resta-nos ter humildade de pedir desculpas e tentar rectificar o futuro, porque quanto ao passado nada podemos fazer. Porque quando há um conflito há sempre 2 reversos da medalha. Dois lados de uma história. Se me perdoaram é porque também não devo ser má pessoa, penso eu...
Mas nem toda a gente tem capacidade de perdoar.
Felizmente eu tenho e sei apreciar quem tem.
São pessoas assim que quero junto de mim.
Acaba por ser uma selecção natural feita pela vida. Nada pode ser forçado.
E a vida vai correndo...depressa demais...
E nós vamos vivendo...acarinhados por quem nos quer bem. Felizmente. O resto não interessa. Embora me incomode pensar que posso sem querer magoar alguém. Não me deixa confortável.
A todos que não tem tido as minhas visitas, um beijo.
Estou ausente por óptimos motivos. Em breve iremos para Cuba e estou numa roda-viva. Continuo a espreitar muito rapidamente, mas não dá para fazer comentários.

quinta-feira, março 05, 2009

Ausência

O JP tem de facto progredido com bom ritmo nos últimos tempos.

Foi curioso, porque foi justamente agora que aligeiramos o esquema de fisioterapia e suspendemos a natação. Na verdade, com menor dispêndio de energia nestas terapias, a actividade dele está em alta.

Não me dá um minuto de descanso. E chega a acordar cedo para fazer muitas coisas. Em casa logo de manhã quer ficar de pé, ou andar a percorrer a casa. À noite a mesma coisa. Não tenho um minuto de descanso e já emagreci um par de quilinhos ! A Postura está melhor, o tónus também e tem dado óptimos sinais de evolução a diferentes níveis.

E ando a deitar-me cedo e exausta. Por isso tenho estado muito ausente, mas por óptimos motivos.

Na comunicação aumentativa conta tudo, faz histórias com símbolos que quer mostrar a toda a gente. A terapeuta da fala, diz-me que já treinam palavras trissilábicas e que ele se esforça muito. Já faz construção de frases, mas eu ainda continuo sem entender quase nada...

Anda feliz, motivado e eu quando vejo as coisas assim, fico com o optimismo em alta.