segunda-feira, dezembro 29, 2008

Obrigado

Por motivos de segurança e privacidade, tentei sempre não divulgar o nome do colégio do JP.

Mas hoje tenho de cometer uma excepção.
Tenho de agradecer à Direcção do colégio, em particular à Isabel Jerónimo, à mãe Ana do BES que sugeriu as rifas, a todas as educadoras , funcionárias e pais empenhadissímos na venda das rifas e que tornaram o sonho de ir com o JP a Cuba uma realidade.

Digo-o com lágrimas nos olhos.
Tenho ainda de agradecer a todos os que por aqui passaram, aos meus amigos e outros que colaboraram de outras formas também.

Sozinhos podemos querer ter muita força, mas juntos temos muita mais. E foi muito bom estar empenhada neste projecto convoosco. E tenho consciência do trabalho que deu....
A nossa luta ainda não terminou.
Lutamos ainda por estar o máximo tempo possível em Cuba .
Mas estamos muito felizes por saber que já podemos ir e estar mais perto do nosso sonho.
Se não há dúvida que o azar bateu à nossa porta ...por outro lado quem me conhece sabe que prefiro pensar na sorte que temos em ter tanta gente a apoiar e conhecer gente boa. E temos sorte sim.
O JP será um menino sempre diferente, mas o melhor que soubemos criar e estimular.
E se ele já tem coisas simplesmente maravilhosas !!!

E agora só falta saber quem ganhou o cabaz de Natal !!! Boa Sorte. A lotaria está quase a rodar...

sexta-feira, dezembro 26, 2008

O nosso Natal

Mais uma vez uma noite deliciosa em família. As crianças andavam doidas, olhando o tempo todo para os presentes debaixo da árvore decorada.
Sabiam que o Pai Natal apareceria depois do jantar para lhes perguntar se se tinham portado bem durante o ano e dar a sua autorização para abrir as prendas. Percebi que para eles o jantar pareceu interminável.
O Pai Natal apareceu (como sempre) justamente quando o meu irmão foi buscar o vinho à arrecadação.

A fantasia torna estas noites mais especiais e mágicas. O JP era o único ainda crente neste Sr barbudo.

Os primos que inicialmente tentaram fazer cair o mito, tudo fizeram depois para tornar esta fantasia bem real para o JP.
E assim que o Pai Natal deu autorização para se abrir as prendas...o JP deu um salto e puxou-me para a beira delas...ansioso para as abrir, provocando a gargalhada geral.

Abriu, trocámos presentes entre família e passámos uma noite fantástica.

No dia seguinte tivemos muito do SingStar ABBA...e foi tudo a cantar, desde os 5 aos 75 anos !!!


E com dias assim...como se pode dizer que não se gosta do Natal ????

terça-feira, dezembro 23, 2008

A consulta do Desenvolvimento dos 4 Anos

Mais uma consulta de Desenvolvimento - 4 anos.

Ele estava ansioso por entrar na consulta e bem disposto.
Teve sorte. Quase não esperamos.
Nestes dias poucos são os médicos que dão consulta e São Francisco Xavier estava às moscas.
Mais uma vez muita conversa entre a Dra Isabel Paz e o JP para observar o seu nível de entendimento.
As actividades foram despachadas rapidamente e de seguida a Dra utilizou a tabela de comunicação para falar sobre assuntos mais específicos com o JP.

Mostrou alguma surpresa pelo seu nível de comunicação e também de entendimento sobre o assuntos relacionados com a sua condição.

O JP sabe que é diferente. Entende bem e mostra grande vontade de lutar.
Mais uma vez o JP se agarrou ao Batatoon...beijinhos e abraços...meiguinho e ternurento com o seu palhaço preferido. Desta vez aceitou bem o facto de o ter de deixar no consultório (Anda mesmo a portar-se bem melhor...ufa !!!)
Conversámos sobre o que esperar sobre o desenvolvimento motor. Sobre a possibilidade de evolução.

A resposta ainda vaga: Há tantos e tantos casos diferentes. Teremos de lhe dar toda a possibilidade de desenvolvimento. Tem muito a ajudá-lo. Entendimento, vontade e oportunidades.

Claro que sim...Assim tem sido...assim será.

sábado, dezembro 20, 2008

A festa de Natal na Piscina

Sábado, acordámos cheios de preguiça.
Depois de mais uma semana tão frenética apetecia-me fazer gazeta à hidroterapia.

Mas o JP tinha ouvido que ia haver uma mini-festa na piscina e não me deixou "baldar". Assim foi. Lá fomos.
Ainda estávamos no balneário quando chegou esta mamã com o seu delicioso Afonsinho. Trazia um coração de bombons na mão e conquistou logo o sorriso do JP.
Ainda não nos conhecíamos pessoalmente, mas creio que já nos conhecíamos alguma coisa de tanto nos ler uma à outra.
A D. trazia balões. O JP adora balões.
Na piscina estavam também os nossos amigos Catarina e Tiago. Mais tarde bebemos um cafézinho com a família do Afonsinho, dois dedos de conversa...que sempre sabem a pouco.
Este Sábado foi um belo início desta época de festas.

sexta-feira, dezembro 19, 2008

O que o JP anda a dizer na comunicação aumentativa

Quando a educadora na comunicação aumentativa começa a puxar pelo meu menino, ele conta a nossa vida toda.
Nada que o comum dos pais não esteja habituado, mas é uma novidade para mim.
Eis o que o rapaz contou ontem:
- A mamã que não se preocupe de ir ao circo. Prefiro ir ao Jardim Zoológico.
(A sério, filho? Brrrrr, que frio!)
- Gosto de passear no centro comercial.
(a mamã sabe que gostas é daqueles carrinho do centro comercial)
- No Centro Comercial gosto quando a mamã vai às lojas de brinquedos.
(pois, pois, vais sempre na esperança que seja alguma coisa para ti, ehehe)
- Sempre que vou ao Centro Comercial como pizza.
(Bem, aqui está uma grande verdade...)
- O meu pai é quem me leva ao parque infantil.
(É, sim senhor)
- Gosto muito do meu avô, mas já não o vejo há muito tempo.
(Pois, é verdade sim)
- Ontem fui à Aldeia de Natal, mas não entrei na casa do Pai Natal.
(Coincide com o que contaram)
- Adoro comer pão.
(eu sei)
No fim, saiu com o seu amigo Joãozinho e vi o meu filho estender a sua mãozinha e agarrar de forma ternurenta a do Principezinho...
Fiquei derretida, os dois lado a lado, de mão dada.
E assim, vai o JP comunicando e fazendo belas amizades.

terça-feira, dezembro 16, 2008

O TT- Todos por Ti- Parte 2

Pois quem diria que a avó do JP que enjoa em cada circuito citadino ia adorar aqueles piões ?
"- Está enjoada? Podemos parar já !"
"-Não, não, estou a gostar muito"-dizia a vovó soltando também uma gargalhada.
E o Rui fazia mais um peão apertadinho.

Chegou a horinha da sesta do JP. Tivemos de abandonar o local sob protesto do rapazinho.
Quem ficou para fazer o passeio TT foi o papá-grilinho.

Roidinha de inveja, coube-me a ingrata tarefa de fazer o JP dormir e voltei só na hora da prova e entrega da garrafa da Adega de Pegões. Bons vinhos. Um agradecimento para eles também.
Seguiu-se o lanche. O passeio abriu o apetite . Entre conversas e dentadas nas iguarias, fomos nos conhecendo melhor.
O local : Restaurante Cepa 200o, para os lados do Poceirão.
Um restaurante e barzinho com um ar rústico bem giro, ideal para fazer jantares com amigos e ficar a jogar uns matraquilhos ou snooker enquanto se bebe umas bejecas.
O lanche foi oferta deste local e nem estava a acreditar na onda de solidariedade, iniciada pela querida - e que contagiou toda a gente.
Seguiu-se o tal leilão de artigos de comunicações do TT, doados pelo Luís Almeida e que foram re-leiloados.
Max, o fotógrafo que veio do Algarve, salvou-me.
Foi quem dirigiu o leilão...e eu diria que há ali verdadeiro talento para a coisa.
Depois as inevitáveis despedidas. Cada abraço e aperto de mão estava carregado de emoção.
Fiquei a desejar secretamente reencontrar toda a gente.

Um beijo para todos os que ajudaram e participaram.

Um beijinho especial para: Ana, Rui Marques, Rui Simão e Alvaro.

Foram vocês que tornaram este passeio realidade, ajudaram a aproximar o JP de Cuba e nos proporcionaram esta experiência cheia de emoções e ensinamentos.


"Pedras no Caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo"


domingo, dezembro 14, 2008

O TT - Todos por Ti - Parte 1

Foi uma tarde inesquecível na vida desta família.
Um almoço, uma menina de 3 anos meiguinha, festinhas e o inicio de uma amizade entre o JP e a "-".

"- Mamã, o menino tem doi-doi ?" -perguntava a menina à sua simpática mãe.
E deu o seu elefante de peluche azul ao JP, que o abraçou de imediato e acarinhou. O tempo voou e já era 1 da tarde. Rumámos para a antiga fábrica do alumínio. Num instante o local encheu-se de gente aventureira e solidária. De todas as idades e de enorme coração.

T-shirts, apresentações e muitas palavras de encorajamento.

Deixei de ver o JP. Não estava com o Pai nem com a Avó. Onde vai um menino que não anda ?
Estava afinal no Jipe de uma professora de ensino especial que conheceu naquela hora e já não queria sair de perto dela.

A Câmara de Alcochete fez-se representar. Palavras doces e de grande apoio. Nunca imaginámos algo assim. Todos os olhos convergiram no JP, que ia tomando atenção ao que se falava sobre ele, sobre as nossas aspirações e sobre os desejos sinceros destes nossos novos amigos. Palavras carregadas de genuína emoção.

"-Temos muitos amigos, filho. E querem tanto o teu bem..."

O Joaquim que veio do Crato para fazer filmagens...o Max que veio para fotografar !!! Rui Simão, Adega de Pegões e o Restaurante Cepa 2000. Rui e Ana- grandes amigos. Foi esta a gente que se juntou, organizou, ajudou. Empenharam-se. O Luis Almeida que doou os artigos leiloados. Gente genuínamente boa. Gente que quero voltar a encontrar. A felicidade do JP estava estampada na sua carinha de menino.
O barulho dos motores foi enchendo o local de adrenalina. O JP custava a manter-se tranquilo. Queria ir dentro de um...e foi. Fomos todos. Incluindo a avó.

Difícil traduzir em palavras todas as sensações vivenciadas dentro de um veículo todo o terreno. Eu que temia a chuva, percebi a razão porque me diziam que isso não tinha fundamento. LAMA !!! É bom...O Rui fazia piões mais escorregadios ao volante do Defender...e a Ana dizia:
" Devagarinho, devagarinho...vê lá...olha o menino....o menino !!!" (e o menino a delirar).

Não há como sair imune depois de tudo o que foi vivido. Talvez tivesse há muito um bichinho destes dentro de mim, mas não fui a única. O JP dava gargalhadas e mostrava uma genuína excitação. O Papá do JP e até a Avó vivenciaram momentos de grande emoção e divertimento...
(Continua)

sexta-feira, dezembro 12, 2008

Festa na Escolinha

Uma semana a correr. Mas não podia ter acabado melhor.

Festa de Natal na escolinha. Tinha deixado o JP de sobreaviso que os papás poderiam não conseguir chegar a tempo.

Mas conseguimos. Quando entrou na sala com o grupinho da sua sala, vi os seus olhinhos procurando, mas sem grande brilho. Quando viu os papás, o sorriso rasgou a sua cara toda e ficou muito feliz.

O Pai Natal apareceu. Ofereceu uma prenda da escola e acho que o JP nem se lembrou que ainda no outro dia teve medo de um assim como este.

Tivemos de seguida consulta no dentista. Chegámos envergonhados pois o JP tinha comido todo género de chocolates na festa e notava-se. O JP portou-se bem. Parecia realmente um crescido, até morder (acredito que sem intenção) no médico. Mas nunca chorou, nem mostrou medo. Ficamos de voltar em breve.

Em casa, relembrando a tarde na escolinha e preparando as coisas para o TT de amanhã, sinto que o meu menino tem muita sorte em ter tanta gente a acarinhá-lo. O apoio que temos sentido nos últimos tempos dá-nos muita energia e alento.

Sozinhos nunca temos a mesma força nem o mesmo poder.

Continuamos a vender rifas.

Quem quer, quem quer ?

Respondo já de seguida a quem já pediu...

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Rifas- Quem quer ?????



Vendi uma rifa pela NET !!! Iupiii !!!! Acreditam ?
Obrigado !!!
Os cabazes de Natal foram feitos com grande carinho, sai pela lotaria do dia 29 Dezembro.
Cada Rifa custa 2 Euros.


Peçam para Mae_grilinha@yahoo.com.br. Não se acanhem. Toca a despachar as rifas.


O JP e os papás agradecem !!!!

terça-feira, dezembro 09, 2008

Registo dos 4 aninhos

Dos posts que mais gosto de rever são os que faço registos e depois verificar as mudanças que vão ocorrendo. Ora aqui vai o registo dos 4 aninhos.

1- Está fã de comunicar. O melhor que posso fazer é num fim do dia pegar na tabela e falar sobre os amiguinhos, coleguinhas, o que fez, o que gosta muito de fazer e o que vem aí. Tudo através de símbolos e vocalizações dele. Aprende os símbolos muito rápido. Fixa bem. Esforça-se por imitar e falar. Ainda muito, muito mau, mas cada vez mais parecido com a intenção.

2- Para o entreter no Standing brinco a jogos de memória e de associações. Começo a ficar preocupada. Ou ele tem uma grande memória, ou eu ando a ficar "queimadinha". Admito que as duas ! Tenho dificuldade em lembrar-me do que está escondido. Ele nomeia tudo e lembra-se lindamente onde está escondido.

3- Mais rapazolas do que nunca. É camiões, carros, Jeeps...tudo faz as delícias dele.

4- Partilhar é que está difícil. Está numa fase mázinha, mesmo.

5- Tem maior paciência.
Consegue finalmente esperar com mais calma (mas nem sempre), mas tem tendências verdadeiramente egocêntricas (quer ser o centro das conversas entre a mãe e terceiros).
Por outro lado noto uma grande vontade de nos contrariar em muitas coisas...

6- A brincar faz muitos exercicios de "fisioterapia". Fica em 4 pontos bastante tempo, desde que esteja a brincar com um carrinho. Eu aproveito-me da sua "distracção" e obrigo-o a "trabalhar" brincando...

7- É muito meiguinho. Adora o seu cãozinho de peluche e mima-o muito. Dá beijinhos, dá festinhas, quer a sua companhia. Imagino se fosse real...

8- Continua com "aquele" cheirinho delicioso de menino.

segunda-feira, dezembro 01, 2008

A festa do teu 4º Aniversário

Mais um aniversário que se celebrou . Amigos e muita alegria.

A festa trouxe alguma surpresas giras, como as priminhas gémeas do Algarve que mais uma vez estiveram connosco neste dia.

Veio o nosso priminho A. que fez um aninho há dois dias e está delicioso.

As primas, os priminhos, o reguila coleguinha idolatrado da escolinha (J.) , uma colega muito reguila também, (R.) fizeram-nos companhia pela primeira vez e deixou o JP muito feliz.

Para além disso, os tios, os avós e alguns amigos vieram dar uma beijoca e torcer muito por nós.
A "Tia A." veio e matámos saudades do M. (que está um matulão e que não pára quieto) e do kiko que é lindo !

Rodeados de tanta força positiva, tanto calor e amizade é tão mais fácil percorrer este caminho...

Tu tiveste o Cão que pediste.
Felizmente o Papá convenceu-te a que fosse de peluche e quando abriste a prenda deliciaste-te.
Já lhe deste mais de mil beijinhos.
O computador do Ruca também fez as tuas delícias.


E a última surpresa foi o bolinho com a cara do PANDA.

Foi mais um dia feliz e para o ano há mais.

Agora venha o Natal.

4 aninhos !!!

Cada dia, cada ano, o amor aumenta.
Este ano os convites foram feitos por uma amiga- A Ana (convite da esquerda com o PANDA Kung-fu), contacto para encomendas -azulinha1981@gmail.com; e o Papá como já é hábito não resistiu a fazer um dele (aqui o debaixo).




O meu filho nasceu num feriado igual ao de hoje.

Chuvoso, mas trouxe o sol ao meu coração.

Parabéns filho !
Que o teu aniversário seja como tu imaginaste !
E que os teus 4 anos tragam muitas , mas muitas novidades e alegrias.

quarta-feira, novembro 26, 2008

Um pequeno Canto de Amigos

O meu coração tem andado enternecido.

No meio da azáfama diária, os papás deixam os seus filhos no colégio, correm para o trabalho, voltam a buscar os seus filhotes, vão para casa.
Todos enfrentamos um dia a dia nem sempre fácil.

No meio do frenesim não sobra grande tempo para nos dedicarmos a causas e muito menos para observar as crianças da escolinha.
Alguns pais nem nunca tinham reparado na existência de um menino com PC lá no nosso cantinho.
Após um apelo da direcção do colégio para a participação dos pais no TT, muitos pais aderiram, outros sugeriram mais actividades, empenharam-se e tomaram iniciativas.

E não dá para expressar (mas não dá mesmo), a gratidão e um enorme sentimento de companhia nesta luta.

Hoje pelo JP,
Amanhã, por quem mais precisar.

Acho que a partir de agora, não sou só eu quem tem uma maravilhosa sensação de Apoio.
P.S: E graças a uma maravilhosa mãe e a uma agência de Viagens, já temos passagens para Cuba para o JP.
Já agora: Quem quer comprar uma rifa para o nosso maravilhoso Cabaz de Natal ?

terça-feira, novembro 25, 2008

Malandrices

Ontem lá fomos ao Centro de saúde.
Nada de grave. Uma pequena inflamação do ouvido em fase de resolução.
A partir da tarde ele já dizia que não doia o ouvido.
E via-se pela sua boa disposição que estava bem.
Fiquei com ele em casa por precaução.
Hoje de manhã, nos preparativos da ida para a escolinha, voltou a coçar a orelha.
Perguntei-lhe de imediato se lhe doía o ouvido e respondeu-me que sim. (???)
Confrontando com a boa disposição matinal achei no mínimo estranho.
Na escola, voltei a perguntar se lhe doía e voltou a confirmar, com um ar subitamente sofrido.
A educadora prontamente repetiu a pergunta e ele respondeu-lhe que não (olhando para mim de soslaio e sorrindo com ar gozão...)
Estaria porventura deliberadamente a enganar-me e a querer mais um dia de balda ???
Já se faz isso com 4 anos ??? Não posso crer !!!

domingo, novembro 23, 2008

Em 2 Pontos

No fim de semana fomos à festinha do amigo e o JP estava tão feliz !

Hoje queixoso do ouvido. Ficamos resguardados em casa e esteve tão chochinho como não o via há muito.
Amanhã lá teremos de visitar a pediatra que já não vemos felizmente há largos meses.
Mesmo assim, esteve sempre com muita vontade de brincar e explorar.


E agora cada vez mais passa mais tempo a brincar assim de joelhinhos...

quinta-feira, novembro 20, 2008

Ambiguidades

Dou por mim a pensar em como estás crescido...
Ficas longe da mãe e sem medos , "conversando" animadamente com pessoas que mal conheces, dando gargalhadas e brincadeira em troca. Fazes os teus amigos, miúdos e gráudos. Pessoas que te adoram mas nem conhecem a mamã.
Ficas tão solto e à-vontade, sem pressas que a mãe volte.
Deixas aos poucos de ser o meu menino...para seres cada vez mais tu próprio.
E tens agora medo de sentar no colo do Pai Natal !?!

terça-feira, novembro 18, 2008

A sua primeira festa de Anos

É já no Sábado, a sua primeira festa de anos (fora da escola) com um colega da sua sala !

Foi com tanta satisfação que ajudou a comprar a prendinha.

Escolheu como se fosse para ele, de tal maneira que depois ficou amuadinho de não poder brincar com a mesma...

Dias Bons e Dias Maus...

Há fases mais difíceis do que outras, na vida de toda a gente.
Estes dias mais difíceis para nós, tem a ver com muita incerteza e mudanças que faremos na nossa rotina (que tanto prezávamos) e com o fim de uma terrível constipação que nada ajuda a sentirmo-nos felizes.
Este blog não serve para registar só factos bons.
Não tem o intuito de desabafar, mas é natural que um dia ou outro registe algum desalento ...porque a vida é assim mesmo.
As palavras de apoio, têm realmente esse efeito: Apoio.
E apoio quando vem , nunca é demais. E sabe sempre bem.
Seja no mundo real, ou no virtual.
Obrigado (em especial às priminhas que pouco se manifestam, mas estão sempre atentas e prontas a dar muito incentivo!).
O meu filho ontem estranhava uma mãe com menos energia e mais distraída.
Não quero estar assim hoje. Nem amanhã.
Hoje estou novamente positiva.
Tenho de estar e quero estar.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Há dias em que o copo está definitivamente meio-vazio

A minha vida tem sido uma montanha russa de emoções.

Já é difícil gerir todo este turbilhão de pensamentos...e por vezes tenho a sensação de que tudo se conjuga para não nos ajudar.
Neste momento só quero uma vida pacata, normal e monótona...
Não quero o bem para mim, nunca foi para mim.

Quero-o para o meu filho.

Quero tanto poder dar-lhe alguma qualidade de vida.

Por regra não gosto nada de lamentações e desabafos, mas por vezes é mesmo muito difícil esquecer que há um copinho meio-vazio...
Não estou a conseguir dominar toda a situação. Nunca consegui, mas começa a piorar. Por vezes não sei se fiz as escolhas certas e ponho tudo em causa. As inevitáveis mudanças naturalmente destabilizam-me. Fico à deriva.

Entre as surpresas menos boas, sempre surgem outras perspectivas mais optimistas, mas mesmo assim este não deixa de ser um daqueles dias muito difíceis...
Preciso mesmo de mais um sinal positivo !!!

sábado, novembro 15, 2008

É para isto que os criamos !

Esta foi uma semana particularmente exigente.
Tivemos os Aniversários da Vovó e do Pai-Grilinho.

Inevitavelmente os jantares estenderam-se até mais tarde do que o desejável.
E custa-me bastante que o JP não descanse adequadamente, pois por vezes faz gazeta às sestas na escola, mesmo que ande cansado.

Entretanto os papás ficaram doentes. Felizmente o JP safou-se até agora.

Como hoje não pude fazer as actividades habituais (natação) , o JP só pedia para ir para a avó. Acho que o tédio de ter ambos os papás agarrados aos lenços e aos cházinhos de limão apoderou-se dele e quando chegou à avó, fez um "xau "descarado e feliz da vida.

A propósito de estímulos


A propósito deste Post que coloquei aqui e porque sou muito fã do que este Raymundo Veras escreve, aqui fica mais uma passagem:


"Se pegarmos uma criança normal, nascida no mesmo dia que uma criança de cérebro lesado, e a colocarmos no mesmo ambiente de privação dos sentidos, onde se costuma colocar uma criança de cérebro lesado, vamos ver que, no fim de alguns anos, teremos a criança "normal" num grau bem inferior ao da chamada normalidade, em situação igual a da criança de cérebro lesado.

Ela não terá condições de falar, de ouvir ou de entender bem as coisas, pois foi colocada num ambiente pobre em estímulos. Ela poderá se diferenciar da criança de cérebro lesado pela fisionomia, já que não terá os traços da lesão, mas suas atitudes, gestos, linguagem, maneira de se portar e tudo o mais serão idênticos.


Chamo muita atenção dos pais para esta situação: é um ambiente inadequado, um ambiente anormal, que faz com que a criança de cérebro lesado realmente se transforme em anormal.É natural que uma criança normal possa, dentro de um ambiente pobre, se desenvolver normalmente. Mas uma criança de cérebro lesado dentro de um ambiente assim é mais pobre ainda, e nunca chegará a normalidade. No entanto, se esta criança for colocada num ambiente superior, terá muito mais chances de ser uma criança normal.

Nosso objetivo não é transformá-la num gênio. Apenas levá-la para normalidade devida, procurando dar à criança de cérebro lesado uma situação de pleno desenvolvimento de suas potencialidades. "

"MINHA MENSAGEM AOS PAIS É QUE, ANTES E ACIMA DE TUDO ACREDITEM NOS SEUS FILHOS DE CÉREBRO LESADO!”
Raymundo Veras

domingo, novembro 09, 2008

Convidados da Festa de anos

Por vezes o JP surpreende-nos com coisas, que não podemos dizer que estejam adquiridas. Como por exemplo o facto de com 7 meses ter gatinhado por diversas vezes.


Anda agora numa época de grande explosão comunicativa. E espero que não seja passageira.
Hoje em conversa para o adormecer à tarde , falei-lhe que faltavam 3 semanas para o seu aniversário e iríamos fazer uma festinha (se ele se fosse portando bem, claro).
Depois perguntei-lhe se já sabia quem queria convidar para a sua festa e eis que o moço me surpreende com uma lista (quase parecia organizada por nível de preferência), sem interrupções e sem pestanejar:
-"abó" (avó)
-"mainha"(madrinha)
- Abô" (Avô)
-"ia" (Tia- não sei qual porque nem o interrompi, mas admito que todas)
-"imos" (Primos)
-Ah, muito bem, tens isso tudo pensado... (digo eu). Olha e amigos ? Queres convidar ?
- iiiiimmmm" (Sim) -responde o JP.
-"aime" (Jaime),
- "i-i " (Educadora),
- "ão" (João),
e mais uma espanholadas que já não percebi , mas percebi que a lista é extensa.

Ok, estás no teu direito, querido.
Agora até tenho medo de te fazer a pergunta com a tabela da comunicação aumentativa por perto...

Está um crescido !

É a frase que mais tenho ouvido nas últimas semanas.
Está de facto a ficar mais sereno e colaborante.
Continua a ter desejos muito fortes e a debater-se para os concretizar, mas o "não" e o "tens de esperar", vão sendo melhor aceites que antigamente.
Dizem-me que esta teimosia e perseverança o ajudará muito se for bem direccionada.
Vamos ver se conseguiremos "direccionar" para o lado certo !
Deixo-o sempre tranquilo e bem disposto na escolinha. No fim do dia não quer voltar para casa.
Á noite conta-me sobre os amiguinhos e educadora, ao que brincou, do que gostou e do que não gostou.


Mas adora os fins de semana e sempre que lhe falo que é sexta-feira grita de alegria...

(ele e eu !)

Espreitem o novo espaço de partilha :
http://www.partilha-entre-maes.blogspot.com/

Continuamos com as mesmas actividades

As nossas semaninhas estão estruturadas há aninhos !
Fará em Janeiro 3 anos que o JP pratica hipoterapia e bem sabe que depois desta sessão , vem o fim de semana !
Quase desde que nasceu, ao Sábado há a hidroterapia que ele adora.
Está como um peixinho na água, mergulhando com o maior dos à-vontades, batendo pernas e braços para a mamã quando está solto na água ! Fica sempre mais motivado quando há joguinhos dentro de água e adora fazê-los. Esta semana viu os números e seguindo o dedo da terapeuta em cima de cada um, contou até 10 de forma minimamente perceptível (para os mais esforçados ;-) )
Adora a Fisioterapeuta e todas as pessoas que trabalham com ele.
Na comunicação aumentativa está tudo a correr lindamente. Na escolinha está feliz e apoiado.
É de facto um caminho realmente longo, duro e muito mais difícil do que julguei, mas aqui estamos para o percorrer. Com a alegria que o JP merece, pois é um menino fantástico.

terça-feira, novembro 04, 2008

Comunicar

Esta semana na escolinha, os meninos e as meninas prepararam um trabalho para falar sobre a sua família.
Fizemos um pequenino Dossier com a descricção da família, tradições Natalícias e das férias.

Foi divertido organizar fotos, contar as nossas pequeninas e comuns tradições, como seja o Tio T. mascarar-se de papá-Natal e entrar pela Varanda com sacos, perto da meia-noite, perante os olhos pasmados dos miúdos.
O JP apesar de não falar, adora comunicar.
Vai ser uma alegria ele apresentar a família dele aos coleguinhas.

Todas as noites pegamos nas fotos dos amiguinhos da escola e nos nos símbolos SPC e fico a saber o que comeu, quais as actividades que desenvolveu, quem brincou com ele, quem se portou mal, quem se zangou com quem, de quem ele mais gosta. Enfim, ele adora contar tudinho !!! E no meio desta conversa esforça-se bastante e solta os nomes dos amigos e outras palavrinhas.

Nunca quer acabar esta conversa com os papás. Adora fazê-lo. Já no adiantar do serão, tenho de terminar a conversa e deitá-lo, mas sei que ficaria até o sono vencê-lo.

Nunca que a comunicação aumentativa atrasa a oralidade dos meninos, como já temi.
Nem pensar e muito pelo contrário: ajuda-os na alegria de comunicar...e puxa sem dúvida, por novos progressos nesta àrea.

sexta-feira, outubro 31, 2008

Pensamentos

Toca o despertador. Mais um dia de correria.
Olho para o pequenino adormecido e só penso que este miúdo tão pequenino trabalha mais que muitos adultos.
Tão cedo se levanta, tanto se esforça, para conseguir o que para todos os outros é oferecido. E ainda está tão longe...
Mas sei que o fazemos é o que tem de ser feito.
Como poderei baixar os braços e dizer-lhe que não pense na bicicleta que nunca andará nela?
Não. Não consigo.
É cansativo, mas feito com muito amor.
Ele fica feliz de se ver a fazer coisas novas. E nós mais ainda.
Tenho de estar ao lado dele. Puxando por ele.
Dando-lhe confiança...sendo a sua Mãe.
Depois chega o fim de semana. E fazemos coisas divertidas que todas as crianças fazem.
É um menino apaixonante. O meu querido JP.

Já temos saudades !

Seja qual for a tua decisão, ficarás no nosso coração para sempre...e estaremos sempre gratos pela luz que trouxeste ao nosso caminho.

Ti quieremos mucho !
Queriamos ter a tua companhia para sempre, mas se não for possível, então que sejas muito feliz !!!

quarta-feira, outubro 29, 2008

Doi-me pensar

Doi-me lembrar-me que houve pessoas que se "afastaram" de nós...não por mal, mas na verdade nem sei explicar porquê e talvez seja isso que mais me faz doer !
Como eu olho sempre para a parte meio-cheia do copo: Houve outras, bem mais maravilhosas, que em vez de se afastarem, pelo contrário, aproximaram-se !
E valeu bem a troca !!!

Nunca estamos bem...

Apesar da correria e da azáfama constante, das lamentações da falta de tempo de lazer e de estar com os amigos...eu sei que estamos bem.
Estamos novamente num possível ponto de viragem das nossas vidas.
E agora sei: estávamos lindamente !!!
Não queremos mexer em nada. Queremos que tudo continue exactamente como está !
Não depende desta vez de nós. Por isso resta-nos aguardar.
Torcemos que tudo se mantenha como até aqui. E que todos sejamos felizes.

domingo, outubro 26, 2008

Aniversário e Fim-de-semana

Na passada sexta-feira, apesar de ser o aniversário aqui da mamã-grilinha, pensámos em ir à hipoterapia e passear um pouco depois.

Nós gostamos muito daqueles fins de tarde na quinta e picadeiro. É sempre uma maravilhosa forma de iniciar o fim-de-semana em família.
Afinal o trânsito ditou uma alteração de planos. Acabámos por optar por um jantar familiar.
A Vovó do JP acompanhou-nos ao Rodízio e o miúdo estava vibrante com tudo.
Isto de aniversários fascina o meu pequenino.
Não havia carne que ele não quisesse experimentar. O empregado estava embasbacado ( é que até aos 6 não pagam ! ;-) ).
Depois começou a música e eu estava receosa que estivesse muito alto e ele ficasse incomodado. Mas não.
Como sempre, louco por música. Puxava-me insistentemente para ir junto do Mini-Palco.
Num instante Aquele-Sr-muito-simpático-que-tocava-e-cantava começou a dar troco ao JP e foi uma alegria ver a interacção entre os dois. E ainda tive direito ao "Parabéns a Você" .
No fim todos pediam para voltarmos depressa. Acredito que pela alegria do JP e não por nós.


Sábado e Domingo, não tivemos terapias. Precisávamos mesmo de uma pausa.
Mas tivemos os passeios à beira-rio na nossa bonita terra, visita ao parque e o já habitual rebolar na relva.
Se o JP vê uma bicicleta, fica doido: quer uma.
E se fico triste por estar a anos-luz dessa fase (sem as certezas de lá chegarmos), por outro fico confiante.

Um dia, um fim-de-semana, uma semana de cada vez e devagarinho tudo de compõe...

Este miminho foi-me oferecido pelas minhas amigas Cláudia, Mãe Sisa e D.
Obrigada.
O vencedor recebe o prémio e deverá colocá-lo no seu Blog;
Deveremos fazer referência à pessoa que nos endereçou;
Enviar o mesmo prémio para 7 pessoas cujos os Blogues nos inspiram;
Deixar um comentário nos Blogues que selecionamos, para que a pessoa saiba que foi presenteada e quem a presenteou.
Os meus Blogues de Inspiração:

Baunilha e Chocolate
O Principezinho
Águas Furtadas
Partilhar Ombro amigo
Lobitas
Anjo da Luz
Viver Devagar


Vocês enriquecem a blogoesfera !!!
Existem outros que já não passo sem espreitar, mas só pude escolher 7. :-(

sexta-feira, outubro 24, 2008

Hoje sou bebé !!!


Faz 35 aninhos que despertava para a vida...

E que saudades de ser criança !!!

Mas se o fosse não tinha sido presenteada com um inesperado telefonema da minha sobrinha de 8 aninhos, logo cedinho, ainda o sol despertava, desejando um super-dia à super-tia e muito menos ouviria as gargalhadas do JP...mesmo ensonado e acordado à força pelas 7 da manhã.
Logo, forçosamente , terei de arranjar 2 velinhas para apagar, pois não há nada que entusiame mais o JP que ouvir cantar os parabéns e todas as coisas associadas a este ritual de fazer aninhos...


e também porque hoje me apetece ser MUITO infantil e mimada (pois também temos direito, não?) !!!

terça-feira, outubro 21, 2008

Acolchoados de Amor

Recebemos a nossa !
O tema é o Ruca e o JP ficou eufórico. Os bordados estão lindos, feitos com muita ternura, para dar um miminho aos meninos e meninas muito especiais.

Se o objectivo é fazerem sorrir uma criança, não podiam ter sido melhor sucedidos.

Obrigado, Acolchoados de Amor.

quinta-feira, outubro 16, 2008

Exercícios novos - É o JP que escreve


Hoje tanto na fisioterapia como na Comunicação Aumentativa portei-me 5 estrelas.
Estou a ficar crescidote e não me apetece arreliar o pessoal por tudo e por nada.

Gosto de ver a minha mãe babada e faço um esforço por me portar melhor.

Na fisioterapia fiz um exercício novo, "muito mais à frente".
Colocar-me em 2 pontos (de joelhos de rabo levantado) sem ajuda das mãos ! Fiz várias séries sem grande dificuldade.
Depois disto, já não quis fazer o mais fácil !

Na comunicação aumentativa expressei o meu desagrado por não ter nenhum "JEEP", pois eu sou fã de veículos todo o terreno motorizados e a minha mãe ainda não adquiriu nenhum exemplar para eu brincar.
Também disse que tenho camiões, tractores e comboios, mas Jeeps mesmo que eu gosto, Népia.

Mamã, espero que tenhas entendido a dica. ;-)

Assinado: JP

Actividades Desportivas Adaptadas- Margem sul

Participaremos mais uma vez...sempre activos, sempre em convívio .

Obrigado por organizarem eventos tão divertidos e estimulantes.


segunda-feira, outubro 13, 2008

Pequenas coisas que aprendi

Volta e meia faço um balanço do que foram estes tempos de maternidade de uma criança muito especial.
Há 3 anos e 10 meses não fazia ideia do que me reservava o futuro. Hoje já sei parte desse futuro, porque já aconteceu.
  • Os primeiros meses de vida, apesar de um bocado deprimida, estava muito apaixonada pelo meu bebé e isso foi fundamental para nós criarmos uma relação muito forte. Uma relação que lhe permitiu desenvolver-se em segurança.
  • Eu olhava para o meu bebé de ar perfeitinho e pedia a Deus que ele me viesse a "entender". Graças a Deus, entende tudo. Por vezes até demais.
  • Não sabia se viria a falar. Ainda não se pode dizer que o faça, mas chama pela mãe, pelo pai, pelos Avós, pede água, pão, diz sim e não, diz o nome dos animais e pede o que lhe interessa (só não é muito perceptível) e faz um esforço para repetir quando lhe pedimos (mesmo que seja difícil). Quando menos esperamos faz pequeninas frases. Mas também há dias que parece que o gato engoliu a língua e não fala quase nada.
  • Se houve meses em que não existiam evoluções, hoje percebi que ele estava a guardá-las numa "caixinha" e um dia eu veria o nosso esforço vir ao de cima, juntando tantos e tantos exercícios que eu afinal acreditava que podiam ter sido perda de tempo.
  • Tive medo que o JP fosse de desistir facilmente. Hoje sei que tenho um teimoso. Ainda temos de trabalhar a tolerância à frustração...mas seremos com certeza bem sucedidos.
  • Por isso e por tudo o mais: Amar, acreditar e não desistir durante muito tempo é fundamental ! O JP é um caso bem grave...mas está a evoluir, devagar, devagarinho, mas com muita vontade. Hoje é outro menino. Nem sei como estaria se não tivesse tido tantos estímulos e intervenção precoce, E por tudo isto, apetece-me dizer-valeu e vale mesmo a pena !

quinta-feira, outubro 09, 2008

Dia de Sol

As semanas passam num ritmo frenético. E depois de um dia de chuva, mesmo que demore, sempre chegam estes dias de sol. (Obrigado M !).
É no seu sorriso certinho e branquinho que me concentro. Sorridente, astuto , enche-se de orgulho ao verificar que já faz mais coisinhas que não fazia. Ele é feliz assim.
Está sempre a perguntar por tudo, mesmo sem pronunciar palavras. Um espírito naturalmente curioso, como se quer.
Gosta de passar a mão na nossa cara para nos fazer uma festinha.
Gosta de seduzir um desconhecido com que engraça.
É simpático, bem-disposto, mas com muito orgulho próprio.
É um tesouro. O nosso tesouro.

O meu menino mostra finalmente a sua personalidade, que é exactamente como a adivinhava desde os primeiros mesinhos.

Tens da mãe e tens do pai, meu filho...mas és bem melhor- És tu ! Um amor de menino.


"As coisas simples são as mais extraordinárias e só os sábios conseguem vê-las".

quarta-feira, outubro 08, 2008

Direito ao Ensino especial- Intervenção Precoce

Fico feliz por saber que por vezes há posts ou cartas que têm algum impacto.
Aconteceu com a C. Hoje noticia no Público e no jornal das 13 h da TVI.

Eu ainda gostaria de ter resposta a isto.

Quem sabe um dia.

Obrigado pelos vossos comentários e miminhos. Já estou em forma...mas ainda muito receosa da actual conjectura.
Não quero que falte nada ao meu menino e não gosto mesmo nada de me sentir insegura...mas mais uma vez...Um dia de cada vez !

segunda-feira, outubro 06, 2008

Dias menos bons

Os primeiros sinais do Inverno chegaram e com ele trouxeram melancolia e receios.
Há agora menos euforia.
Novamente muitos receios de não ser capaz de dar conta de tudo.
De não cumprir os nossos objectivos.
A vida cada vez se complica mais.
E apesar de tentar sempre olhar para o lado do copo meio-cheio, nem sempre consigo.
Sinto-me muitas vezes só, apesar de ter bons amigos.
Sinto-me triste porque o meu menino adora um menino na escola que não tem tido interesse de brincar com ele. O menino é muito mexido e já gostou mais de estar junto do JP do que agora, o que é bem compreensível. A mamã dele já falou com ele, mas bem sei que nada disso resulta.
Esta sensação triste só desaparece quando encontro as melhores coisas da minha vida, pelo final de um dia...
Acho que às vezes precisava de um sinal.
Algo animador, que me desse outro alento.

terça-feira, setembro 30, 2008

Época das Festas ! Mais uma vez...

Chegámos aquela época do ano das festas da família e amiguinhos.
Este domingo foi no parque de diversões !
O meu pequenino é um aventureiro que quer experimentar tudo e que não se assusta com nada. Os divertimentos que me deixaram enjoada, branca e mal disposta, deixaram o JP 100 % divertido.
Sempre disse que o seu ponto fraco são mesmo os barulhos estridentes (foguetes, etc) com que se assusta imenso, mas as brincadeiras radicais não lhe metem medo nenhum!
Continua muito rapazolas nos gostos. Adora brincar com camiões e carrinhos mas também sei que gosta de brincar às bonecas com as meninas na escolinha ! Voltou o apetite devorador. Come, come, come, como se o mundo acabasse amanhã ! E cresce .
Agora estamos a entrar no ritmo de cruzeiro.
Não temos descanso, trabalhamos muito, mas aqueles minutinhos no fim do dia em que trocamos beijinhos e ele diz que adora os papás (logo a seguir às traquinices), compensam tudo e faz-nos pensar que estamos a trilhar o caminho certo !

sexta-feira, setembro 26, 2008

Programa educativo- 2007/2008

Com tantos problemas que surgiram na fase final da gravidez, só depois do JP ter nascido comecei a pensar onde iria deixá-lo. Tinha muito receio de colocá-lo numa escola. Imaginava um local sem calor humano, e pouco adequado ao que eu pretendia para o JP.
Resolvi questionar a pediatra do JP, que me disse: Ama, nem pensar ! Só se a conhecer e ela tiver poucos meninos. Muitas tratam da casa, de tudo e mais alguma coisa, para além de não terem a formação adequada. Numa boa escola é orientado nas suas brincadeiras e desenvolver-se-á muito bem.

Indicou-me o colégio onde ele está actualmente. O JP era um bebézinho e levei-o quando fui visitar a escola. O espaço tinha instalações novas naquele ano. Imaginei-o muito bem ali. Mas o JP ficou com uma prima minha até Julho que lhe deu mimo e carinho até mais não e só em Setembro, com 9 meses foi para o berçário. A adaptação foi fácil. Teve a educadora certa. Firme e carinhosa. Somos amigas.
A sua atitude no inicio era que nunca queria ficar na escola e no fim do dia, nunca queria vir para casa...
Ontem tivemos a reunião de apresentação do programa educativo à semelhança de todos os anos lectivos. Este ano todo o colégio estará empenhado no tema da defesa do Ambiente.
Apresentaram-nos os seus objectivos, o estabelecimento da rotina, as áreas de brincadeira/actividades existentes na sala e outras actividades-passeios e intercâmbios a realizar.
O caderninho onde colocam fotos das actividades realizadas pelos meninos na sua rotina deve ser complementado com o registo das actividades desenvolvidas pelos pais no fim de semana (se assim o entendermos) . Assim a relação família/escola será ainda mais estreita.
Mais uma vez percebi que a preocupação de que os meninos se sintam seguros é uma constante e a vontade de que eles cresçam no seu ritmo também. Para isso não poupam em carinhos, conforto, colo...tudo o que os meninos adoram.
Saí descansada e tranquila. As actividades são girissímas, as brincadeiras em grupo são as que ele mais gosta e ontem no fim do dia , o nosso JP , mais uma vez, ficou feliz por nos ver, mas ainda queria ficar lá mais um bocadinho !
Na semana passada o seu grande amiguinho lá da salinha, acompanhou-nos à hipoterapia...mas o "valentão" teve medo de subir no cavalo e ficou só a ver.
Estamos já na fase de combinar lanchinhos com os seus amiguinhos da escola ao fim de semana...e é tão bom fazer novos amigos através dele !

segunda-feira, setembro 22, 2008

Levantando-se

A levantar-te ... Ficas tão eufórico e entusiasmado quando começas a treinar coisas novas !

Um encontro de amigas

Seria tão bom podermos nos encontrar mais vezes, viver mais perto e poder cultivar melhor amizades que de virtuais passaram a reais há muito. Era bom ter sempre ao nosso lado alguém que nos compreende e partilha tantos sentimentos.
Ontem, um Domingo com um sol tímido. Um cafézinho descontraído. As mulheres já se conheciam e já tinham passado juntas algumas horas muito divertidas. Desta vez juntaram-se as crianças e os maridos. O JP a fazer o que sempre faz...arreliar a mamã e querendo , ora sentar-se, ora pôr-se de pé, ora ir espreitar outro local. Sempre atento para pedir para andar nos brinquedos que ia encontrando.
A pequenina Lobita tentando apoderar-se temporariamente dos carrinhos do JP e dizendo com doçura " é meu !".
Depois os dois investigaram os brinquedos do Tiago, que ia observando com muita curiosidade o movimento no quartinho recém-pintado com muito amor, pela sua mamã.
Um lanche, conversas e alguém a dizer-nos que ainda iríamos ser muito felizes. O Lobito-Pai respondeu com sorriso nos lábios (e eu gravei nas minhas memórias): "- Não podemos esperar por coisas futuras para ser felizes...temos de ser com o que temos".
Deu-me vontade de perguntar onde podia assinar por baixo.
Não há dúvida que esta vida tem sido uma eterna corrida de obstáculos, mas vamos aproveitando todos os bons momentos como se eles fossem únicos.

sexta-feira, setembro 19, 2008

Partilha virtual

Esta foi mais uma semana típica, cheia de trabalho, e como sempre, com muitas actividades.


Uma correria para conciliar tudo.
Continuará a partilha virtual com que tem interesse em nos ler.
Obrigado pelas vossas palavras de apoio e incentivo.


Por vezes é espantoso aperceber-me de que quem me conhece sem ser por aqui, não faz a menor ideia,( perante a minha aparente serenidade), do esforço, dos sentimentos e emoções que fervilham dentro de mim.
Talvez este seja até mais um blogue que pode sensibilizar muitas pessoas, principalmente mães, para que cada vez mais todos nós possamos estar despertas para o próximo e angariar mais ajuda na nossa luta por um sistema mais digno.
Porque ninguém, mas ninguém mesmo, sabe o dia de amanhã.
E os meninos saudáveis e fortes de hoje, podem precisar de todos nós um dia.
E também me espanta que não percebam como é dificil ter a incerteza de tantas coisas.
Temos uma capa vestida na rua, ou simplesmente a maioria das pessoas são insensíveis ?
Para além dos problemas motores do JP, sinto agora que a mãozinha tem de ser forte com o meu filho, pois alguns comportamentos passam também a ser um problema. Se a escola lhe faz um bem enorme, comigo em casa abusa.
É certo que começa a ficar mais calmo e consciente, mas a par e passo das suas mais recentes aquisições passa ainda a ter ainda mais vontades de experimentar o mundo. De exigir várias coisas, de querer andar em tudo e mais alguma coisa...disto, daquilo, de adormecer com um abracinho reconfortante...
Mas o que é mais grave é de fazer ainda muitas birrinhas quando não tem o que quer.
Esperar...Ui, ui...vai conseguindo períodos cada vez mais longos, mas ainda é muito difícil para ele.
E como precisa de ser paciente.
Quer fazer fisioterapia e começar a andar ainda hoje. Quando não vê os resultados imediatos, desmotiva um pouco.
Por isso e por tantas coisas, tenho de ir jogando bem com a sua psicologia para o manter no trilho certo.
Mas o melhor de tudo: continua a subir muitos degraus.
É bom ver o seu tónus mais forte.
Vê-lo a agarrar-se para se levantar, fazer tantas coisas novas que não fazia.
Bom fim de semana

terça-feira, setembro 16, 2008

2 Anos e meio de Blogue - The End

Ciclos de Vida. Ciclos que começam e acabam.
A nossa vida continua frenética como sempre.
Mas a vontade de partilhar os mesmos assuntos de sempre vai diminuindo.
O blogue manter-se-á por aqui.
Não será apagado.
Ocasionalmente aparecerei para dar alguma novidade.
E continuarei a ir aparecendo pelos vossos cantinhos.

Um beijo

Adenda a 17/09- Amigas, um grande obrigado pelas vossas simpáticas palavras e pelos mails. Estou a reconsiderar sim. Porque as pessoas que me querem bem, querem muito continuar a ler-me. Porque gostaria que o meu filho um dia lesse. Porque recebi mails que adorei.
E porque coincidência das coincidências esta minha amiga hoje começou um blog...e este esteve na sua origem. Voltaremos muito em breve, com muitas novidades.

quarta-feira, setembro 10, 2008

Copinho meio cheio

(A propósito de um comentário que me fizeram recentemente)
Mais um ano começado. Um ano diferente. Mas com excelentes perspectivas.
Há quem pense que tenho força e alegria para dar e vender.
Há quem pense que tenho uma vida triste porque o meu filho não é uma criança como todas as outras. Nem uns tem razão, nem os outros.
Como já muitas vezes disse, encaro os desafios com garra.
Este é o maior, mais degastante...mais forte. O que menos controlo.
Mas que acredito (e cada vez tenho mais razão para acreditar) que o iremos vencendo em cada dia.
Por vezes atinjo grande cansaço.
Talvez não maior do que muitas outras pessoas, mas não tenho uma vida pacata.
Tenho por vezes tempo para não fazer nada, pois o JP dorme todos os Sábados na casa da avó.
Pelas circunstâncias dos locais onde vou trabalhando (hospitais, etc) vejo demasiadas situações complicadas da vida de cada um e cada vez mais aprecio cada dia nosso simplesmente normal.
Cada dia tem de ser saboreado.
Quero celebrar cada um, de cada vez, com o meu filho e com o meu amor grande também, porque não sei quando o deixaremos de o fazer. A vida é mesmo uma caixinha de surpresas.
O JP tem Paralisia Cerebral, mas à parte disso tem sido saudável, graças a Deus.
Frequenta piscinas desde os 4 meses e nunca teve otites. O ano passado não se constipou sequer(vou ali bater na madeira, já, já !!!).
Por isso, tenho de me concentrar na sua reabilitação e olhar para o copo que está meio-cheio e não meio-vazio ! Não, não sou super-mulher, nem super-bem-disposta, mas vou fazendo por isso.
Muito curiosa de ver comentários...

terça-feira, setembro 09, 2008

O JP e a Escolinha

Pelas circunstâncias da vida nunca me foi possível acompanhar mais o JP. Ficar com ele em casa.
Talvez o coração tivesse me impelido a ficar com ele, mas agora sei que este percurso foi o caminho certo.
O meu filho vivenciou e vivencia o dia a dia de uma criança normal, com as devidas limitações. Segue a rotina escolar, o mapa de presenças, a história, o brincar aos cozinhados com os amiguinhos...Ele adora crianças e sabe conviver com elas.
Está familiarizado com a rotina escolar, vai-se habituando às letras, ao ritmo de trabalho. Na rua quer "conversar" e brincar com os meninos que vê. Para ele entabular um relacionamento é natural. Adora conhecer pessoas.
Se gosta delas quer seduzi-las.
Quando o surpreendo na escola nem reconheço o meu filho ordeiro, que come os iogurtes que não gosta, a sopa (nem sempre!!!) e adormece como um anjo, sem grandes fitas (tem dias, mas agora melhorou).
Na verdade o que mais me doí é ver a dependência do seu brincar em conjunto, da vontade de outros meninos. Bem sei que o seu sorriso cativa-os e consegue ter muita companhia. E eu sei que ele se apercebe de todas estas coisas e por isso tanto quer ser como eles. Tanto que quer trabalhar muito, tanto que quer melhorar depressa.
Vale a pena vê-lo com vontade, mesmo que saiba que ainda demorará a alcançar os seus objectivos.
Estes sentimentos fazem parte de um processo natural a que todos os pais de crianças especiais se submetem. E este tipo de tormento acompanhara-me-á até o fim dos meus dias, convivendo com outros sentimentos de orgulho.

quarta-feira, setembro 03, 2008

8 Anos em comum - Aniversário de casamento

Não me importo de repetir as palavras, a foto e até os elogios.
Na minha vida tive alguns azares e muitas sortes. O meu marido, pai do JP, companheiro de há 17 anos é o meu grande amor, minha paixão. Não é perfeito (nem eu o sou), mas faz-me muito feliz.
E por isso sei que sou uma pessoa de sorte. Alguns podem achar que ela se materializa sob a forma de dinheiro, mas eu não.
Esse ajuda bastante por vezes, mas ter a capacidade de saber apreciar o que temos de bom na vida é a minha grande sorte.
Em 8 anos de vida em comum, foi exigida muita determinação, muita união nossa. Também foi preciso viver o insuportável. Tivemos que aprender a de viver fora dos formatos tradicionais, questionando o nosso futuro constantemente, discutindo opções, investigando . Temos sido os melhores pais que sabemos ser...às vezes esquecemos-nos de ser o marido e mulher de atenção constante que sempre ambicionamos. Mas não acontece um pouquinho com todos nós?
O que mais quero são noites como a de hoje. Como as de todos os dias. Depois de um jantar em família tranquilo com direito a velas e tudo, no pouco tempo que tivemos, brincamos e aproveitamos juntos o nosso menino.
O JP pediu que lhe lêssemos uma história, que colocássemos um CD no leitor com músicas escolhidas pelo pai. Que lhe déssemos beijinhos ternurentos. Feliz foi para a cama...feliz nós ficamos com o sabor doce de sentir que todos nós sabemos apreciar cada dia nosso.

segunda-feira, setembro 01, 2008

Rescaldo das Férias

Naquela manhã o céu estava mais uma vez de um azul que não deixava dúvidas: o dia de partida para o nosso destino seria como imaginávamos. As férias finalmente chegaram e todos nós precisavamos desesperadamente desta pausa depois de um ano de tanta correria.
O mesmo local de outras férias. Familia pelo Sul não falta. O JP foi acarinhado pelas deliciosas primas gémeas. Brincou com elas, andou na motinha emprestada com bateria da Barbie. Fez birras para andar vezes sem conta nela.
Descobriu novos brinquedos, brincou sentado na areia, com a água, balde e pás. Jantares tardios ao relento.
OS nossos amigos, por sua vez, estavam em Espanha com o seu filho e nós com saudades visitámo-los. Aquela combinação é especial. Um dia maravilhosamente passado. Entre os petiscos trazidos de Portugal, servidos descontraídamente num terracinho, volta e meia falamos de banalidades, das contrariedades, da carga dos automóveis, dos filhos, dividindo a amizade e a companhia. O companheiro do JP esgotava a panóplia de traquinices e o JP divertia-se e defendia sempre o seu amigo. É bom perceber que as crianças crescem criando vínculos de afeto e companheirismo.

Nas passeatas o JP aproveitava para ensaiar a sua sedução. Sorria sempre para os empregados/as, procurava constantemente um amigo novo...e acabei por apanhá-lo ao colinho de amigos acabadinhos de fazer.

O sol trouxe-me energia. Energia que me restabeleceu. Injectou boa disposição e optimismo. Um optimismo que andava cansado...
As nossas férias enquanto casal são agora diferentes. Mas graças a avózinha do JP pudemos desfrutar de alguns momentos a sós...sentindo a paz de outrora, longe do ritmo alucinante do dia-a-dia.

A volta foi invariavelmente penosa. Entre os protestos do JP, lembrei-lhe dos meninos que iria re-encontrar na escolinha. Da sua amiguinha mais especial.

E hoje, observei deliciada, o seu re-encontro. A inicial timidez dela e o descarado entusiasmo dele. Depois as suas mãozinhas delicadas de menina, acariciaram a cara do JP. E ele não cabia em si de felicidade. Mais um ano começou. Da melhor maneira.
Das férias muitas histórias guardadas. Algumas irei contando aqui.
Adenda: Realmente, Ana ...é engraçado!!! A nossa amizade começou aqui !
Já eras uma pessoa que gosta de ajudar...e não mudaste! Bjs para vocês.

domingo, agosto 31, 2008

O Vaso Chinês


Ainda em pausa, não resistimos a colocar um post sobre um mail fantástico que recebemos de uma Alcateia muito especial. Gostámos muito deste conto. Obrigado amiga.




Conto do Vaso Chinês
Uma velha senhora chinesa possuía dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas.
Um dos vasos era rachado e o outro era perfeito.


Este último estava sempre cheio de água ao fim da longa caminhada do rio até casa, enquanto o rachado chegava meio vazio. Durante muito tempo a coisa foi andando assim, com a senhora chegando a casa somente com um vaso e meio de água. Naturalmente o vaso perfeito era muito orgulhoso do próprio resultado e o pobre vaso rachado tinha vergonha do seu defeito, de conseguir fazer só a metade daquilo que deveria fazer. Depois de dois anos, reflectindo sobre a própria amarga derrota de ser 'rachado', o vaso falou com a senhora durante o caminho: "Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que eu tenho faz-me perder metade da água durante o caminho até a sua casa..."
A velhinha sorriu: "Reparaste que lindas flores há somente do teu lado do caminho? Eu sempre soube do teu defeito e portanto plantei sementes de flores na beira da estrada do teu lado. E todos os dias, enquanto a gente voltava, tu regava-las. Durante dois anos pude recolher aquelas belíssimas flores para enfeitar a mesa. Se tu não fosses como és, eu não teria tido aquelas maravilhas na minha casa. Cada um de nós tem o seu próprio defeito. Mas é o defeito que cada um de nós tem, que faz com que nossa convivência seja interessante e gratificante. É preciso aceitar cada um pelo que é... E descobrir o que há de bom nele."

Lembre-se de regar as flores do seu lado do caminho...