sexta-feira, maio 12, 2006

Holanda


Copiei o post da Anita. Ela é uma mãe que me enche o coração de palavras doces com os seus posts deliciosos. Não a conheço pessoalmente mas é de certeza uma pessoa excepcional e penso que não me levará a mal de transcrever integralmente um post escrito por ela em que transcreve uma história, em 19 de Abril de 2005 que considero simplesmente brilhante encorajador e lindo:

"Na minha busca frenética de algo sobre este assunto descobri um texto maravilhoso, que vai de encontro aos meus sentimentos, foi retirado do livro "Histórias para aquecer o coração de mães" de Emily Perl Kingsley: "Muitas vezes me pedem para contar como criamos uma criança especial, para ajudar as pessoas que não tem essa experiência única a entendê-la. A comparação que sempre me ocorre é a seguinte: esperar um bebé é como planejar a fantástica viagem com que você sempre sonhou para Itália. Você compra um monte de guias e faz planos maravilhosos. O Coliseu. O David de Michelangelo. As gôndolas em Veneza. Você pode aprender frases úteis em italiano. Tudo é uma festa. Depois de meses de expectativa, finalmente chega o dia da viagem. Você entra no avião e algumas horas depois a hospedeira diz: Bem vinda à Holanda. Holanda?! Como assim, Holanda? Você se espanta. Meu voo era para Itália, sonhei a vida inteira em ir para Itália! Mas houve uma mudança no plano de voo. Aterraram na Holanda e este é seu destino agora. O importante é que não te levaram a um lugar horrível e desagradável, cheio de epidemias, fome e doença. É só um lugar diferente. Então você tem que sair e comprar novos guias. E aprender uma língua nova. E conhecer pessoas que você jamais teria conhecido. O ritmo é mais lento que o da Itália; a luz menos brilhante. Mas depois de estar lá por algum tempo toma fôlego, olha em volta... e começa a notar que a Holanda tem moinhos... e a Holanda tem tulipas. A Holanda tem até Rembrandts.
Mas todo mundo que você conhece foi e voltou da Itália contando maravilhas do tempo passada lá. Pelo resto da vida você dirá: Era para lá que eu deveria ter ido. Era isso que eu tinha planejado. E a dor do seu coração nunca, nunca mesmo, irá embora completamente... porque, afinal, a perda desse sonho é muito significativa. Mas se você passar a vida inteira lamentando o fato de não ter ido a Itália, talvez não possa descobrir e aproveitar o que existe de tão especial em todas as coisas adoráveis que há na Holanda".
Eu estou na fase de procura de novos roteiros, de novos mapas e também de uma linguagem nova, porque eu tenho a certeza que vou aproveitar esta viagem com muito mais empenho, muito mais amor, apreciando cada detalhe, do que faria se tivesse desembarcado no lugar anteriormente desejado.
Viva a Holanda... "
Obrigado Anita por palavras tão bonitas . Eu também estou a descobrir a Holanda. Tenho dito.

12 comentários:

Carla & Repolha disse...

Gostei. Mesmo... :)
PS: Tu andas aqui... hehehe

Grilinha disse...

Apanhaste-me!!

Carla & Repolha disse...

LOLLLL ;) Caminha.... ai, ai, ai... Que isto já não são horas!!! Eu vou... :P Beijos

docinho disse...

Fiquei sem saber o que escrever...

beijinhos emocionados pelas palavras

PS E a Holanda é linda de se descobrir : )

Anita disse...

Este texto ajudou-me muito, na minha descoberta da missão tão especial, que eu tinha nas minhas mãos.
Hoje posso dizer, que gosto da Holanda, que amo a Holanda, já conheço imenso da Holanda, mas ainda tenho muito para descobrir.
A holanda em nada fica atrás da Itália, mas há momentos, em que inevitavelmente, penso que era para a Italia que eu queria ir.
Uma coisa teno a certeza vivo muito mais intensamente cada detalhe deste sitio maravilhoso, onde fui parar.
Obrigado por ter colocado aqui este post.
Beijinhos
Anita

Pais eficientes disse...

Se estiver à vontade, esperamos pelo seu testemunho!

rutebruno disse...

como gostei de vos ler, ás duas!!!
é o meu destino favorito e proximo!!!
bjs

vania disse...

muito lindo.
descobrir novos lugares e novas coisas é sempre muito bom.
beijinhos

Suzy disse...

Conheci a Holanda por acaso, descobri-lhe tantas flores...! Tantas cores! Tanta... tamanha Beleza...! Sou uma sortuda... :)
Muitos beijinhos.

Grilinha disse...

Como foi que descobriste por acaso, suzy?

Suzy disse...

Através da net, pesquisando por língua gestual, deficiências... descobri um grupo- "Deficientes Activos"- http://webleones.home.sapo.pt/inicio.html- Conheci pessoas fantásticas. Realidades diferentes, mas não menos valorizáveis... Descobri gente "invívivel" à sociedade, "Heróis Invisíveis", (como o título de um livro que adquiri no grupo). Conheci pessoas bem maiores... que me enchem a alma de vergonha de ser "normal"...

Ck in UK disse...

O texto tocou-me. Acho que passamos toda a vida a pensar na Italia, nao e? Nao podia vir mais a proposito para mim, como o Elvis e Holandes (tulipes...)