quarta-feira, maio 10, 2006

Estimulação

Hoje pela primeira vez tivemos a visita da terapeuta da Diferenças. Uma horinha de brincadeira, explicações de como se deve introduzir o nome dos objectos no vocabulário do JP....Eu como auto-ditacta que comecei a ser desde que soube do problema do JP já sabia muita coisa, mas ainda aprendi bastante. As diversas intervenções precoces estão a beneficiar o meu bebécas em muito. Ele é um menino vivaço que praticamente não está a fugir aos padrões cognitivos para a idade dele e depois de consumir mais de 20 ou 30 livros sobre o desenvolvimento da inteligência e parte motora em bebés e intervenção precoce (um dia faço um post com os livros que já li e com o que aprendi) cheguei a conclusão que o maior dos estímulos que ele pode receber é a minha atenção e amor, envolvidos por vezes em brincadeiras comuns e habituais de se fazer a bebés.
O trabalho desta terapeuta é ensinar-me o caminho mais curto e acertado de ele aprender os conceitos. Cabe-me a mim insistir, insistir, insistir...de forma lúdica e divertida, claro, até ele aprender e assimilar. É estranho dizer isto, mas quem não passa por esta situação, não sabe quanto é viciante e gratificante ensinar um menino diferente. Ajudá-lo, observá-lo...inventar maneiras de ele brincar e exercitar-se ao mesmo tempo...não acontece só comigo , mas com todas as pessoas que se envolvem com ele...a educadora, a avó, tios...todos o querem ajudar.
Entendo agora que o trabalho de Fisioterapeutas, terapeutas, psicólogas educacionais ou mesmo educadoras é qualquer coisa de especial. Nunca pensei nessas áreas, só gostava de números e engenharias...afinal o meu filho veio mostrar-me que há actividades apaixonantes na área da saúde, que podem determinar para toda a vida a personalidade de alguém...
Quero mandar um beijo muito grande e doce a todos os profissionais desta àrea que a exercem por vocação e não por obrigação. Se eu me interesso agora por amor ao meu filho, eles provavelmente o exercerão por amor e dedicação aos meninos diferentes e especiais. Têm o meu reconhecimento e total admiração.

10 comentários:

Anita disse...

Olá amiga:
Obrigado pela homenagem aos profissionai de saude, eu sou profissional de saude e trabalho com meninos especiais, muito especiais.
Já trabalhava muito antes da minha menina nascer, e posso afirmar que contribuir para o crescimento, para a cura, para a evolução de uma criança é muito compensador.

És sem duvida uma mãe muito especial, não é por acaso que Deus envia os seus anjos mais especiais a mães especiais. Estas a fazer um trabalho fantastico com o teu menino e ele vai criar asas e voar bem alto.
Depois que visitei o teu cantinho pela primeira vez, estive a falar com uma colega que trabalha num centro de paralesia infantil, e ela disse-me que a fisioterapia intensiva diaria, mas de maneira a não cansar a criança e a estimulação precoce é o caminho para o sucesso.
Mas ela tambem foi da mesma opinião, muitas actividades para uma criança pequena pode não ser benéfica.
Beijinhos
Anita

Grilinha disse...

Concordo, amiga. Entendo o teu ponto de vista muito bem e sei a que te referes. Já o sabia e tenho reflectido mais sobre isso, desde que comentaste. Mas pela minha observação e intuição de mãe, tenho quase a certeza que ele está bem e confortável. Gosta das actividades (exceptuando a acupuntura) e continua a ter tempo de qualidade comigo. É uma criança muito sorridente, curiosa e tranquila. Lá tem as suas birrinhas, mas é quando não lhe fazemos as vontades....Mas tenho de te agradecer porque foi importante fazeres-me reflectir mais uma vez sobre isso. Agradeço a tua curiosidade sobre o assunto. Lógico que aqui no blog não conto o nosso dia a dia, que é rotineiro, cheio de amor e ternura...conto mais as terapias e a minha forma de ajudá-lo através delas a recuperar. Mas a nossa vida não se limita a isso. Já agora, ontem conversei com uma mãe lá na hipoterapia que tem uma menina com diagnóstico de autismo grave desde os 2 anos, e agora com 6, já fala, dá beijinhos...é afável. Uma evolução espectacular...Já só tem Sindroma de Asperger. Qualquer dia os médicos dizem que não tem nada e que é normal...Ganhou asas e voou!!!
Beijinho grande para ti e para a tua pérola. Que possamos voar juntos !!!

ternura disse...

Parabéns pela mãe maravilhosa...cuidadosa...interessada...corajosa...dedicada...que és!

Beijinhos
Elsa e Tiz

perola&granito disse...

Bigada :))

Uma beijoca muito gd para ti e uma maior para o JP.

Patrícia disse...

Como sempre é um consolo ler os teus posts!
Queria te agradecer por continuares a visitar o meu blog, mesmo quando eu estou sem tempo para visitar o teu,mas quando posso leio tudo o que escreves com muita atenção e um sorriso nos lábios!:)
Tenho a certeza que o JP vai voar muito muito alto!
Muitos beijos para vocês e até breve!

Sandra J. disse...

Sabes, às vezes as pessoas não compreendem essa vocação.
A minha irmã está a tirar um curso sobre ensino para crianças especiais (não sei o nome exacto do curso) e muitas pessoas acahavam que isso não era curso para se tirar, mas ela adora crianças e acha que assim será um modo de ajudar os meninos que são diferentes.
Bjs

docinho disse...

O JP é um menino especial... mas se virmos bem, onde está a diferença?
Afinal, o principal motor para o desenvolvimento e crescimento dele não é o amor? o carinho? essa tua dedicação?
No fundo... ele é igual a todas as outras crianças : ) mas tem certamente um briho especial... esse brilho é que o torna diferente : )))

Beijinhos comovidos com o teu amor por esse filho
Ana

Grilinha disse...

Acerstaste em cheiO Ana, ele é uma criança igual às outras, gosta de brincar, amor dos papás...só que tem de ter mais cuidados e actividades, etc. De resto eu sou uma mãe igual e ele um bebé igual a todos os outros.

rutebruno disse...

eu que me encaixo em dois profissionais que referes, deixo aqui o meu agradecimento e a minha bada!!!
acreita que todos os dias fico feliz por saber que acertei em cheio nas areas que escolhi para trabalhar, pois vou trabalhar sem sentir obrigação, entendes?
o prazer é maior!

Mãezana disse...

Pois! Não há duvida que és uma SUPER mãe! E cada dia tenho mais a certeza!
BJS