quinta-feira, dezembro 17, 2009

Há anos que não sentia a terra tremer

Mas esta madrugada pelas 01.35 h sentiu-se um abalo forte e longo ! Pelo menos aqui no Seixal...

p.s: soube agora que foi um 6.0 à escala nacional.
Um valor que já costuma causar estragos. Espero que não tenha havido...

12 comentários:

mãe disse...

pois, pois... cá por casa eram 01.38... corroios... e afora, como é que durmo ???

ju disse...

AQUI EM POMBAL TAMBEM EU ESTAVA SENTADINHA NO SOFA DA SALA QUANDO DE REPENTE TUDO ESTREMECEU PARECIA QUE AS PARECES SE AFASTAVAM DO SOFA E TUDO O QUE ERA VIDRO SALTAVA ......FOI UMA ESPERIENCIA FORA DO NORMAL TB EU ESPERO QUE NAO TENHA HAVIDO ESTRAGOS NEM CONCEQUENCIAS

Mama Babada disse...

Ola boa noite!
Por aqui ainda se treme... de medoooooooo!!!
Deus queira k n tha havido qualquer estrago.
Beijokas
Nídia e Eva

Avessa disse...

Eu não dei por nada, mas a educadora da minha filhota disse-me hoje que tb tinha sentido. Beijinhos

Mother_24 disse...

Eu acho que foi a primeira vez que senti algo assim, credo apanhei um cagaço tão grande que fiquei com o coração aos saltos um bom bocado livra-te!

jocas grandes grilinha de estimação

Paula disse...

O único que estrago que me provocou foi a alteração dos batimentos cardíacos... bolas!

Anónimo disse...

Eu também senti.

Engraçado, somos quase vizinhas, eu vivo na Amora.

Como é que posso comprar o calendário do JP? Quem sabe, se calhar até nos podiamos encontrar, gostava de lhe dar um abraço apertadinho que não fosse virtual.

Um beijinho

Helena

Cristiana disse...

Cá por cima (Guimaraes) o meu pai diz que tambem sentiu. Mas eu nao seenti nada, tambem dormir que nem uma pedra :). Mas inda bem que tambem que nao causou estragos :)

Mina disse...

Aqui também senti muito, parecia que tinha alguém debaixo da cama a abanar-me, até julguei ser uma das minhas tonturas, só que aquela tinha impulso nas costas.
Fiquei com medo das réplicas, e para adormecer só depois das 4...
E levei a noite a pensar em ti, a pôr-me no teu lugar.
Por isso, amiga, já estás habituada a abalos muito mais fortes, que este tremor de terra, embora também me assustasse, que foi dos mais fortes que alguma vez senti na vida e pareceu-me longo, e que a casa podia mesmo ir abaixo...
bjocas

Dulce Bregas disse...

Forte?Imaginem aqui em Lagos,eu dormia profundamente,e já estava a ralhar com o marido,porque estava abanar a cama...tive logo certeza que era um sismo e grande.Fui ver os miúdos,bebi água,e ouvia-se uma agitação na rua e no prédio.Só me preocupava se viria um maior,que faríamos?E horas antes,já o nosso coelho,estava aos encontrões na gaiola,soltou-se 2 vezes,jogava-se contra as grades,e com os olhos muito abertos,coitadinho queria avisar mas sem saber como!Que susto valente,admiro-me muito que não haja coisas caídas...ou partidas...

Sónia disse...

Ok prima,
Aceito o desafio:
Em Portimão sentiu-se bem, mas não estava à espera que tivesse grau 6.
O prédio acordou todo, estavamos bem pertinho do epi-centro.
Como moro no Algarve de vez em quando temos uma surpresa destas.
A primeira vez que senti um tremor de terra na minha actual casa assustei-me porque o prédio balança, literalmente ... de um lado... para o outro... (não treme).

Diz-me a nossa prima, minha irmã e tua colega de profissão que é bom sinal, que as estruturas estão bem feitas.

O facto de não existirem danos materiais é sinal que os engenheiros civis andam a portar-se bem!

Vamos ver se passamos o Natal sem mais nenhum susto, ou que seja apenas desta magnitude!

P.S. Passado uns momentos à espera de eventual réplica, que felizmente não foi superior e não se sentiu, cai para o lado a dormir, pq o cansaço é muito...
Mas quando o senti, os meus receios foram todos para as minhas meninas, já que estamos num 5º andar (que não acordaram)...É aflitivo sentir que se as coisas complicarem-se nada poderei fazer...

Grilinha disse...

Pois...aqui a malta tudo faz para as estruturas portarem-se à altura. Abanar nem é mau...porque o que não abana, ui, ui...pode partir e ser grave...

Chateia-me ser um 6.0. E tb porque neste país somos por "ondas"...quando há sismos têm tendência de vir mais...

Bjs