sexta-feira, dezembro 11, 2009

Que tipo de mãe é você- Quero que o meu filho saiba quanto é amado

Life goes on.
Desafiada por esta mamã decidi escrever sobre o tipo de mãe que acho que sou.

Eu também sou o tipo de mãe que lê mas não diria que esse seria o ponto que me definiria como mãe.
Sou o tipo de mãe que quer que o filho saiba exactamente o quanto é amado.
Porque nunca soube quanto o era. Não quer dizer isto que não ache que não tenha sido. Simplesmente ser a terceira filha não é o máximo, quando os pais vibraram já tudo o que tinham a vibrar com os 2 planeados-primeiros-filhos-modelos. Eu, a terceira (não planeada) fui a mais mimada, pois já tinha também os mimos dos mais velhos. Mas nunca foi um mimo satisfatório para mim.
Por isso o facto do JP ser único é para mim um gozo enorme. Proporcionar-lhe uma atenção enorme e exclusiva que nunca tive. Poder ler com ele, horas a fio...poder brincar e seguir as suas brincadeiras com tempo. Tempo que a maioria das famílias não tem, por ter de se desdobrar em muitos filhos. Mas admito que esta atitude radical nem seja a mais saudável, nem para mim, nem para ele. A verdade é que ele já pede um "mano" e também (mais uma vez) "um cão". Acho que quer outro tipo de companhia (talvez fruto de um "barriga cheia" de amor maternal e paternal)
Sou um tipo de mãe muito meiga, que gosta proporcionar experiências variadas ao filhote. Que gosta de lhe dar uma atenção de qualidade e ensinar. Gosta de lhe proporcionar uma sensação de bem-estar e segurança na vida. Gosto de o fazer sentir aceite, amado e apoiado. Gosto ainda de registar tudo para um dia relembrar com imenso prazer todos os momentos da sua infância (- para contrapor o meu livro de bebé - que os meus papás até compraram mas que nunca foi preenchido...)
Este é o tipo de mãe que eu sou.
E vocês ? Aceitam o desafio e escrevem nos vossos blogues e deixam recado aqui ?

4 comentários:

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Amiga!!!
Passei para deixar uma beijoca e desejar bom fim de semana
Ana

Dulce Bregas disse...

Olá,só posso falar do que sei,ser mãe de 2 filhos é muito recompensador,mas muito complicado.Ás vezes cobram-nos,e queremos dividirmo-nos em dois e não conseguimos.Não os imagino um sem o outro,mas exige muito principalmente do casal.Já um cão...cof cof sou suspeita,pois vamos ter um.Pode ser um companheiro para todos.Também trabalhoso,e muito...mas recompensam-nos,e em meninos especiais mais estimulante se torna...O ano novo vem aí,não há mal nenhum em planear algo de...novo ;)))beijinhos.

Ceila Santos disse...

Ai Grilinha, querida, delícia ler seu tipo de mãe. Eu a considero isso mesmo a Mãe Amor... Aquela que invade, devagarinho e rapido, traz imensidão, paz, alegria, trovões, tudo muito intenso. Muito obrigada pela partilha, a gnerosidade de sempre e, apesar de longe e super-hiper afastada, tenho um carinho muito quente por ti. em muitas ocasiões, durante minhas meditações ou orações, eu coloco esse carinho pra fora por vcs. espero que essa energia tenha chegado aí.
Feliz Natal e muitas realizações para 2010!
quem sabe não aparece um irmãozinho pra brincar e ser amado pela Mãe do JP... em 2010

Avessa disse...

Olá Grilinha, achei o máximo este desafio e já escrevi sobre o tema no meu blog. Adorei o que escreveste. Bjs.