sábado, novembro 15, 2008

A propósito de estímulos


A propósito deste Post que coloquei aqui e porque sou muito fã do que este Raymundo Veras escreve, aqui fica mais uma passagem:


"Se pegarmos uma criança normal, nascida no mesmo dia que uma criança de cérebro lesado, e a colocarmos no mesmo ambiente de privação dos sentidos, onde se costuma colocar uma criança de cérebro lesado, vamos ver que, no fim de alguns anos, teremos a criança "normal" num grau bem inferior ao da chamada normalidade, em situação igual a da criança de cérebro lesado.

Ela não terá condições de falar, de ouvir ou de entender bem as coisas, pois foi colocada num ambiente pobre em estímulos. Ela poderá se diferenciar da criança de cérebro lesado pela fisionomia, já que não terá os traços da lesão, mas suas atitudes, gestos, linguagem, maneira de se portar e tudo o mais serão idênticos.


Chamo muita atenção dos pais para esta situação: é um ambiente inadequado, um ambiente anormal, que faz com que a criança de cérebro lesado realmente se transforme em anormal.É natural que uma criança normal possa, dentro de um ambiente pobre, se desenvolver normalmente. Mas uma criança de cérebro lesado dentro de um ambiente assim é mais pobre ainda, e nunca chegará a normalidade. No entanto, se esta criança for colocada num ambiente superior, terá muito mais chances de ser uma criança normal.

Nosso objetivo não é transformá-la num gênio. Apenas levá-la para normalidade devida, procurando dar à criança de cérebro lesado uma situação de pleno desenvolvimento de suas potencialidades. "

"MINHA MENSAGEM AOS PAIS É QUE, ANTES E ACIMA DE TUDO ACREDITEM NOS SEUS FILHOS DE CÉREBRO LESADO!”
Raymundo Veras

7 comentários:

D. disse...

E como nós ACREDITAMOS!!!!

Rita disse...

Adorei!!! Acho que levarei este texto para os pais das crianças com que trabalho, o importante é acreditar!!

Beijinhos para o JP e par si.

Rita

sara disse...

Gostei de ler!

Mãe Sisa disse...

Passei a ser fã deste Raymundo Veras! Não conhecia...
Obrigado por mais uma preciosa e útil dica!
Beijinhos e continuação de melhoras.

Sofia Paço disse...

AMEI... E VOU COLOCAR UM LINK NO MEU BLOG.
VOU TAMBEM LER COM MAIS ATENÇÃO TODO O DOCUMENTO QUE ESTÁ DISPONIVEL NO NOVO BLOG FANTÁSTICO!
MUITO BOM E ÚTIL.

OBRIGADA,
MAMÃ SOFIA

Maria disse...

Nada mais real na vida! E já agora ,nós os adultos também temos que estimular muito o nosso cérebro dito normal, caso contrário vai exestir grandes lesões a nivel ccgnitivo, mas isto dá pano para mangas e o principal neste momento são os nosos pequenos grandes homens/meninas,beij. com muito carinho e a luta continua!

ClaudiaMG disse...

E que grande verdade mesmo.
Eu também acredito e muito....estimular, estimular e estimular....é a palavra do dia.

Beijinhos