sexta-feira, março 02, 2012

Um mês

Faz hoje um mês. Parecia um dia como todos os outros. 
Acordei cheia de entusiasmo. Talvez por saber que nesse dia iria certamente conhecer o Rafael.
Uma rotina igual a todas as outras manhãs. Acordar o meu "mais-velhote", pequeno almoço, banho e vestir, e entregá-lo na porta de casa para ir para a escolinha. Assim foi. 
Mas ele sabia que no fim do dia de escola, chegaria a casa e iria ficar com a madrinha até à avó chegar. E também ele estava muito entusiasmado.

Pelas 17 horas já estávamos a caminho da clínica. E às 18 h dava entrada para o internamento.
A minha médica apareceu uma hora depois e os nervos começaram a vir à flor da pele. Estava tão sensível. Tremia. Vulnerável. Iniciaram-se os procedimentos. Em poucas horas iria finalmente conhecer o meu boneco.
Entre as 22.15 h e as 22.30 h fui levada para o bloco de partos e o pai da criança decidiu à última da hora que iria assistir. Tínhamos mais ou menos combinado que não...mas perante as emoções de última da hora, trocámos de opinião.  
Às 22:52 h nasceu o meu Rafael. 
Chorei assim que ouvi o seu choro. Colocaram-no em cima de mim e ele tranquilizou-se e derreti-me porque ele estava cheio de fome a chuchar nos dedos.
Pouco depois estava no quarto, a amamentar o bebé que esperei por 9 meses e o pai perto de mim. Chocada por não me lembrar quão pequeninos eram os bebés recém-nascidos.
Foi tão tranquilo quanto poderia ser. Mas ainda não estava completa a história até contarmos ao JP. Assim ele foi o primeiro a saber, com direito a uma foto e tudo. Ouviam-se gritos de alegria do outro lado do telemóvel. E assim foi há 1 mês atrás...02/02/2012. Um dia muito feliz.
Uma recordação para a vida.

Desde aí, o Rafael tem sido um sonho de bebé. Tranquilo, colaborante...praticamente refila apenas para mamar. E aí não há quem o páre.  Às vezes gosta de adormecer apenas sozinho, outras precisa de um "embalo". 
Tenho conseguido gerir a rotina familiar lindamente em parte por ser um bebé tão calmo. Que bom seria continuar assim...
Um mês depois, os manos já interagem um com o outro, de forma muito diferente daquela que interagimos entre nós.

Adenda: Em condições normais o Rafael teria escolhido a sua data, mas a equipe médica achou por bem, (e tendo em conta que o parto do JP acabou numa cesariana) que não se ultrapassassem as 39 semanas para diminuir diversos riscos, entre eles o de rebentamento do útero por já estar fragilizado. De surpresas eu já tive uma boa dose, por isso não me importei. Estou feliz de tudo ter corrido bem.


7 comentários:

Paulinha disse...

Comovi-me!!! Parabéns pelo mês, pela alegria e pela paz com que tudo correu. Beijocas a todos vós!

Maria disse...

Tudo correu bem, e tudo vai correr
bem pela vida fora!
Parabéns ao bebé pelo primeiro mês cá fora e parabéns a toda a família, claro um beijinho muito especial ao J.P.

Bom fim de semana.
BJS. :)

Anónimo disse...

E como era de prever, correu tudo bem! Estou muito contente por te ver tão feliz!!! Beijinhos a todos!

Joana (Porto)

ClaudiaMG disse...

Já 1 mês minha amiga??? Parece que foi ontem....como o tempo passa.
Daqui nada já anda por aí a dar cabo da vossa cabeça.
Agora é aproveitarem ao máximo este tempo de bonança, que pela minha experiência não vai durar para sempre.

Beijos grandes

Mina disse...

Como tempo passa depressa, não tarda nada estamos a cantar os parabéns ao Rafael.

E como tudo se consegue encaixar com amor...
Bjinhos e muitas felicidades para o quarteto

Loool estás feita com tanto homem:-)

Anónimo disse...

Parabéns a todos!!!!
Saúde para o Rafael e JP. Força para a mãe dar conta do recado!!
Beijos, Sandra

Helena Barreta disse...

Parabéns.

Fico muito contente que o JP e o Rafael já tenham laços tão fortes. Que tudo continue a correr bem.

Beijinhos