domingo, março 22, 2015

A sensação de falhar em tudo


É quando ainda não sabemos bem as notas mas temos medo do que vem aí.
É saber que já temos a cadeira há 3 meses mas ainda não programámos o mini-computador para as suas falas do dia-a-dia (para ele poder falar na rua)
É saber que vai ter exames nacionais em pouco tempo e não ter uma estratégia para estudar com ele.
É perceber que demoramos mais tempo do que devemos a ler os livros (porque ele precisa de quem segure no livro).
É entender um dia que há valores nele que têm de ser muito trabalhados...quando pensei que o exemplo e as nossas lições chegavam.
É também perceber que no fim de contas tenho um menino com demasiado mimo, pouco preparado para a vida e achar que obviamente tenho culpa


A vida não é fácil. Ser mãe é muito duro. Ser mãe de uma criança as necessidades do JP é extenuante...exige tanto de nós, para podermos ser os pais que desejamos e que eles merecem.

A pressão que coloco em cima de mim, é grande. Fico triste, desanimada. Infeliz.

Na verdade deve ser coisa de mãe. Não vejo pai algum a sofrer por isso. 





2 comentários:

Maria Osório disse...

Como eu te compreendo...apesar dos nossos filhos terem problemáticas diferentes, sinto o mesmo.

Por vezes é uma sensação de vazio, que fazemos tudo o que podemos e que está ao nosso alcance, mas parece sempre que falta o "algo mais"...

Força minha querida!

Mocas disse...

à medida que eles crescem vai-se tornando mais difícil sim e há dias menos bons em que não sabemos o que fazer. acredito que no teu caso seja ainda mais desafiante e nós mães somos muito exigentes connosco próprias. às vezes em demasia. bj grande!