quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Ter um filho é divino !

Ouvi falar de um filme de um casal que não podia ter filhos e por isso, contrataram uma "barriga de aluguer". Eles diziam que queriam muito ter um filho e que isso era muito importante para eles. A "Mãe de aluguer" já tinha três filhos seus e apenas aceitara o "trabalho" por precisar de dinheiro. Às tantas, num exame mais minucioso, o médico constata que a criança é portadora de uma determinada síndrome, embora aparentemente não apresente nenhuma mal formação dela decorrente.
Imediatamente o casal declina da criança (????) dizem que não querem pois estavam à espera de uma criança perfeita e que por isso não ficariam com ela.
A "mãe de aluguer" já tinha sua família e até por uma questão ética não havia desenvolvido nenhum vínculo afetivo com aquela gravidez.
A criança nasce e é examinada (virada do avesso) e nada de anormal nem mesmo uma mínima alteração é encontrada. O médico, perguntando à "Mãe-barriga de aluguer" se queria avisar aos pais que seu filho nascera normal, ela respondeu que não pois se quem quer um filho para amar, quer um filho e ponto. Não interessa se ele é assim ou assado. É seu filho e o amará incondicionalmente. Em outras palavras quando se quer um filho, quer-se um filho e não um filho "perfeito" ou loiro ou inteligente ou isso ou aquilo. O médico achou que ela tomou a decisão acertada e completou: digamos que os pais, sabendo que a criança não apresenta alterações, queiram ficar com ela, e por exemplo aos três anos de idade ( Deus o livre) , a criança sofre um acidente e torna-se especial, o que eles farão ? O amor transcende o quem, ou seja, nós amamos o nosso filho seja ele quem, ou como, ou o que for. É nosso filho...E isso é divino...

Apeteceu-me partilhar esta história que ouvi. Na verdade, eu também não estava preparada para ter um filho que não fosse 100 % perfeito. Mas hoje sei que estava muito errada. A vida é muito mais rica com a diferença. Aprendi, da maneira mais radical...mas aprendi !

11 comentários:

Quicas disse...

Dizes que não estavas preparada para um filho que não fosse 100% perfeito. Ninguém está...mas à sua maneira, e para vocês, o JP é 100% perfeito, lindo, maravilhoso, feliz.
E é isso que importa!

beijocas

Grilinha disse...

Pois, isso Quicas, tens toda a razão...não consigo ver o meu menino "imperfeito"...para mim, ele é DIVINO ! Uma beijoca de volta.

ternura disse...

Para ti e para nós...o JP é um menino 5 estrelas...um menino muito meigo e querido :)

Beijinhos ternurentos

YAMI disse...

Linda - tu és linda!!!

Para nós os nossos filhos são tudo e mais nada se discute!

beijos linda
yami

Anónimo disse...

Que história.....mas a mais pura realidade ....com filhos "não perfeitos a 100%", aprendemos a dar mais valor às pequenas coisas que nem reparamos nos filhos ditos"100% perfeitos", vemos a sua evolução como uma grande conquista, enquanto nos outros às vezes nem reparamas que evoluiram tanto.....

Jokitas

Carla

Sorrisos da minha Alma disse...

Eu até diria que é um amor maior...
é uma amor talvez mais rico!

Um beijinho grande em ti grande mãe...

Cláudia Rocha disse...

Olá amiguinha

Ninguém na vida está preparada para as partidas q ela nos prega, mas a vida é assim, um desafio, uma luta constante, mas se tb não fosse assim não seriamos como somos.

Eu sei que agora dou mt mais valor às pequenas coisas e tudo o q o Guilherme faz é uma vitória......


Um beijinho grd

Cláudia, Madalena e Guilherme

Balança KO!| disse...

Lindo!!!
Lindo!!!
Obrigada por partilhares esta história connosco amiga!!

Miguel-100%fã disse...

amiga ...o amor nao tem limites,o nosso coraçao é um poço de força!!!
E bom amar,e bom sentir este sentimmento tao forte dentro de nós e bom demais ser mae...sentimos «coisas» entendemos «coisas» lutamos por «coisas»....SOMOS MAES E AMAMOS O NOSSOS FILHOS SEM EXPLICAÇOES SEM RECEIOS....SEJAM COMO FOREM ,SAO NOSSOS ...

BEIJOKAS

Dinha disse...

Lindo, amiga. Exatamente isto! Não fomos preparadas, mas nosso amor se encarregou de nos aprontar! Quando o médico falou pela primeira vez em lesões cerebrais, respondi à ele: Quer meu filho vivo, não me importam as sequelas. É meu filho, é o que basta. E é lindo e é perfeito em sua missão de ser simplesmente isso: filho. Um grande beijo!

Anónimo disse...

oi..

Sabes dizer me o nome do filme k falas?

Brigada

ass:tadie