quinta-feira, julho 26, 2012

Mais registos

Dia 24 de Julho foi um dia em cheio. Descoberta do primeiro dente do meu Rafael. A sua segunda ida à praia e primeira vez que ele aguentou sentado imenso tempo. Ainda lhe falta 1 semana para os 6 meses mas já faz tudo o que seria suposto fazer e mais ainda. Já se põe de gatas,  passa objectos de uma mão para a outra, diz "Bá-bá-bá "...  enfim, parece que quer sossegar o meu coraçãozinho sempre, mesmo antes de pensar em me preocupar. Sem dúvida que sei valorizar !
É uma alegria. Felicidade plena.
O JP observa tudo e sorri sempre. Por vezes tenta imitar sem sucesso. Nada diz. Mas nessas alturas o meu coração bate a mil e encolhe-se do tamanho de uma ervilha. Meus Deus...que pensa ele das suas limitações ? Pensa como eu na enorme injustiça ?
Não era assim que eu queria pensar.
Quero libertar-me e pensar de outra maneira (até para a transmitir ao JP) mas não tem sido fácil educar o pensamento.

Voltando aos pensamentos bons. O Rafael lá foi conhecer a sua futura escolinha, (que faremos todos os esforços para que seja a mesma do mano) e fez amizades por lá. Só falta saber quando poderei ter condições para o poder deixar.
Está mais exigente agora que antes. Leite só da maminha. Biberão, nem vê-lo ! Sopa come lindamente e gosta de fruta e papa. Um comilão nato. Tal como o irmão, ficamos a pensar o que faz ele à comida, pois é comprido mas uma elegância.



O JP foi esta semana pela primeira vez para uma colónia de férias. Vêm buscá-lo às 7.30 h e chega pelas 19.30 h ou mais. Praia, piscina, parques infantis, almoços...todo o dia no laréu. Acompanhante só para brincar com ele. Já fez as suas habituais seduções... 
Tem gostado imenso. É um projecto gratuito da C.M. Seixal, com muitos voluntários à mistura e bastante jeito nos tem dado pois não consigo ir com os dois à praia. 

O JP safa-se. Sem falar, diz o que quer, o que precisa, o que gosta e não gosta e quando precisa de ir à casa de banho. Fico contente de ter tido coragem de arriscar e o deixar ir.
Ontem chegou a casa e contou que se tinha divertido muito. Brincou com a Joana e outros amigos e foram à água depois. Ainda contou que viu a namorada na praia.

Esta semi-independência dá-me confiança. A ele acredito que lhe dê uma qualquer sensação de autonomia. 


6 comentários:

Helena Barreta disse...

Que alegria, que notícias tão boas.

Bem, o Rafael é cá um despachado, sim senhora. Fico contente que o JP tenha a experiência tão boa das colónias de férias.

Um beijinho com ternura

Mina disse...

Uma segunda experiência da maternidade, dá nos logo outra sabedoria e tranquilidade muito desenvolvido o Rafael.

E o J.P. a ganhar autonomia e viver a vida em pleno, só podes estar de coração compensado.

Mas claro que compreendo a tua angustia não podemos moldar o pensamento por mais que queiramos quando temos um menino especial é essa dificuldade acrescida do sentimento da injustiça.
Haverá dias em que esse sentimento injusto será menos valorizado, e olha que essas conquistas, bem merecem uma fuga para o pensamento positivo racional nunca poderemos fugir às limitações, mas somos capazes de viver com elas e atenua las.

Ontem tomamos café com amiga do Bruno que se tornou também minha amiga, é tetraplégica, só as capacidades cerebrais e intelectuais não sofreram danos do acidente que a tolheu aos 17 anos de idade, e também pensei que injustiça quando a vida estava a começar. e pensei muito, como a vida poderia ter sido diferente...
Mas vive feliz com os seus momentos , como todos nós.

Beijinhos

Anónimo disse...

Tenho lido muito o blog, mas como ando muito preguiçosa, não escrevo. Desculpa.
Fico contente por saber as boas notícias do R e muito, muito contente, por saber que o JP gosta tanto da colónia de férias.
Estou a contar os dias para vos ver... :) Estou morta por vos ver a todos! Até Sábado, se Deus quiser... :)

Beijinhos
Joana ( Porto)

Anónimo disse...

por coincidência fui ao seu blogue após reler uma entrevista a uma mãe (língua francesa) de Christopher Nolan que publicou " Sous l´oeil de l´horloge" tradução da lígua inglesa, pois Cristopher é inglês, sugiro e acnselho a pesquisa e a leitura do livro

Professora Lu disse...

Perdoe-me a ausência... mas tenho sempre vocês no meu coração... agora voltarei mais vezes para vivenciar junto de vcs o crescimento desses dois lindos pequenos. Beijos grandes...

Flor Guerreira disse...

Saudades de ver coisas doces escritas por aqui!