sábado, abril 29, 2006

Rotina

Embora que estejamos num fim de semana maravilhosamente comprido, o JP lá cumpriu as sua rotinazinhas habituais de Sábado. Piscina logo pela manhã...Como de costume foi o delírio e até eu estou viciada nesta terapia...e depois acupuntura. Expliquei-lhe pelo caminho que (como ele sabe) o Dr. não faz doer, que o Laser está a fazer-lhe muito bem e que não ia querer fitas como das outras vezes.
Espectáculo...Resultou !!!! Bem, exagerando um bocado...dos 10 minutos, chorou apenas nos últimos 3 ou 4...Percebeu o que lhe disse. Quase funcionou! Realmente os putos entendem muito mais do que pensamos!!!
Ele fica bem cansadinho da natação e dorme toda a tarde...Dá-me tempo de arrumar a tralha do quarto dele. Tem brinquedos de todo o género; fiz uma recolha pela familia e amigos, paineis e mesas de actividades, baloiço, livros de gravuras, carros...todo o tipo de estímulos que se possa imaginar e mais alguns.
Resultado: Entrar no quarto dele é uma aventura . Tropeça-se sempre em qualquer coisa que começa a tocar ou a buzinar !!! Vou ver se dou um jeito na confusão instalada...
Depois disso vai ser " cocha" até terça feira, ah, se vai !!!

4 comentários:

Filipa disse...

Queria dizer que gosto imenso da maneira como (d)escreves o vosso dia a dia...
Pena estares longe...porque gostava muito de me cruzar contigo e com o JP...
Um óptimo fim de semana comprido...

rutebruno disse...

linda forma de enriquecer os vossos dias!!!
parabéns mãe coragem!
bjs

Carla & Repolha disse...

hehehehe
Realmente achamos nós que os gaijinhos não percebem e coiso e tal. Também comecei cedo a fazer "discursos". Pensei, "ok... não percebe; mas eu não sei o dia em que passará a perceber por isso eu vou explicando e falando até esse dia chegar...". E de repente, plim!!! Percebeu!!! E nós :-O LOL!
Beijocas e boas arrumações :)

Florinda disse...

Olá Sra. Nádia!
Tomei conhecimento do Pedrinho essa semana, e como ás sextas-feiras faço uma rubrica em meu blog sobre cenas e casos muito sérios e aproveitei e coloquei o vosso caso, como não posso ajudar financeiramente fiz o que tinha ao meu alcance, eu sou deficiente motora não posso andar nem me sentar, tenho 32 anos e somente no ano passado a que consegui realizar o meu sonho que era de ter uma carrinha, porque se não, não ia conseguir sair de casa, por isso nunca desista de seus sonhos, porque ele pode acabar por se realizar.
Beijinhos da Florinda e com o desejo de muita força para vocês.