quinta-feira, setembro 21, 2006

Tempo

Tempo...bom tempo, mau tempo....pouco tempo, muito tempo...mas sempre tempo !
Hoje faz lembrar o dia em que nasceu o JP....Um dos poucos dias em que choveu em Dezembro de 2004. O mau tempo para mim também é bom tempo. Gosto do aconchego do lar e não me deprime nada. Brincar, beber leite com chocolate quente, fazer torradas, ver filmes, ver livros com o JP. Adoro.
Importante é haver algum tempo para estar com ele. Chuva ou sol não importa...E a minha recente "libertação" das actividades matinais faz com que esteja menos vezes com ele. Há muito trabalho, pouco tempo para tempos livres. O tempo passa depressa demais. Que é feito daquele altura em que quando eu era pequena, as férias pareciam não ter fim...o tempo parecia durar mais? Será que também parece ao JP que o tempo demora a passar? Espero que sim. A sensação é melhor. Pelo menos ficamos com a sensação que o aproveitámos ...

20 comentários:

Anita disse...

Que bom minha querida, que tens alguem tão precioso a acmopanhar o teu menino. Na verdade não há muita gente com essa sorte, eu tenho tambem a sorte de ter alguem precioso ao meu lado a minha sogra que me apoia em tudo, mas ir ás terapias sozinha com a Caty, ela não vai, ela ate tem carta, mas tem medo de conduzir, principalemnte em Lisboa, e andar de transportes publicos com a minha menina não é facil, ainda assim da-me uma ajuda preciosa.

Agora em relação a este post, como te entendo, falta de tempo, para mim, para descansar, para cuidar da casa, ás vezes ate para namorar, mas não tem faltadao para a Caty, mas tenho confiança que brevemente as coisas vão melhorar.
Beijinhos
Anita

Maria disse...

O tempo, grilinha, aquela dimensão que não existe quando se ama...

Um sorriso e um abraço para ti e para o JP, aproveitem bem esses infinitos juntos (quando estamos com quem é importante tudo é infinito).*

Miguel disse...

Grilinha,

Nunca coisa, tens a razão, o tempo quando é passado com os nossos "pequeninos" passa muito depressa!

Mas o importante é passa-lo!
E é tão bom!

Bjks da matilde

keridalindinha disse...

Adoro este tempo, a fazer tudo o que disseste mas dispenso o leite com chocolate quente.
Realmente quando somos mais novos parece que o tempo nunca mais passa...
Bom fim de semana.
beijocas.

Mãe Frenética disse...

Tb gosto de chuva e dessa sensação boa de a ver de dentro de casa, aconchegada!
Tb gosto de te ver mais animada e confiante, mesmo que com menos tempo! :))

carla m. disse...

Detesto a chuva, detesto mesmo!
Detesto andar de chapeu de chuva, deixo o em tudo que e sitio... E este tempo deprime-me.
Jokas

Pensamentos Felizes disse...

sabes que eu tinha a mesma sensação em criança?? que o tempo demorava a passar. Agora as horas parecem os minutos de antigamente...
O que eu gostava em pequena quando chovia era estar "no meu mundo" como eu chamava ao meu quarto e passava lá horas a ler e a brincar com amigos e Às vezes até sozinha e imaginava tantas coisas tantas tantas... era tão bom :) às vezes quando chove vem-me à cabeça essa lembrança :)
beijinho
Cris

docinho disse...

O tempo em que as férias pareciam não ter fim... em que depois dos trabalhos só havia brincadeira... o tempo em que ver televisão até tarde era o máximo... tempo... p tempo voa... será que não corremos demais?
E para onde?
valerá a pena perder o melhor que o tempo tem? viver...

Beijos a pensar no tempo

Mikas disse...

Às vezes o pouco tempo torna-se em muito quando é bem aproveitado.

Beijinhos :)

ana disse...

O tempo corre... e corre ainda mais quando estamos juntos daqueles que mais amamos. O tempo nunca chega quando amamos...vejo que é o seu caso depois de ler o seu blog! Não se preocupe quando ele passa depressa! Amanhã virá novo tempo, que depressa passará, para que no dia seguinte, seja mais uma vez rápido, pois todo o tempo sabe sempre a pouco, quando é passado a amar!
um bj
Ana

Ck in UK disse...

O que e engracado e como o tempo nao e linear e e completamente psicologico tambem, nao achas? as vezes passa tao rapido, outras vezes parece que ta a andar pra tras....

De Mim disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
cosmictarot disse...

Olá Linda!!

Eu também tinha a mesma sensação. Era um tempo infinito o que tinhamos de férias...

Nem sempre sabemos aproveitar o tempo da melhor maneira, sempre com a ansia de que o amanhã seja melhor e a pensar no amanhã...
Mas tem de ser mesmo assim não é?

Beijos Grandes e ti e ao JP.

Cláu disse...

As vezes tb só queria um pouco mais de tempo, ou parar um pouco o tempo.
Beijão

DIV de divertida disse...

Tempo para eles só existe quando estão com as mamãs! o resto é ausência de tempo... (pelo menos nestas idades, por isso buga gozar o prato!)

Silvia disse...

Eu adoro este tempo, especialmente qd chove e eu estou enroladinha numa manta, a olhar para a Tv...este ano será diferente pois estarei a olhar para a piquena. E como se está a safar o papá??? Jokitas

belinha disse...

Através do site D-Eficiente, cheguei aqui. Percebo bem o que sente em todos os posts. Tenho uma menina com paralesia cerebral que foi ajudando a crecer com omelhor que tinha de mim própria. Sei que é muito feliz dentro das limitações que tem. Estou a dizer tudo isto para que não desanime nunca e continue sempre a lutar. deixo aqui o blog criado pela minha filha, para que possa consultar, pois eles afinal são diferentes mas iguais...
http://noKas-noKas.blogspot.com
Espero que de algum modo a possa ajudar
Um abraço
Anabela Anacleto

Sandra J. disse...

Também eu acho que o tempo em criança demorava tanto a passar e dava para fazer tudo enquanto agora não se consegue ter tempo suficiente para eles.
Bjs

dixubo disse...

Acredita, como tudo se passava mais "devagar" quando era pequena! Era tudo mais calmo, mais saboreado, com uma cor e um brilho diferentes!!! E como era bom!
Tenho a certeza que o JP também o sente, acho que é comum a todas as crianças, aquele mundo tão especial só delas, em que o tempo não existe! (também querooooooooooo!!!).

jokinhas ****

dixubo disse...

Acredita, como tudo se passava mais "devagar" quando era pequena! Era tudo mais calmo, mais saboreado, com uma cor e um brilho diferentes!!! E como era bom!
Tenho a certeza que o JP também o sente, acho que é comum a todas as crianças, aquele mundo tão especial só delas, em que o tempo não existe! (também querooooooooooo!!!).

jokinhas ****