terça-feira, abril 17, 2007

O quadro da nossa vida

Às vezes ao passear com o meu piolhinho, e ele feliz e contente , mas quietinho no carrinho (que remédio...) oiço comentários do tipo: "oh, tão sossegadinho, oh...porta-se tão bem...", ou ainda: "está cansadinho, com sono, talvez?"...às vezes digo que sim e "desando" sem vontade de me explicar...outras vez só digo:"pois, não tem outro remédio, está sossegado porque não anda, pois se andasse de certeza que estava aí a tentar partir qualquer coisa"...
Quando me perguntam porque não anda ele , tento resumir ao máximo e digo que com o tempo tudo se resolverá. Algumas pessoas devem sentir "pena" (grrrrrr....detesto....mas que fazer ?) e desatam a "abrir-se comigo" e contam todas as suas desgraças e mais alguma. Uma que o marido enlouqueceu e deixou-a com 2 filhas pequeninas com apenas o seu rendimento de 600 Euros, a criá-las sozinhas...outras porque o nunca foram felizes...outras porque os seus filhos tem problemas de aprendizagem e/ou usam drogas, são epilépticos, ou os maridos são mulherengos....

Quem não tem problemas ? Felizmente há quem não tenha , mas ainda bem que os há, pois dá-nos a esperança de um dia alcançarmos a mesma situação. Mas também depende da forma como encaramos os assuntos. Os problemas são proporcionais à importância que lhes damos...
A tudo nos habituamos e com algum espírito positivo, os problemas transformam-se em pequenas contrariedades e fazem naturalmente parte da nossa vida...dando no quadro da nossa vida algumas pinceladas negras de incerteza e medos...mas poderá valorizar o quadro da nossa vida...claro que sim. Tenhamos alegria de aproveitar e deliciar-nos com as coisas mais boas...e as menos boas, terão menos importância.

9 comentários:

paidopedro disse...

como deves imaginar, conhecemos muito bem essas situações. as estratégias que utilizavamos eram as mesmas. agora, isso já não nos acontece, a diferença do pedro é evidente.
pessoas sem problemas? conheces alguma?

beijos e abraços para a família

Mãe Frenética disse...

sabes, só "desvaloriza" ou "diminuiu o valor" dos problemas quem os tem de facto... nao tem outro remedio para sobreviver.

Beijos

GuerreiradaLuz disse...

É verdade... todos têm os seus problemas e no fundo acho que têm receio de falar deles... de os outros sentirem pena. Então as pessoas calam esses sentimentos... e provavelmente quando te vêem tão positiva e tão natural sentem certamente uma identificação.
Os problemas vão e vêm como as marés... porque assim que nos adaptamos a eles, encontramos a forma de os solucionar, eles deixam de ser problemas e passam a ser características da nossa vida... e a maré volta a acalmar....

sil disse...

Eu adopto sempre a lógica do copo meio cheio... Tudo o que me acontece de mal, (e felizmente não tem sido nada de muito grave), tento pensar que há tanta gente pior que eu...

Infelizmente, as pessoas com menos problemas adoptam a lógica do copo meio vazio...

Adoro vir cuscar o teu blog, continua assim forte e ótimista...

Tudo de bom!!

Bekas C. disse...

Pessoas sem problemas??? Não conheço...
;)

DIV de divertida disse...

Cad um com a sua cruz.
e mais
Cada um sabe de si e só Deus sabe de todos.
(tou mto dada a frases feitas, nao é? lol)
tb sp achei que tens ar de terapeuta... daí o desabafo de todos.
pensa que naquele momento estás a fazer bem a algyem.

beijos

Dinha disse...

Como me disseram uma vez, os problemas do meu filho são "visíveis", enquanto muitos outros têm filhos com problemas muito maiores que são "invisíveis". Agora, te digo, amiga minha, a maior de todas as diferenças é que são muito poucas as pessoas que tem olhos e coração para olhar o que realmente importa: a relação mãe e filho, o amor, a dedicação e as pequenas e ao mesmo tempo grandiosas vitórias que temos no dia-a-dia. Como costumo dizer, "perdem eles". (Acreditas que a irmã de meu marido nunca pegou o Caio no colo ou lhe fez um afago? Tem "medo" dele. Costumo falar a meu filho. "Deixe tua tua, perde ela de não te ter mais por perto".).
Grande beijo!

Dinha disse...

Ops... quis dizer "Deixe tua TIA."
Bjnhos!

Marta disse...

"Os problemas são proporcionais à importância que lhes damos..."
Sem duvidas, és uma mulher com muito valor! >Adorei a frase e concordo em absoluto com ela.