segunda-feira, setembro 10, 2012

Ser mãe de uma criança especial...

é receber uma mensagem no telemóvel, segunda feira logo pela manhã a recusar a entrada do menino no ATL. Não fui merecedora sequer de uma chamada.


Tinha sido aceite mas afinal não foi. 
Quem o conhece sabe que o trabalho não é muito. Desde que tenha o computador com ele, só o precisa de o levar à casa de banho (vai pouquíssimas vezes) , ligar o computador e algum cabo que se solte. Ele não corre, não grita, não bate nos outros.
As pessoas conheciam-no e tive esperança. Enganei-me.


Acho que só vai à escola, porque é pública e por enquanto não o podem recusar. 
É o mundo que temos. Tem dias que me apetece desistir de tudo.


9 comentários:

Flor Guerreira disse...

Desculpa o despropósito, mas quando li este post apeteceu-me chorar de raiva!!!!

*Quicas* disse...

Helena, tenho muita pena que o estado do ensino esteja assim. Mas mais do que um mau estado do sistema, é a falta de sensibilidade das pessoas...


Já há muito tempo que por aqui não comentava, mas não deixo de cá vir. Parabéns pelo pequenote, já agora.

Maria João disse...

Calma minha querida Helena,

É lamentável o mundo em que vivemos, é lamentável como em pleno 2012 a diferença ainda faz tanta "diferença" às pessoas, é lamentável que nem todas as crianças tenham os mesmos direitos.

É lamentável o que estamos a fazer às nossas crianças...É REVOLTANTE!!!

Dá vontade de enviar a informação para todas as televisões, talvez como uma reportagem junto do ATL, cheguem à conclusão "que afinal foi engano".

Beijos para vocês e força, muita força, da mesma que vos tem acompanhado durante estes quase 8 anos.

MJ

Mãe ao quadrado disse...

oh grilinha pá... fogo... cambada de estupidos, o nosso pais cada vez está pior pffff

jokas

SA disse...

Anormais!!!
Insiste e ameaça escrever para o MEducação! Eu agora alego descriminação sempre que posso! Porque é isso sempre que acontece de forma camuflada!
Bj
Sara

Ecomarazul disse...

Grilinha fiquei chocada e perplexa...
Há muito que isso se ouvia, "não temos pessoal especializado, para cuidar bem do seu menino, etc, etc"... Agora em pleno sec.XXI atualmente, isso ainda acontecer e sem darem sequer alguma justificação??? É muito horrível!

Concordo com muitos amigos, que esvreveram... faça os meios de comunicação social e outros saberem disso, vai ver que resulta!

Um beijinho de compreensão, mas muito triste com tamanha injustiça!

Anónimo disse...

Não querida, não desistas de nada! Acho até que devias fazer uma queixa por discriminação. O teu filho é uma criança como as outras, só tem algumas limitações, em que precisa de ser ajudado. É um miúdo inteligente, que me parece, ser muito sociável. Gosto muito dele!
Força!
Beijinhos para vocês!!
Joana (Porto)

Mina disse...

Fiquei com coração apertadinho, com tamanha estupidez. E que foi que alegaram!?
Não te deixes intimidar, e vai em frente desistir nunca, por mais que seja essa a vontade...
Beijinhos amiga e muita força

Grilinha disse...

Obg pelos comentários. Assim que tiver tempo venho cá responder.