quarta-feira, maio 28, 2014

Aprender com a sabedoria dos mais velhos

Nas tribos, as pessoas muito idosas eram muito valorizadas pela sua sabedoria. 
E eu acho que é mesmo de continuar a valorizar.

Na minha actividade profissional contacto com centenas de pessoas. De todas as idades e com todo o tipo de experiências.
E algumas das que conheço têm também filhos especiais. E da conversa trago sempre qualquer ensinamento.
Um dos melhores que trouxe, foi na semana passada. O nosso crescimento interior nunca pára e em fases diferentes da vida, vemos as coisas de outras perspectivas.

Uma mãe de 3 filhos. 
Dois deles bem sucedidos na vida (que lhe deixam a cabeça tranquila sobre o futuro do outro) e um terceiro com um síndrome que o fez dependente dos seus pais para toda a vida.

E a senhora confessou-me que se preocupava muito, quando era nova, com a deficiência do filho, com o futuro, etc. Mas atingida uma determinada idade ( perto dos 60), sente-se tranquila e com a sabedoria interior de dizer apenas que ter a companhia dele, ainda é uma benção. O seu "ninho" nunca ficou vazio.
Nunca antes pensou sentir o que sente agora.

Sabe-lhe bem, adaptou-se e nunca estão sós. Dito com sinceridade.

Senti paz ao ouvir isto.


1 comentário:

Mina disse...

Ficar relaxada , quanto ao futuro, permite viver o presente com tranquilidade...
E essa, eu infelizmente não sinto.

Mas sinto, que a minha casa vai estar sempre preenchida, com o meu especial, e que esta união, vai mesmo até que a morte nos separe.

Beijinhos