segunda-feira, janeiro 15, 2007

A adolescência e Babel

Noutro dia, em conversa de café com uma ex-colega de escola, que com o seu lindo 2º filho está também a passar tempos de incerteza, de medo e de coragem, falávamos do que desejávamos para os nossos filhos...
Algo que não gosto de pensar, nem de imaginar, pois tudo o que desejo é que o meu JP seja tão feliz e tão independente quanto possível. Mas tantos são os cenários que se desenham, que me perco na incerteza e nos receios.
Hoje, criança adorável, tem "amigos" e é muito popular lá na escolinha. As meninas mais velhinhas, vêm-no buscar, levam-no ao colo e dão-lhe muitos miminhos, que ele adora. Os meninos da idade dele, rodeiam-no quando está sentado e brincam com ele, sem perceberem se existe uma diferença...
E ao crescer ? Os adolescentes têm tanto para aprender e conseguem ser tão "crueis" !
Vi recentemente o filme "Babel" onde uma jovem surda vive a discriminação da sua deficiência de uma forma dramática...e pensei muito no meu filho. Quem me dera ensinar-lhe saber ser feliz sem se importar com pessoas fúteis, com atitudes burras. É dificil, pois eu própria, sem nada de óbvio que me pudesse incomodar, me senti, tal como aquela jovem Japonesa surda-muda, muitas vezes rejeitada e demasiado vulnerável. Oxalá possa ele ser mais seguro do que eu fui. Oxalá nunca conheça a solidão...o desamparo.
Mas falta felizmente tanto ainda para lá chegar !
E agora o nosso dia-a-dia é tão delicioso e tão cheio de novidades e descobertas. Pensaremos nisso mais tarde...

22 comentários:

Peste disse...

Força e coragem, mima o teu tesouro, e confia que tudo correrá bem.

Beijoca

Cláudia Rocha disse...

Olá amiga....não consegui resistir a deixar aqui mais uma mensagem de apoio e carinho para contigo e para o JP.

"Unidos...venceremos", e o JP vai vencer na vida, até pq tem uma mãe fantástica, empreendedora e mt corajosa.

Adorei rever-te e o nosso pequeno encontro deu-me mt força.
Beijinhos e espero rever-te em breve.

Cláudia, Madalena e Guilherme

GuerreiradaLuz disse...

Aproveita o dia! É esse o meu lema e sei que o teu também. Vamos viver isto um dia de cada vez porque a vida já nos provou que pode dar voltas e mais voltas.
E como não a conseguimos prever, vamos viver um dia de casa vez.
E aproveitar estes dias maravilhosos que temos com eles!!!
Um beijinhp

cloinca disse...

Pois é minha linda... como te entendo!
Passa-me isso muitas vezes pela cabeça... não quero que o meu filhote sofra injustiças... mas sei que estas são inevitáveis, e cá estarei para o ajudar a levantar em cada "trambolhão" que der na vida.
Tens um filhote tão, tão lindo minha Grilinha!! Ai que vontade que me dá de ir aí dar-lhe uns "esmifros" e umas beijocas bem rechounchudas!!
Apesar de estar a passar uma fase menos boa e andar mais ausente, sabes que podes contar sempre comigo, não sabes? Estou à distância de um telefonema, de uma mensagem... agora e no futuro, sempre que precisarem de colo e mimo estou aqui!
Beijinhos e mais beijinhos,
Cláudia

docinho disse...

Olhar para o teu filho faz-me acreditar que a felicidade tem maneiras muito diferentes de ser vivida...
Gosto de ti!

Beijos comovidos

Clau disse...

As crianças conseguem mesmo ser muito crueis. Oxalá ele tenha como amigos crianças bem formadas.
Agora é altura de saboreares o teu menino sem pensar no futuro, aproveita todos os momentos.
Beijinhos e uma boa semana

Sorrisos da minha Alma disse...

O amor que voces dão ao vosso filho é tão dedicado e delicioso, que não creio que ele irá sofrer alguma coisa com o mundo exterior.
Vai em frente nessa tua ideologia de vida!
beijocas grande e uma boa semana

Anónimo disse...

ler a tua historia, sentir a tua vontade, a tua luta, os teus receios, as vossas conquistas so me levam a um pensamento...o AMOR ultrapassa barreiras...e esse amor q te faz sentir receios...mas o futuro e uma incerteza, para ti para mim para todos nos....vive o dia a dia , aproveita o q ele te traz de bom...estas a fezer um excelente trabalho!!!

beijo muito grande, do tamanho do teu amor...

ps-excelente e pouco para avaliar o teu trabalho---arrebentas a escala parabens

vera disse...

oi

sei do que falas.
nos primeiros meses da marianita pensava muito no futuro dela e na crueldade das crianças.
a marianita não mexia o braço e eu ás vezes quando passava pela escola primária e via~-a as crianças a brincar perguntava a mim mesma se ela um dia ia ser assim.
agora vejo que ela faz tudo o que os outros da idade dela fazem mas ... esse tema atormentou-me durante muito tempo.

jocas
vera

AnaG. disse...

Vive o teu dia a dia, goza o teu filho e as suas conquistas.
Sei que é preocupante o futuro, (mas é-o para todos nós) mas não sofras por antecipação.
Ele, à sua maneira, vai ser feliz...porque tem quem lhe dê muito amor e quem se preocupe com o seu bem-estar.
Beijinho.

Rita disse...

Sabes o que te digo amiga? Que não vale a pena sofrermos por antecipação.
Vive o dia a dia e transmite ao teu menino toda a tua força, energia e alegria de viver. Isso vai fazer com que ele cresça confiante nele próprio e vai, desta forma, ser um adolescente e um adulto feliz!
Um beijo grande

lobitas disse...

Como eu te entendo amiguinha ... é muito duro quando nos pomos a pensar, ... pensar e vermos o que pode acontecer de menos bom com o futuro dos nossos bebés. Mas se Deus quiser vai tudo correr pelo melhor possivel ... temos que ter muita fé (se bem que por vezes ficamos mesmo muito tristes ... e doi muito ...).
Grilinhos tive que formatar novamente o meu ultimo post porque por uma razão muito estranha o texto estava escondido ... e... perdi o vosso precioso comentário, que tão bem me soube e nos aqueceu os corações, por isso humildemente queria pedir que nos comentassem,oh ... desculpem ...
beijinhos grandes e fofinhos da alcateia para vocês.

Anónimo disse...

Oi amiga, a gente sempre pensando no futuro, né... e parece que quanto mais eles crescem, evoluem e nos mostram a felicidade no rosto, a gente inventa de pensar no amanhã. não tem jeito. somos mesmo cada vez mais humanas, mas não se esqueça que até agora o Jp só te surpreendeu e não será diferente no futuro. com tanto amor, com tanto princípio, ele saberá superar todos os desafios. pode ter certeza disso. sofrimentos virão, mas quem consegue ser feliz sem os Tê-los..
beijocas e muita paz no seu coração
Ceila Santos, do Desabafo de Mãe

Sandra J. disse...

Olá, amiga!
Bom ano!
É isso mesmo, viver um dia de cada vez e aproveitar ao máximo cada coisa nova, cada conquista, cada barreira ultrapassada e ir guardando as pedras do caminho para fazer um castelo!!!!
Bjs

mother_24 disse...

Tu e toda a gente tem consciencia de que o JP mais tarde ou mais cedo irá ter de enfrentar problemas de discriminação... é o mal da nossa sociedade e será sempre... mas tu tb sabes que ele só vai conseguir ultrapassar tudo isso, se tiver uma estrutura emocional forte e que não se quebre com bocas foleiras... pois... então eu sei que tu vais conseguir construir essa extrutura emociaonal ao nosso JP. E podes crer que nada nem ninguém o vai conseguir sentir-se menos bom que os outros, pois tu és uma mãe excelente, e o nosso JP um lindão :)

beijocas grilinha de estimação, vive o dia á dia, nada de fazer previsões de futuro, esse deus o dirá :)

GE disse...

Acho que não te deves preocupar já com essa discriminação. Além disso o teu filhote parece ter uma grande personalidade, ou seja não se vai afectar com essas maldades que por vezes os adolescente fazem

Bjinhos

NÉA e ARTHUR disse...

Minha lindinha sei muito bem o que vc senti ,mas o futuro a Deus pertence e a nós cabe-nos vivermos o presente intensamente com muito amor.

Beijossssss

paidopedro disse...

como te entendo! vou linkar este post, pois diz muito sobre o assunto. beijinhos

Maria disse...

Babel acaba num abraço de humanidade. Também vi, gostei muito. É preciso acreditar (já divulguei o teu pedido, espero que tudo corra bem).

Anónimo disse...

Acredito que o amor de mãe tudo transforma, tudo completa.

Um beijinho ternurento ao JP.

Gabriela disse...

Estava pensando como é importante a troca de experiências até para aquietar anseios. Achei então que você gostaria de conhecer este blog coletivo de mãe de filhos com PC: http://cidadao-pc.blogspot.com/

Um abraço
Gabriela

Cláudia disse...

Sou mãe de uma criança com PC diplegica, e por vezes em meio a todo esse emaranhado de emoções que tão bem vc conhece, também temo pelo futuro dela...e oscilo momentos de alegria com suas vitórias e tristeza com suas limitações...Queria dizer-lhe que compartilho de sua angustia,pois vivo situaçao semelhante,e seu imenso amor por seu filho desta maneira demonstrado me sensibiliza e me dá forças, apesar da distância que a "internet" superou pois falo de outro continente.
Força sempre!
Cláudia