terça-feira, março 12, 2013

Como surgiu este convite


Numa daquelas manhãs que temos de 6 em 6 meses- as manhãs que o JP vai ao Hospital Garcia da Orta levar a toxina botulínica, a sua fisiatra ficou muito espantada com a "fantasia" que o JP fazia e com a maneira como eu o entendia e comunicávamos sem uma única palavra proferida por ele.
O JP andava na fase que levava a boneca "filha" para todo o lado. 
Depois de levar as picas, dizia-me que a boneca estava doente. 
A "filha" tinha muitas dores e que precisávamos de passar numa farmácia na ida para casa. Pediu-me para prometer que parava mesmo numa. E eu lá prometi...(coisas de mãe)

A Fisiatra olhava intrigada com curiosidade e fez várias perguntas. Como o entendia, como funcionava o caderno, etc. Como comunicava na escola, com os colegas, em casa, com o computador, etc.

No computador também tem o mesmo caderno no feito no GRID para facilitar a memorização, mas tem muito mais coisas, facilitadoras com frases mais completas, com a vantagem do computador "falar" por ele ao seleccionar um símbolo ou tecla.
Nesta fase, ele já não gosta de coisas estabelecidas. Prefere escrever, com ou sem predictor. 
Na verdade, ele gosta mesmo é de mandar mails e por isso, quando conhece alguém, pede-lhe logo o tal do endereço electrónico.
E os assuntos que gosta de saber e falar, são aqueles que todos os meninos gostam também de saber- se a pessoa é casada, tem filhos, onde mora, idade, se gosta de usar o computador. 
Depois também fala dele. Que tem um mano (é um enorme orgulho para ele) e que gosta de fazer contas.
Entre as pessoas da família gosta de espalhar as novidades (que a prima já pintou novamente o cabelo da cor natural, etc)

São muitas as pessoas que se apaixonam por ele. E ele também continua a apaixonar-se pelas pessoas.

É mesmo especial. Muito.
Já em 2010 contámos a nossa experiência com o caderno na conferência "Comunicar 2010".

Fa-lo-emos novamente, agora no Hospital Garcia da Orta com todo o entusiasmo.


5 comentários:

Tita disse...

Um abraço forte cheio de carinho por ele.
Bjs grandes em ti.

Helena Barreta disse...

O JP é mesmo especial. Eu ia ficar muito honrada se recebesse um email dele.

Decerto que o vosso entusiasmo vai cativar e interessar todos quantos estejam na conferência.

Um beijiho

Grilinha disse...

Helena, temos de tratar disso. Um dia combinamos e vamos conhecermo-nos pessoalmente. Com todo o gosto !
Espero transmitir entusiasmo, porque se há coisa que me deixa feliz , é apesar das dificuldades , ir sabendo o que lhe vai pela cabeça.

Grilinha disse...

Helena, temos de tratar disso. Um dia combinamos e vamos conhecermo-nos pessoalmente. Com todo o gosto !
Espero transmitir entusiasmo, porque se há coisa que me deixa feliz , é apesar das dificuldades , ir sabendo o que lhe vai pela cabeça.

Grilinha disse...

Obrigado, Tita. Espero que sim. Comunicar é um dom. Ele (felizmente) sabe fazê-lo à maneira dele. Beijinhos para ti também.