sexta-feira, julho 10, 2009

E quem viu a reportagem o que achou ?

Viram o meu JP ?
Viram o meu "bebé"? Adoro este miúdo !!!
Por ele vou até à lua, mas há sempre quem ache que não fazemos o tudo o que conseguimos por ele. Que nos devíamos endividar, em vez de lutar pelo que temos direito. Porque trabalho há 12 anos, contribuindo e cumprindo todas as minhas obrigações legais. Eu e o meu marido.
7000 Euros (se os tivesse ou se fosse para endividar) poderei gastar em tratamentos que ninguém realmente paga. Mas os produtos de apoio técnico fazem parte do direitos do JP. Será que só eu tenho deveres, todos os meses ?
O estado também tem e não está a cumprir....de qualquer forma, talvez a reportagem tenha adiantado. Não está só em causa este produto, mas todos os outros que ele venha a precisar. Não está só em causa o JP, mas todos os meninos e meninas na sua situação, cujos pais conhecem esta realidade. Precisamos de estar desempregados e a viver de rendimentos mínimos para exigir o que nos é de direito ? Vale mais largar tudo, viver do subsidio de desemprego ?
Talvez.
O JP estava muito à vontade. Com pouca vontade de falar. Agora já conhecem o menino deste blogue. Detesto esta exposição pública e tudo o que vem atrás, mas neste caso tenho esperança que os fins justifiquem os meios...

14 comentários:

Patricia Martins disse...

A reportagem foi linda, e espero que dê resultado.
O meu irmão também teve uma parilisia cerebral quando nasceu, mas graças a Deus, não foi tão significativa, e ao longo dos anos, com terapias da fala, fisico-motoras, acompanhamento por psicologos, etc... conseguiu ultrapassar as barreiras mais dificeis, e hoje em dia, apesar de ter um ligeiro atraso em relação aos rapazes da idade dele (24 anos), consegue ter uma vida minimamente normal. Não tem um trabalho declarado, porque ninguém lhe dá trabalho se tiver que o declarar, conseguiu a carta de condução, mas não tem viatura própria o que não facilita em termos de encontrar outro emprego, mas pelo menos conseguimos que tivesse uma ocupação, que apesar de pouco remunerada, lhe dá alguma liberdade e o ajuda a enfrentar as dificuldades do dia-a-dia.
Compreendo as dificuldades por que estão a passar e concordo que neste país nada é fácil e nada corre como deveria, mas a esperança é a última a morrer e temos que lutar pelos nossos, até não poder mais.
Desejo-vos tudo de bom e espero que consigam a cadeira para o JP o quanto antes.
Um beijinho muito especial para ele.
Bjs

Cindy disse...

Neste caso vale muito a exposição... não vi a reportagem, o meu marido até me perguntou no dia seguinte se tinha visto, porque contei-lhe a tua batalha e ele foi mais um a assinar a petição... só quem tem filhos e que sabe o que se luta por eles e tu, mais que ninguém, sabes o que é ter um filho especial e lutar todos os dias por aquilo que é direito vosso.

Um abraço apertadinho e que logo logo esta situação seja resolvida!

Beijocas boas

Mãe Sisa disse...

Apesar de alguns comentários infelizes (ou de gente infeliz...) confio que a exposição não tenha sido em vão e que dê alguns frutos!
Estamos juntos nesta luta.
Abraço

Mel disse...

Com muita pena, não vi a reportagem, mas, desde já receba os meus parabéns por todo este processo.
Continue a lutar pelos direitos do JP, não nos podemos calar, pois é isso mesmo que pretendem, vencendo as pessoas pelo cansaço. Mas não desista, é um dever do Estado, é o minimo que pode fazer, já que tudo o resto fica por conta dos pais.
Ah grandes JP, papá e mamã!
Beijinhos e um abraço solidário.
maria anjos

Luz de Estrelas disse...

Eu vi. Até andava aos saltos na cozinha, quando os miúdos se punham à frente da teli. O JP é doce e tem uma cara muito linda e meiga. Tu tb és muito bonita. De resto, palavra de honra que concordo com cada linha que aqui escreveste. Não deixes que ninguém muito menos o estado insinue que és tu ou vcs que têm de arcar com tudo. O Estado já lava as mãos dos seus deveres em tudo, por causa do nosso laxismo. LUTA SEMPRE, como sei que farás. Beijos

Anónimo disse...

è realmente uma pena q tenha sido necessaria a exposição pública para q as coisas comecem a andar, infelizmente sei do k falo pq ja ando nesta area do social ha alguns anos.. e não é fácil, o nosso dia dia é um conjunto de batalhas umas ganhas outras nem por isso. Mas pelos nossos meninos nós fazemos tudo!!
e voçês estiveram mt bem, os 3...
Temos k ser nós a lutar para conseguir o melhor possivel p todos..

Bjos Inês

Maria Poeiras disse...

Também gostei muito da reportagem.
O Pedro estava lindo, e ele próprio mostrou que não tem vergonha em estar a ser filmado.
O que interessa é que consigam o que tanto o Pedro precisa,na minha opinião, concordo com o Mário Augusto que mostrou na Grande Reportagem, que não deve existir preconceito em mostrar os nossos filhos, não temos que os esconder.
Nem todas as pessoas concordam umas com as outras,o que vale é o que sentem, e o que acham que é melhor para o JP.
Um beijinho grande

Maria Poeiras disse...

Amiga,infelizmente nem todos os casos em que têm rendimento mínimo recebem o que tem direito.
Sei de muitos casos ditos pelas próprias terapeutas, em que mesmo assim é negado qualquer apoio.
É o País que temos.

Mais uma vez uma beijoca

teresa disse...

Olá grilinha!
Vi a reportagem, comentei e li os comentários... Pois parece que aqueles que não contribuem nada para a sociedae é que merecem tudo... Enfim, não vale a pena queimar neurónios com opiniões dessas...

O JP está grande e lindo! Os olhos doces continuam lá! Gostei de o ver outra vez!

Espero que a cadeira apareça logo, logo!

Beijos muito grandes!!!

Maria disse...

"G" é mais uma das lutas que vais ter que ultrapassar, o JP. tem os seus direitos mas por enquanto é pequenino para lutar faz-parte da nossa vida, lutar pelos nossos filhos e depois netos, não fizes-te nada de errado a não ser lutar como uma leoa e com as armas que tens á mão pelo JP que bem merece, força... pois ambas e todas as mães com meninos especiais, sabem que é assim .
Meu pai dizia e hoje dou-lhe a razão,.. (ESTE PAÍS É MUITO MAS MESMO MUITO MÁ MÃE, EM CONTRAPARTIDA É MUITO E MUITO BOA MADRASTA).....
Todos cá em casa vimos o JP e ficamos muito felizes por o ver.
Força a luta vai continuar, e os comentários, já todos sabemos que quem não passa pela vossa situação, acha que é muito fácil,nem vale a pena dar atenção....

:) Doce carinho

M.M.G.

Anónimo disse...

Amiga,

Gostei muito de ver a reportagem! Acho que o JP faz diferença como te disse ao telefone.

Beijinhos
Joana

Anónimo disse...

Espero que tudo se resolva. Eu acho que se vai resolver. Não se pode morrer na praia, não é justo.
beijinhos
Joana

Mrs_Noris disse...

Vi a reportagem na televisão e reconheci logo o JP. Notei-lhe um sorriso cúmplice para a mãe. Penso que não precisou de palavras para te transmitir o que estava a sentir. ;)
Tomara consiga a cadeira a que tem direito, o mais breve possível. Admiro e apoio a tua perseverança. Concordo que não se deva perdoar um tostão ao Estado, já basta aquilo que nos deduzem todos os meses no vencimento.
Abraço apertadinho no JP.
Beijinhos.

Xu disse...

Espero q a exposição ajude de alguma forma.
Uma Mãe faz qq coisa pelos filhos, nem q para isso tenha de fazer coisas q á partida não seriam do seu agrado.
Continuo a seguir a vida do JP por aki e a do Principezinho mais de perto pq o meu "sobrinho" tb merece as coisas q lhe sao constantemente negadas.
Desconhecia as dificuladades até á 4 anos atras mas com Jm aprendi da pior forma as batalhas q teem de travar diariamente em burocracias e nem so.
Boa sorte!