terça-feira, outubro 13, 2009

Instabilidade

Este ano ainda não consegui definir todas as rotinas. O nosso calendário semanal. Coisa que preciso para me tranquilizar.
Também ainda espero que marquem a operação. Mais uma coisa que não ajuda. O tempo ensinou-me a viver um dia de cada vez, mas temos de ter alguma rotina, alguma segurança e fazer alguns planos a curto prazo...quero fazer essa operação já e livrar o meu corpo destas células que me podem matar. O meu filho e marido precisam de mim e eu quero cuidar-me.
Ando com os nervos à for da pele. Acho que só por isto...
Não consigo ser aquela mãe. Muito menos "aquela" esposa. Nem aquela profissional.Desta vez...e se calhar com menos razão....mas as razões do nosso coração não são tão racionais.

7 comentários:

Cindy disse...

Um beijo grande de força!!!

Vânia e Mariana disse...

Vai correr tudo bem!!!!

beijinhos grandes e muita, muita força.

Mae Frenética disse...

tens o direito de ceder às tuas necessidades e tenho a certeza absoluta q vais ter todo o apoio q mereces. Beijos, Fren

Mãe (q.b.) disse...

Nem sempre é fácil encontrar o equilibrio após vários desafios que a vida te tem dado... não de marterizes mais, és como és, mas és grande :)

Toma lá uns alfacinhas minha grilinha de estimação que isso vai ao sitio :p

jocas aos dois grandes lutadores

Mel disse...

Não seja tão exigente consigo!
Por vezes também precisamos de "cair", de pedir colo, de rabujar, de sermos só meros humanos,para de novo encontrar a força e equilibrio para continuar. Por isso, nesta fase, mime-se faça-se mimar por quem a rodeia, delegue funções, concentre-se agora em si e em por-se novamente boa, OK?
Um grande abraço.
Maria Anjos.

Cristina disse...

Também precisas por vezes de quem cuide de ti. Imagino que deves andar nervosa. Mas há-de passar e ficar no registo dos pequenos sustos...

Bjos grandes

ClaudiaMG disse...

Como te compreendo quando falas que precisamos de rotinas para nos sentirmos mais seguras, apesar de por vezes as rotinas serem tão rotineiras que se tornam uma chatice, também sei que precisamos delas para nos concentrarem e nos guiarem no nosso caminho.
Quando conseguires programar tudo aquilo que agora te preocupa, como a operação (por exemplo) vais ver que vais conseguir o descanso mental e a paz de espírito que agora necessitas.

Beijinhos Especiais