terça-feira, maio 30, 2006

Há um destino? Há sempre uma razão para tudo?

Será a vida aleatória? Se não é, quem sabe as suas leis? Quem conhece o seu manual de instruções? Somos levados numa espiral de acontecimentos e encontramo-nos em situações que nunca poderiamos sonhar experimentar.
Uma das maiores aprendizagens da minha vida (e justamente por causa do JP) , foi aprender a abrir o meu coração. Ele foi a oportunidade de eu encontrar um caminho muito diferente daquele que seguia. Conheci paisagens muito diferentes das que julgava ir ver, mas aprendi a apreciá-las e a apreciar viver um dia de cada vez. As portas de uma série de novas, maravilhosas e gratificantes amizades naturalmente se abriram no meio do turbilhão de sentimentos, alegrias, angústias ...Hoje disfruto melhor da essência da vida. Não vejo problemas onde eles não existem...as minhas relações são mais intensas e mais fortes do que nunca e acredito que estou num belo processo de evolução. Obrigado filho por existires e por seres tão maravilhoso como eu acredito que és!

domingo, maio 28, 2006

Birrinhas e não só...

Hoje é uma segunda feira diferente das outras. Depois de uma notícia assim, ilumina-se sempre algo dentro de nós e ficamos felizes pelos outros, não é? Deve ser o que se chama o milagre da vida. Ficamos tristes quando alguém , mesmo que não conheçamos morre e para compensar ficamos felizes quando sabemos novidades destas. O fim de semana foi maravilhoso. Como todos os outros soube a pouco. Mas disfrutei muito dos meus homens e foi muito divertido. O meu pequenino foi andar a cavalo, nadou, passeou muito, brincou com mamã, brincou com o papá, brincou com a bola...viu muitos livros, porque é doido por livros. E fez pequeninas birras. Sim, porque definitivamente entrámos nessa fase...Upsss!!! Já não há dúvidas. Bem, lá vou ter que iniciar a fase "disciplina". Vou reler uns quantos artigos, mas sinto que sei o que fazer, pior é que chega a hora e o coração amolece....mas, não...tenho que ser um tanto ou quanto firme. Pronto, digamos que possuo o conhecimento teórico. Esperemos que não "chumbe" na prática, eh, eh....

sexta-feira, maio 26, 2006

Mundo Agri-Doce


O meu filho foi desejado. Já era especial ainda antes de ser concebido. Fruto de uma paixão grande e consolidada. Feito com muito amor. Quando tive a confirmação da gravidez, foram tempos muito felizes. Nunca pensei que algo pudesse correr mal com o meu filhote. Mas aconteceu. Ninguém nunca pensa que algo de menos bom lhe poderá acontecer, não é?
Hoje um colega contou-me que conheceu uma menina por internet e estava doido por ela. Mas nunca a tinha visto de corpo inteiro. Aos poucos ela foi levantado o véu e ele chocado descobriu que ela tem uma deficiência, nem sabe bem qual, aparentemente num braço. Foi um balde de água fria para ele. Já não sabe o que fazer. Está desiludido. Não a quer conhecer.
Que mundo é este ? Para que mundo trouxe o meu filho? Um mundo repleto de coisas boas, pessoas boas e muito lindas...mas depois também há estas !!! Não podemos todos nós ficarmos com um problema grave de um dia para o outro? Podemos ir na estrada, ter um acidente. E depois, já não interessamos para ninguém. Sinto-me como disse a Suzy: "envergonhada de ser normal" e revoltada com a estupidez e o preconceito.
Continuo a querer ensinar ao JP que o mundo é bom. As pessoas são boas. A vida é bela. Mas um dia ele vai descobrir por ele que há muita gente que não interessa...magoa-me...mas também todos nós já descobrimos isso um dia, qualquer que tenha sido a razão, ou não? Até ser criança, até ser inocente, não quero que ele suspeite sequer que há gente assim. Depois ao crescer, vai aprender, como todos nós. Oxalá não sofra muito.

quinta-feira, maio 25, 2006

Férias Precisam-se

Hoje tenho 2 Desejos:
  1. Que as férias fossem já amanhã...não por cansaço, nem stress...mas tenho necessidade de passar mais tempo com os meus amores. Não dois dias como num fim de semana, mas 15 ou 20 dias. Essa sim, seria uma TERAPIA. Quero tocar no meu filho, com todo o tempo do mundo...quero esquecer obrigações, horários...quero relaxar ao som do mar, dos passarinhos ou dos balbúcios do meu filhote. Adoro a minha deliciosa rotina, mas estou a precisar tirar férias dela !
  2. Que as pessoas de quem gosto estejam bem. Este desejo tenho todos os dias...mas hoje tenho-o com mais intensidade. Queria poder envolvê-los, protegê-los dos males e sinto-me impotente. É tão bom ter amigos. É tão frustrante não saber ajudá-los.

Não, hoje não é um dia não. É um dia normal, nem Não, nem Sim...mas se estivesse de férias, hummmm, estaria definitivamente melhor !!!! Era Sim, sim, sim !!!

Comprei um livro " Só o amor é real ". Disseram-me que devia ler e como sou muito curiosa, vou mesmo fazê-lo.

quarta-feira, maio 24, 2006

Resumo de Vida



O convite do blog dos pais eficientes para dar o meu testemunho deixa-me orgulhosa e até já o comecei a escrever. Pior é resumir. Não é fácil. A minha aventura já começou por volta de 25 de Agosto de 2004 ....e desde aí todos os dias foram marcantes para mim, para o pai e o JP. Todos os dias o amamos e brincamos com ele, como se brinca com qualquer criança, mas sempre com a ideia presente de escolher os melhores estímulos, desenvolvê-lo, pô-lo a mexer-se, exercitá-lo, cumprir os exercícios, comparecer às actividades. É um prazer...e todos os dias acontecem coisas e descobrimos algo muito importante. A minha amiga Anita comparou a menina dela a uma tela em branco, onde a mãe vai pintando. É o que faço. Tento colorir a minha. Gosto mais de telas coloridas...tento pintar a minha tela com emoção, ternura e pensamentos doces...mas e a tela, tem outro pintor... O JP. Entre os meus traços e os dele, o que sairá dali? Ele tem tantas frustrações. Como reagirá a elas no futuro? Conseguirá ser feliz, mesmo que não consiga fácilmente atingir os objectivos? Como assimilará as suas frustrações? Tenho receio que rabisque a tela com traços feios e negros....e que a minha obra de arte não seja o que ambiciono...Mas dou o meu melhor, cabe-lhe a ele aproveitar e acabar a tela de modo a que fique bonita . Tenho esperanças que o saiba fazer.

terça-feira, maio 23, 2006

18 meses Vs Bebé



O meu menino já não é bebé. No próximo dia 1 fará 18 meses. Já é reguila, resmungão, ameaça (e faz) birrinhas.... e faz um sorriso malandro, gozão !!! Oh, meu Deus, está tão giro o pestinha !!! É uma fase mesmo gira e cómica. E é bom sinal. Sinal de evolução, graças a Deus.
Mas também já tenho saudades daquele bebé pequenino, fofinho e gordinho. Cada fase é gira...e passa incrivelmente depressa. Ainda guarda o cheiro de bebé que emana cada manhã quando pego nele. Inspiro e traz-me uma onda de felicidade e paixão. Sou apaixonada pelos dois homens da minha vida. O grande é um maridão fabuloso que me atura há quase 15 anos, o pequenino é a luz da minha vida. O tempo não volta para trás; restam-me as fotos para recordá-lo em bebé. Ainda no tempo que a chucha era maior do que ele...tinha 1 mês...

segunda-feira, maio 22, 2006

Uma crise de ciúmes

Na sexta feira fui buscar o JP ao Infantário. Estava tranquilo e bem disposto. Ao ver-me chegar esboçou o habitual sorriso de orelha a orelha !!! Mas eis que uma bebézocas gatinhou até mim e pediu-me colinho e eu agarrei nela. O JP largou num berreiro. Estava inconsolável. Sem razão aparente...a não ser CIÚMES !!! Há quase 10 anos que não me lembro de me fazerem uma cena...Não gostei de o ver a chorar, claro, mas soube-me MUITO bem...
Seguímos para a quinta e ele adora ver os animais todos antes de montar na égua "Bailarina". As galinhas, os mémés, os porcos, os patos...as cabras. Adora aquilo.
Domingo , pequeno almoço à beira mar, almoço na vovó e assistimos a um teatrinho musical para bebés à tarde. Foi engraçado. Ele gosta muito de música !!! Brincámos muito. Pai, mãe e bebé!! Fim de semana perfeito (mais perfeito só se fosse de férias nas Maldivas)...

Hoje fui ao cantinho da Cloinca. Não guardo boas recordações do meu parto . Não ouvi o primeiro choro, estava anestesiada e inconsciente , cesariana de urgência depois de 12 h de sofrimento em trabalho de parto. Acordei e disseram-me: "o teu menino está bem, mas nasceu com umas dificuldadezinhas respiratórias". Chorei, chorei....(mas as dificuldades respiratórias nem passaram de um susto)...Depois era o JP que chorava, chorava e eu achava que não ia aguentar tomar conta de um bebé tão chorão....Aquele dia, para mim esteve longe de ser fantástico. As hormonas devem ter ajudado...Mas foi um mal necessário pois trouxe-me a melhor coisa da minha vida! E agora até já tem ciuminhos da mamã ! Já viram isto?

sexta-feira, maio 19, 2006

Mais uma consulta: Desenvolvimento - 18 meses

Definitivamente, andar de médico em médico, não é a melhor parte de ter um menino especial... Digamos que ele ouviu a palavra médico vezes de mais antes de sairmos de casa e ia pelo caminho com o sobrolho franzido e uma expressão desconfiada. Mas ao chegar ao hospital e com o contacto com os outros meninos que lá estavam, lá se foi descontraindo...Depois de 2.30 h de espera lá fomos atendidos pela Dra Isabel Paz, pediatra do desenvolvimento do JP. Já não o via desde há 6 meses e mostrou-se muito surpreendida. Muito mesmo. Diria que ficou quase de boca aberta. E a cara desconfiada agora era dela. Na parte motora, houve evoluções, lentas, mas nestes casos não são de esperar que sejam rápidas. Na parte cognitiva, digamos assim tanto a inteligência como a parte social mostrou-se agradavelmente surpreendida...O JP está bem. Muito observador. Comunicativo. Bem !!!! E nós ? Mesmo que ela não o dissesse já o sabiamos. Mas foi bom confirmar mais uma vez que compartilham da nossa opinião. Então, vamos continuar a trabalhar muito para evoluirmos sempre em todos os aspectos. E aqui está uma foto de um exercicio que ele faz 2 ou 3 vezes todos os dias , períodos de 45 minutos de cada vez. Ficar de pé. Por enquanto usa o "standing" - o aparelho que o posiciona de forma correcta e o segura. Esperemos que um destes dias já não precise dele. Para acabar : Estou muito feliz. E hoje é sexta-feira. YUUUUUUUUUUUUUPIIIIII!!!!

quarta-feira, maio 17, 2006

Amigos via Net


Se há coisa que os blogs são positivos é pela troca de experiências e pelas novas amizades que se podem fazer. A nossa vida é casa trabalho, trabalho-infantário, infantário-casa ( e no meu caso-piscina, cavalos, fisioterapia, etc, etc....) Ás vezes mal há tempo para conviver com os velhos amigos e família, quanto mais fazer novos.... Pois eu, no meu curtinho espaço de tempo que por aqui ando, já conheci gente com experiências de vida tão diferentes...Tenho me divertido. E no meio destas andanças, conheci uma mãe com uma vida nada fácil (tal como eu) mas que mantém um bom humor fantástico e uma garra de se tirar o chapéu. Desistir não consta do dicionário dela. Desafiei-a e ela deu á luz um Blog...Acabadinho de nascer ainda não tem muita coisa, mas estou ansiosa por ver o que vai nos contar. Só vos digo. É uma mãe realmente especial. Eu vou espreitando!!!!

Oftálm. Pediátrico Parte II -Tudo O.K

Que bom...apenas um entupimento dos canaizinhos que estão nas nossas pálpebras e produzem a gordura para as lágrimas. Solução: compressas mornas à noite para dilatar e um anti-inflamatório local. O resto do olho está ok. Visão : Não deu para avaliar porque têm de ter idade suficiente para "colaborar", mas não parece haver razão para preocupações. O Dr era amoroso, muito competente e o JP portou-se lindamente. Olhou desconfiado, porque a batinha branca...estava lá. Mas depois de uma palhaçada ou duas, relaxou. Ufa!!!

terça-feira, maio 16, 2006

Oftamologista Pediátrico


Hoje o JP tem consulta de oftamologia por ter um pequeninos " quistos" e alguns troçolhos que tanto aparecem com desaparecem....e muitas secreções (vulgares ramelas) . Serão pestanas encravadas? Não sei. A pediatra achou melhor investigar isto com um oftalmologista pediátrico. Não tem crise de maior...o problema é que eu tremo sempre que vou ao médico.Ele irá fazer um teste completo à visão. Tenho medo de ficar a saber mais alguma coisa com que não contava. Eu acho que o JP vê muitissimo bem. Mas ai, ai....nunca se sabe...(nervos, muitos nervos).
Estou curiosissima de saber como vai ser feito o teste. Espero que lá o Dr., tenha o bom senso de não vestir batinha branca. É que sempre o JP vê uma, começa logo a fazer beicinho. Deve ter herdado da mamã o terror aos médicos....

segunda-feira, maio 15, 2006

Top 5 das Manias

Desafiada por esta menina venho aqui enumerar as 5 manias do meu baby:

1- Puxa a xuxa com as mãos logo que esta lhe é metida na boca. O "pestinha" gosta de ouvir o barulhinho que esta faz ao raspar nos dentes. É um barulhinho tipo rolha de garrafa de champanhe. Isto é normal??? eh eh eh...
2 - Roça com o nariz no nosso ombro quando está ensonado.
3 - adora escorregar na banheira quando está a tomar banho. mete os braços para trás e...aí vai ele. mãe apanha-me!
4 - Desata à gargalhada quando alguém chega a casa. Mal ouve a chave a entrar na fechadura e é a loucura!
5 - Não pode ver ninguém com comida na mão. Nem que tenha acabado de deitar abaixo um pratão de papa. Se alguém está a comer, o JP tem de provar. Nem que seja para dizer que não gosta.

sexta-feira, maio 12, 2006

Holanda


Copiei o post da Anita. Ela é uma mãe que me enche o coração de palavras doces com os seus posts deliciosos. Não a conheço pessoalmente mas é de certeza uma pessoa excepcional e penso que não me levará a mal de transcrever integralmente um post escrito por ela em que transcreve uma história, em 19 de Abril de 2005 que considero simplesmente brilhante encorajador e lindo:

"Na minha busca frenética de algo sobre este assunto descobri um texto maravilhoso, que vai de encontro aos meus sentimentos, foi retirado do livro "Histórias para aquecer o coração de mães" de Emily Perl Kingsley: "Muitas vezes me pedem para contar como criamos uma criança especial, para ajudar as pessoas que não tem essa experiência única a entendê-la. A comparação que sempre me ocorre é a seguinte: esperar um bebé é como planejar a fantástica viagem com que você sempre sonhou para Itália. Você compra um monte de guias e faz planos maravilhosos. O Coliseu. O David de Michelangelo. As gôndolas em Veneza. Você pode aprender frases úteis em italiano. Tudo é uma festa. Depois de meses de expectativa, finalmente chega o dia da viagem. Você entra no avião e algumas horas depois a hospedeira diz: Bem vinda à Holanda. Holanda?! Como assim, Holanda? Você se espanta. Meu voo era para Itália, sonhei a vida inteira em ir para Itália! Mas houve uma mudança no plano de voo. Aterraram na Holanda e este é seu destino agora. O importante é que não te levaram a um lugar horrível e desagradável, cheio de epidemias, fome e doença. É só um lugar diferente. Então você tem que sair e comprar novos guias. E aprender uma língua nova. E conhecer pessoas que você jamais teria conhecido. O ritmo é mais lento que o da Itália; a luz menos brilhante. Mas depois de estar lá por algum tempo toma fôlego, olha em volta... e começa a notar que a Holanda tem moinhos... e a Holanda tem tulipas. A Holanda tem até Rembrandts.
Mas todo mundo que você conhece foi e voltou da Itália contando maravilhas do tempo passada lá. Pelo resto da vida você dirá: Era para lá que eu deveria ter ido. Era isso que eu tinha planejado. E a dor do seu coração nunca, nunca mesmo, irá embora completamente... porque, afinal, a perda desse sonho é muito significativa. Mas se você passar a vida inteira lamentando o fato de não ter ido a Itália, talvez não possa descobrir e aproveitar o que existe de tão especial em todas as coisas adoráveis que há na Holanda".
Eu estou na fase de procura de novos roteiros, de novos mapas e também de uma linguagem nova, porque eu tenho a certeza que vou aproveitar esta viagem com muito mais empenho, muito mais amor, apreciando cada detalhe, do que faria se tivesse desembarcado no lugar anteriormente desejado.
Viva a Holanda... "
Obrigado Anita por palavras tão bonitas . Eu também estou a descobrir a Holanda. Tenho dito.

quinta-feira, maio 11, 2006

Todos Diferentes, Todos iguais

Uma frase banal. Mas a propósito de um comentário colocado no post anterior pela Ana, quero dizer que concordo . O meu menino é uma criança como outra qualquer. Deseja brincar, adora descobrir o mundo. Deseja amor. Eu comparo esta situação à pilotagem de um avião.
Um menino sem problemas, põe-se o piloto automático e o avião segue o seu curso. Com estes meninos, não é assim. Tem de se aprender a pilotar manualmente e ir verificando todos os comandos e instruções para ter a certeza que chega ao destino. É preciso muito mais atenção, mais preocupações, mas ficas orgulhosa de saber pilotar um avião. Sentes-te um pouco "realizada". Às vezes também me apetecia tirar uma sonequinha e ir no automático por uns tempos. Não dá.
Mas ele não passa de um avião...sem piloto automático.

quarta-feira, maio 10, 2006

Estimulação

Hoje pela primeira vez tivemos a visita da terapeuta da Diferenças. Uma horinha de brincadeira, explicações de como se deve introduzir o nome dos objectos no vocabulário do JP....Eu como auto-ditacta que comecei a ser desde que soube do problema do JP já sabia muita coisa, mas ainda aprendi bastante. As diversas intervenções precoces estão a beneficiar o meu bebécas em muito. Ele é um menino vivaço que praticamente não está a fugir aos padrões cognitivos para a idade dele e depois de consumir mais de 20 ou 30 livros sobre o desenvolvimento da inteligência e parte motora em bebés e intervenção precoce (um dia faço um post com os livros que já li e com o que aprendi) cheguei a conclusão que o maior dos estímulos que ele pode receber é a minha atenção e amor, envolvidos por vezes em brincadeiras comuns e habituais de se fazer a bebés.
O trabalho desta terapeuta é ensinar-me o caminho mais curto e acertado de ele aprender os conceitos. Cabe-me a mim insistir, insistir, insistir...de forma lúdica e divertida, claro, até ele aprender e assimilar. É estranho dizer isto, mas quem não passa por esta situação, não sabe quanto é viciante e gratificante ensinar um menino diferente. Ajudá-lo, observá-lo...inventar maneiras de ele brincar e exercitar-se ao mesmo tempo...não acontece só comigo , mas com todas as pessoas que se envolvem com ele...a educadora, a avó, tios...todos o querem ajudar.
Entendo agora que o trabalho de Fisioterapeutas, terapeutas, psicólogas educacionais ou mesmo educadoras é qualquer coisa de especial. Nunca pensei nessas áreas, só gostava de números e engenharias...afinal o meu filho veio mostrar-me que há actividades apaixonantes na área da saúde, que podem determinar para toda a vida a personalidade de alguém...
Quero mandar um beijo muito grande e doce a todos os profissionais desta àrea que a exercem por vocação e não por obrigação. Se eu me interesso agora por amor ao meu filho, eles provavelmente o exercerão por amor e dedicação aos meninos diferentes e especiais. Têm o meu reconhecimento e total admiração.

segunda-feira, maio 08, 2006

Avó


Hoje o JP disse "avó" pela primeira vez e mais de uma vez. Foi quando viu a foto dela, foi a falar com ela ao telemóvel...Todos os papás congratulam-se com as aquisições dos seus filhotes. Os papás dos meninos especiais deliram!!!
Entende muitas coisas e diz uma meia dúzia, ainda mal amanhado. Estou muito orgulhosa e quero mais...Só não sei que fazes todo o dia no colégio, não dormes de tarde e chegas cansadinho a casa...Estou contigo no máximo 2 horinhas por dia...O que me vale é o fim de semana...mas mais vale não pensar nisso porque hoje ainda é 2ª feira !!!
Ahhh!!! Espreitem a novidade...

sábado, maio 06, 2006

Selecção Involuntária



Mais um sábado rotineiro. Maravilhosamente rotineiro.

Na verdade eu sempre fui das maiorias e nunca pensei muito nisto de ser diferente, especial. Passava-me ao lado, embora que sempre me revoltei com discriminações. Seja de sexo, deficiências, orientação sexual ou raças...adoro as diferenças e abomino quem tem preconceito. Sempre assim foi. Talvez tenha sido educada assim.
Na piscina houve um casal que se apercebeu que o JP é um menino diferente. E mostraram-se carinhosos e simpáticos para ele. Fizeram a bébé deles dar uma beijoca (e olhem que foi bem pertinho da boca, a malandra...) e sorriram muito para mim.
Apercebi-me mais uma vez que as pessoas podem ser muito queridas. Assim como são as pessoas do colégio do JP que o tratam com muito carinho e ternura (tratam todos assim, mas o meu talvez tenha um bocadinho extra). No fundo eu quero que ajam naturalmente com ele, não o super-protejam, mas simpatia e calor humano sabe bem. Claro que sim. Porque não tirar partido?
Na verdade há uma "selecção natural" das pessoas que se aproximam de nós e são todas pessoas bonitas. Não que as outras não o sejam. Se calhar são só despistadas e indiferentes como eu era. Não tem nada de mal !!! Mas as que se aproximam, por regra são pessoas muito queridas. Temos conhecido algumas pessoas verdadeiramente especiais. Querem educar os seus filhos a conviver com todos. Bem formadas essas pessoas. Fico tão feliz que existam...
Feliz dia da Mãe !!!

quinta-feira, maio 04, 2006

A razão do Blog

Estive esta tarde com uma amiga muito querida, um anjo. Fez-me bem porque hoje era um daqueles dias NÃO (sabem como são esses dias?)...e nada como estar com os amigos para nos pôr para cima. Depois expliquei-lhe que comecei a escrever no blog sobre as terapias do JP. E sobre a nossa vida. E porquê? Porque a nossa vida é diferente e muito bonita. É uma historia de amor - Pais-filho iguais a milhões ou biliões...mas na maioria dos casos ninguém quer contar histórias menos "perfeitas". Pois eu acho que não é menos bonita. O meu filho fez-me renascer e é o maior desafio da minha vida. É a minha maior alegria e deu um sentido diferente à razão do meu ser.
Quando soube do problema dele, tornei-me a mais àvida leitora de artigos sobre paralisia cerebral, reabilitação, o que fazer...(a melhor maneira de derrotar o inimigo é conhecendo-o bem, não é? ) mas histórias , blogs de pais de meninos com problemas motores...quase nada. Gostava de ter tido acesso a algo assim que me pudesse orientar, saber o caminho...porque os médicos...esses nem a fisioterapia sugeriram. Tudo foi minha iniciativa e do papá depois de muita busca e pesquisa.

Só para Contrariar

Nos dias que vou à Fisioterapia com o JP fico um pouco virada do avesso. Umas vezes porque ele chora, outras porque a fisioterapeuta deixa escapar umas "deixas" que me arrasam...Uma foi (no entender dela estava a ser muito positiva): "O teu filho tem uma cabeça óptima. Vai funcionar perfeitamente com um computador!"
Outra foi hoje: "O teu filho é um caso grave. Mas como tem muito boa cabeça vai conseguir fazer muitas coisas."
Isto é positivo ou negativo??? Fiquei a saber que poderá evoluir graças à força de vontade dele, mas também fiquei a saber que o caso é grave... mas acho estranho que seja grave quando a maioria das pessoas não nota, mesmo pessoas ligadas ao meio hospitalar...

Bem, mas como gosto de contrariar e pelos vistos o JP também, vamos lá mostrar à malta que não estamos assim tão mal!!!!
Depois, chego ao trabalho e vou visitar a minha amiga e encontro lá duas histórias lindas. Animei-me. Obrigada por proferirem palavrinhas tão lindas.

Para mim os problemas existem para ser resolvidos. Tenho uma profissão que me obriga a estar todo o dia a resolver problemas. O problema do JP não se cura nem se resolve. Mas vai-se resolvendo, graças a uma coisa maravilhosa que temos chamada Neuroplasticidade. É possível que outras zonas do cérebro possam assumir funções perdidas devido a lesões ou à P.C. E por isso o JP vai evoluir. Mas tudo isto é demorado e exige muita paciência. Mas quem ama tem muita...

terça-feira, maio 02, 2006

Desafio Aceite

Depois do desafio feito pela Vânia aqui vai em relação ao JP

O que andava a fazer há 10 anos atrás:
Nada, a mamã estava no Erasmus fora do país e o papá com saudades dela....

O que andava a fazer o ano passado:
Já fazia umas quantas coisas: fisioterapia e Natação. A minha mamã foi trabalhar dia 3 de Maio.

5 heranças do papá:
a) Aspecto Físico: quase tudo excepto os olhos
b) Resmunguice
c) Gulosice
d) Boa disposição
e) A pilinha (desculpem, já não me ocorria mais nada...)

5 heranças da mamã:
a) Olhos e sobrancelhas
b) Resmunguice (opss!!!Vem dos 2 lados) neste caso mais ao adormecer
c) Teimosia
d) Tagarelice
e) Curiosidade

5 Snacks
a) Bolos (só gosto de coisas doces)
b) Iogurtes, danoninhos
c) Pão
d) Já disse : bolos?
e) Papa

5 brinquedos favoritos:
a) Sacos de plástico rasgados (deêm-me sacos de plástico que eu adoro...)
b) Livros
c) Bolas da loja do chinês
d) Leãozinho para dormir (ai, os papás são do benfica...vai ser um problema)
e) Mesa de DJ

5 coisas que não gosta:
a) Assoar ou que lhe limpem o nariz
b) Mudar de roupa
c) Que lhe cortem as unhas
d) Que estejam a comer ao pé de mim sem me dar a provar...
e) Sopa

5 coisas que não percebe nem quer perceber
a) Que o banho acabou
b) Que tem mesmo de comer a sopa
c) Que tem de dormir quando vai para a caminha (só às vezes)
d) Que os jogos que gosta têm um FIM
e) Que o fim de semana tem um FIM

5 meninas que eu desafio:
a) Filipa e Matilde
b) Filipa Henriques
c) o
d) resto
e) já respondeu ao desafio antes...(acho eu)

Ok. Desculpem lá o último item, mas parece que já toda a gente respondeu a coisas destas...



segunda-feira, maio 01, 2006