segunda-feira, outubro 31, 2011

Paz

É o estado de espirito que mais cultivo por estes dias. 
O R. agradece. 
Tento mandar toda e qualquer ansiedade para longe de mim. Não só porque estou em estado de graça, mas porque é o melhor para a minha saúde e ânimo.

Na escola, o JP está encaminhado. Já tem manuais escolares acessíveis. Só a Porto editora não mandou. 
Teria sido mais fácil ter mandado. Assim, resta à mamã Grilinha ter o trabalho monumental de construir novo manual de Português para ser acessível através do computador. Mas nada há-de faltar ao meu menino.
As condições na escola são as minimamente pretendidas. Não tem acompanhamento para as actividades de enriquecimento curricular mas na verdade, este ano ainda fica muito estoirado após o almoço e por isso não vou insistir para que fique  para estas actividades que começam pelas 15.30 h.
De resto, o JP tem sido apoiado e acarinhado. 
Apesar de não o demonstrar tanto na escola, tem aprendido imenso. Constrói frases muito mais complexas, Gosta de escolher sempre as do seu interesse. As palavras que não lhe despertam interesse tem muito maior dificuldade em fixá-las.

Nas terapias corre tudo normal. Trabalha com afinco.
Não tenho experimentado novas actividades nem "terapias", mas estou sempre atenta. Não desisti de lutar por melhor qualidade de vida do JP. Fico atenta e expectante ao que por aí existe. 
Mas sem tantas esperanças como antes. 
Se estou a entrar na fase de aceitação? É provável. Mas isso não significa que desistimos. Lutamos todos os dias com o que temos ao nosso alcance para uma melhor qualidade de vida. 

Desânimo apenas a nível profissional. Não prevejo futuro neste país na próxima década. 
Eu gostava muito do que fazia. 

E sinto que me tiraram o tapete debaixo dos pés. Sinto muito potencial e vontade de abraçar novos projectos, mas nada me parece tão promissor assim, nesta conjectura. Resta-me tentar ter alguma calma e esperar algum tempo mais para depois avançar com toda a garra. Mas não é fácil ter essa sabedoria...e conseguir ficar tranquila. No entanto acredito que nada acabou por aqui. 

De qualquer forma, esperar é o que me resta. Ficar Zen, aproveitar a gravidez. Desejar todos os dias com muita força que o R. venha com calma e com saúde . O mano está em pulgas para o conhecer. Dá infinitos beijinhos na minha barriga e sinto-me feliz. 
A felicidade é um conjunto de pequenos momentos bons. E depende muito de sabermos valorizar e agradecer o que temos. E eu agradeço muito a minha família que tem sido a base da minha força. 
Agradeço o menino alegre que Deus me deu. Agradeço o maridão que tem estado sempre ao meu lado. Agradeço que a gravidez esteja a correr bem, apesar da idade e de tantos esforços inevitáveis que tenho de fazer...
E agradeço pelo bebé que aí vem, que vai com certeza ser muito amado por todos.
Uma amiga aqui do blogue disse: " a vida não parou para chorar connosco e por isso ela segue em frente". 
É mesmo, minha querida.
A vida continua.

7 comentários:

Tita disse...

Tudo se vai arranjar!
Admiro-te muito.
Beijos enormes

sandra disse...

Força, Grilinha!!! Sei que por aí a coisa "tá preta", mas é ter paciência que com certeza não dura pra sempre. Nós aqui no Brasil já somos acostumados com as crises. Como a Europa não passa por isso há muito tempo... Minha família toda também está super abalada. Meu irmão está trabalhando de vigia, o subsídi de férias dos meus tio foi cortado, minha mãe tá num aperto só.Tenho primos que estão a ir trabalhar em África, pode?? Mas com a experiência que temos daqui, posso te dizer que o futuro será melhor, pelo menos é o que a gente espera.
O melhor mesmo é relaxar, curtir os filhotes, e claro não desistir nunca do JP, mesmo tendo aceitado sua condição. Qualidade de vida sempre!!!!
Beijocas em todos!! Sandra

Mina disse...

Serenidade e tranquilidade é o que se deseja nessa altura do campeonato:-)
A conjuntura não é boa, mas de nada adianta a ansiedade e a revolta.
Viver um dia de cada vez não é fácil, mas é o que nos é permitido.
Adorei: " a vida não parou para chorar connosco e por isso ela segue em frente". reitero...
bjinhos

Mãe ao quadrado disse...

Gosto de te ler assim :)
E só te desejo q tudo se resolva da melhor maneira, a seu tempo vais ver!

beijocas

Helena Barreta disse...

Isto da blogosfera é engraçado, não nos conhecemos mas gosto de todos os Grilinhos como se fossem da minha família.

Gosto de a saber assim, tranquila e serena. Admiro a sua coragem na luta que trava para que nada falte ao JP.

Adoro saber que o JP está encaminhado e que é feliz na escola. Adoro saber novas do bebé R.

Não desanime, a sua vida profissional vai com certeza melhorar, até lá mime-se muito com os abraços apertados e beijos do seu menino.

Um beijinho cheio de ternura

Sua Mãe disse...

ola, tb sou mae de um menino lindo e sorridente com pc e tb estou a espera do segundo! no meu caso, segunda. meu filhote e brasileiro e chama-se antonio pedro. o chamamos de ap. e a familia toda do meu marido e ai de portugal, de Caminha, no norte. temos muito carinho por essa terra. vou passar a acompanhar vcs.

beijinhos
adriana e antonio
www.queridoap.blogspot.com

Anónimo disse...

Boa noite meus queridos, e que barriguinha linda, amei.
Tudo vai correr bem, e cada minuto viver-mos o melhor que se consiga com muito amor e alegria.
H.e vai ser o máximo quando o R. nascer eo JP. vai ajudar imenso, com a sua alegria e amor.
O emprego... vocês são boas profissionais, e não se podem desgastar por estar no desemprego....como diria alguem que muito amei e amo, em primeiro lugar a saúde,amor e felecidade, depois se verá!!!
Beijosssssssssssss gordos

Maria Manuela G.