segunda-feira, novembro 14, 2011

Formiguinhas

As nossas realizações próprias, são pessoais e intransmissíveis.

Na minha ordem de prioridades sempre esteve primeiro a família, saúde, o amor, dinheiro e só depois a realização profissional.

Portanto, se estou normal nos três primeiros, assim-assim no quarto....porque me importa tanto o resto?
Quando sentia mais realização profissional, tinha muito menos tempo para a família e isso também não me fazia sentir bem. Mas como gostava da sensação de ter sido responsável por tantas realizações. E de sentir o "dever cumprido"...
Agora, com muito mais tempo para a família, penso constantemente no dia que voltarei a sentir o louco stress matinal e o cansaço natural após um dia inteiro de trabalho. E até das dores de cabeça. Não tenho uma dor de cabeça há meses...
Neste momento tenho a compensação de estar disponível para acompanhar o JP nesta sua primeira fase na escola, de ter um bebé a crescer dentro de mim, num tempo mais livre de stresses, de poder fazer algo diferente com a minha vida a partir de agora.


Mas não consigo deixar de ser formiguinha. Gosto muito da sensação de o ser. E não sou totalmente feliz se não o for.

3 comentários:

Helena Barreta disse...

E que bom que deve ser para o JP ter a mãe completamente disponível para ele. Quando o grilinho mais novo nascer vai abençoar este tempo de menos formiguinha.

Um beijinho

Mina disse...

Lool estamos em sintonia de prioridades:-)
Mas também faz falta o nosso próprio espaço o nosso (eu).
Agora aproveita o momento e disfruta de todos os momentos ...
bjokinhas

Anónimo disse...

Como te admiro de conseguires transmitir tão bem o que te vai na alma e que maravilhosa lembrança para o futuro. Já pensaste escrever um livro?
beijinhos
PS- desculpa mesmo a falha do aniversário...Raquel