terça-feira, abril 13, 2010

UM ARTIGO RETIRADO DO DESTAK PARA REFLECTIR

OPINIÃO - RETIRADO DAQUI

Houve um tempo

08 | 04 | 2010 20.29H
J.L. Pio Abreu

Houve um tempo em que se acreditava no futuro. Pensava-se que a ciência e a tecnologia resolveriam os mais graves problemas humanos e que haveria inteligência para distribuir bem os recursos. Não se imaginava que a tecnologia agravasse as desigualdades e que o desenvolvimento tornasse o planeta inabitável.

Houve um tempo em que as pessoas não estavam à venda. O seu valor não se contabilizava em dinheiro e ninguém procurava saber o preço que tinha. Não se imaginava que um bom futebolista pudesse valer por cem gestores e que um gestor valesse por cem empregados do Continente.

Houve um tempo de pessoas solidárias. Confiavam umas nas outras, gostavam de cooperar em trabalhos colectivos, prestavam socorro a quem caísse à sua frente. A indiferença perante o sofrimento alheio não era bem vista. Houve um tempo em que os filhos respeitavam os pais, embora discordassem deles. Quando se lutava dentro das famílias, grupos e comunidades, era por confronto de ideias e não por inveja de posições. Houve um tempo em que se respeitava a dignidade e a privacidade. O “Big Brother” não era um espectáculo oferecido às multidões, mas a antevisão de um pesadelo. Espreitar pelo buraco da fechadura ou interceptar conversas privadas era coisa de gente inferior que falava da vida alheia para esquecer a triste vida que levava, e não era mester de magistrados ou jornalistas.


3 comentários:

Mãe(q.b.) disse...

É tudo isso amiga, obrigada por partilhares este post, realmente custa-me ver como é que as pessoas se deterioraram tanto... temos tantas capacidades boas e somos capazes de escolher o piorzinho que há... enfim... tenho pena! especialmente por causa do meu menhinho...

jocas grilinha de estimação

Helena Barreta disse...

É por estas e por outras que gosto tanto do seu blogue. Se não o tivesse lido aqui, muito dificilmente leria esta reflexão, é que não tenho por hábito ler esse jornal.

E que reflexão, concordo com tudo. Infelizmente é a sociedade que criámos, mas também sou optimista e acredito nos nossos jovens.

Obrigada pela partilha. Um beijinho

Helena

GRAÇA disse...

Olá, mue blog vai fazer 2 anos ,por isso resolvi oferecer um quadro pintado a óleo por mim
Tenta a tua sorte...
Bjs
Graça