quarta-feira, outubro 17, 2012

Entre os meus dois amores (o loiro e o moreno)


Os dias vão passando e nada de especial acontece. Por vezes tenho a sensação de ser invisível.

O Rafael, pelo contrário, tudo acontece com ele. Já se aventura de pé, de um móvel para o outro. É incrível o desenvolvimento deste rapaz. É um regalo observá-lo por horas. Aproveito este privilégio de observar o seu crescimento dia-a-dia. O tempo passa depressa só de cuidar dele. Os filhos são mesmo as nossas âncoras à vida...
O Rafael dá em morder tudo e todos. Tem os dentinhos de cima a romper. Mas também já sabe dar festinhas. 

O JP está crescido. Revejo-o tanto nas atitudes sociáveis e sedutoras do Rafael, nas gargalhadas iguais, no sorrisinho malandro. Perdi um bebé, mas ganhei um crescido lindo e ganhei outro bebé. Foi um bom balanço. Sinto-me perfeitamente realizada nesta faceta da minha vida. 

Quanto ao restante sei que tenho de ser paciente...muito paciente. Eu sou aquela optimista incorrigível que ainda acha que tudo vai melhorar. As coisas acabarão por entrar nos eixos. É preciso não baixar os braços, trabalhar para isso e ser perseverante. Comigo nunca nada caiu do céu. Tudo é muito suado e  difícil.


1 comentário:

O Sexo e a Idade disse...

Também para mim, como diz a minha mãe, tudo é parido com dor!