segunda-feira, março 22, 2010

Mais um fim de semana em cheio


Um daqueles fins de semana triviais e muito bons.
Hipoterapia pela manhã. Cada vez se nota mais independência e autonomia e uma ansiedade que chegue aquela hora de montar a sua amiguinha bailarina. Mesmo a chover queria ir para o exterior. Mas chovia e não deixei. O picadeiro em terreno estável revela-se agora "canja" e nem o chega a cansar.
Depois, mais uma vez seguiu-se a sessão de piscina e o JP queria recusar-se a entrar sem o seu amiguinho Principezinho que ainda não tinha dado sinais de aparecer...
Estava a ver o caso mal parado, quando...eis que apareceu o nosso amiguinho de brincadeiras e cumplicidades cheio sua habitual alegria. Corridas a nadar competitivamente cheio de entusiasmo, partilhas de colchão, festinhas, beijinhos e "socos"... brincadeiras saudáveis de amigalhaços, exercitando-se muito e no fim já só queria ir para casa do amigo e da mamã Sisa.
Não precisa de qualquer apoio para além do chouriço, mesmo de barriga para baixo (há semanas era só de barriga para cima).
Uma melhoria no equilíbrio espantosa. Devagarinho, devagarinho...mas sempre a evoluir !!!
No Domingo convidamos os pais do seu amiguinho de longa data, lá da escolinha- a cabecinha amarela - J., a lanchar aqui em casa e a alegria do JP partilhando os brinquedos, a trocar e a observar a actividade frenética do seu amigo. Tudo isto deixou-o muito feliz. Graças a Deus, aprendeu a partilhar , iupiii !!! E como ele adorou receber o seu outro compincha de traquinice. Que bom o JP ser miúdo tão social !!! Nós adoramos os papás do menino e por isso foi mais um belíssimo fim de semana.
Trabalhar muito ajuda, mas o tempo de descanso puro é fundamental e brincar, brincar, brincar MUITO !!! Ser feliz !!! Ser criança. Demorei a aprender e agora sei...
Ele encarrega-se de "se fazer à vida" e não desistir !!! Tenho quase a certeza....mas só o tempo dirá.

1 comentário:

Dulce Bregas disse...

É mesmo isso,trabalhar muito mas sem esquecer de brincar!A Hipoterapia era cansativa,principalmente no picadeiro, mas fez muito bem ao Francisco,infelizmente por falta de profissionalismo de algumas pessoas tive que desistir dessa terapia.Para TAA temos a nossa Maia que se encarrega de muitas brincadeiras no puf da sala,de manhã há um acordar meio "lambido"...enfim a toda hora estímulo...estímulo.É a nossa vida,a vida de famílias especiais!